segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Os diletantes

"Para aprender matemática é preciso bons professores, bons manuais, saber a tabuada, fazer uma coisa de cada vez e só passar à fase seguinte depois de compreender a primeira."

Esta receita simples, de Ron Aharoni, antigo professor de Matemática, autor de Aritmética para Pais, livro apresentado hoje em Lisboa, citado pelo Público, é muito difícil de entender pelos sucessivos ministérios da Educação, com amplo destaque, para o actual, ocupado por diletantes que copiam programas da América do Sul, para aplicar no nosso país.
Por isso, na Gulbenkian, onde cadeira Marçal Grilo que nunca entendeu isso, vai realizar-se uma Conferência Internacional da Educação, dedicada à Matemática.
Nunca é tarde para aprender, coisas simples, em alternativa à complexidade sociológica do ISCTE, o viveiro dos iluminados.
PS. Ron Aharoni tem muitas dúvidas sobre a utilidade do Magalhães: " Todas as tentativas feitas até hoje, falharam".
Pois, mas isso, é porque nunca tal produto teve um caixeiro-viajante como nós temos: um garboso licenciado pela Independente...

Sem comentários:

o GRAsnar de António Costa