quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

O exemplo do presidente da República.

 Este, explicado no CM de hoje. Triste e lamentável: 


Entretanto,  no Público de hoje aparece esta crónica de Manuel Soares na qualidade de sindicalista de juízes, cujo comentário que se me oferece é apenas um advérbio em modo de interjeição: francamente... não havia mais nada sobre o que escrever?!


Pela minha parte,  mais logo vou escrever sobre o estranho caso da vigilância de jornalistas pelo MºPº por causa do crime de violação de segredo de justiça. O assunto é escaldante mas só queima agora o ambiente mediático quando já sucedeu há meses, com o silêncio total dos envolvidos...

Sem comentários:

Os escombros do apocalipse