terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Os desastres de Camarate

 Público de hoje, duas páginas seguidas sobre o assunto do desastre de Camarate mais o desastre da investigação criminal que não logrou apurar uma verdade material indiscutível. 

Segundo se lê, há pessoas que consideram ter existido um atentado criminal na origem do desastre considerando a investigação um autêntico desastre e outras que consideram o contrário. 

O presidente da República revelou agora, publicamente, uma sua opinião de momento. O momento é propício a que a verdade conveniente seja a do desastre motivado por atentado criminoso e o presidente da República não deixou passar a ocasião, mostrando como um supremo magistrado pode desfazer o trabalho de dezenas de magistrados e polícias, para relevar o trabalho de alguns técnicos contratados por políticos que concluírem pela verdade conveniente e não ligaram nada à verdade das provas e perícias organizadas pela magistratura e polícia.   

Por mim, lembro-me bem da reportagem televisiva de Barata-Feyo aqui lembrada e de um livro que o mesmo escreveu a contrariar as "teses" de atentado. 

Devo dizer que me parecem mais convincentes do que a profissão de fé agora manifestada pelo presidente da República, mas não fica nada mal arvorar mais uma vez um cepticismo de senso comum. 




Sem comentários: