sexta-feira, 7 de novembro de 2008

A TVI de Moura Guedes é outra loiça

As tv´s nos noticiários da noite, não perderam a oportunidade de abrir com a notícia do dia: a condenação de Fátima Flegueiras, em três crimes de gravidade ridícula, perante o libelo acusatório inicial. Sobre isto, mais à frente se escreverá.

Entretanto, a TVI, hoje, apresentou o Jornal Nacional das 8 da noite, com Manuela Moura Guedes.
E esta, não se demorou muito, no circo mediático à volta de Felgueiras. A RTP1, lamentavelmente, deu antena de propaganda à arguida, que apareceu na figura de heroína habitual, com a demagogia do costume. A RTP1 sabe que é assim, mas é assim que prefere.

Na TVI, Manuela Moura Guedes foi direita aos assuntos que interessam.: sobre o BPN, não poupou nas palavras e nas referências aos negócios obscuros. Um deles, o do SIRESP, com imagens e texto sobre o sistema que era imprescindível há quatro anos, que passou pelo BPN e que António Costa, depois disso, avalizou.
A reportagem da TVI, no INEM, nos Bombeiros e na PSP, conclui que passados 4 anos, o sistema, exclusivo para essas entidades comunicarem entre si e entre outras da mesma área da segurança e saúde, só está operacional em Santarém e Lisboa , e mesmo assim, parcialmente.
O que era urgente em 2004, continua à espera e o dinheiro, aos milhões, já saiu dos cofres do Estado. A investigação criminal, essa, foi arquivada.

Em seguida, Vítor Constâncio. Com um batalhão de repórteres que lhe perguntam directamente e sem rodeios se "acha que tem condições para se manter à frente do Banco de Portugal", Vítor Constâncio envergonha-se de responder e não passa cavaco aos jornalistas.

A TVI mostrou, e bem, a vergonha do Governador.

21 comentários:

António Balbino Caldeira disse...

Caro Amigo

Não sei se sou o primeiro a entrar pela porta aberta dos seus comentários na loja antiga a que regressa com a mesma vontade. Mas sou um blogueiro, na linha de muitos parceiros e leitores, que lhe admira o desassombro do verbo no tempo dos advérbios de modo.

António Balbino Caldeira disse...

Afinal, no post de baixo já estvam outros. Melhor. É sinal de que o regresso se conhece e não se perderam também no caminho.

Anónimo disse...

Tive oportunidade de ver esse serviço noticioso de hora e meia de surrealismo marciano. É o retrato de um país mentalmente falido, corrupto e podre, que já só tem na bomba atómica a única saída possível. Não há remendo e com o desaparecimento das ajudas financeiras da união promete um triste fim. A notícia sobre o preço dos medicamentos com a lei a ser anulada por uma outra norma, depois de grandes anúncios na AR e sem que ninguém explique o que se passa, não é menos preocupante e pode ser sinal do pântano em que o Partido Sócrates já está metido.

josé disse...

Meus caros:

O blog aparece como deve ser ou precisa de afinação?

É que ainda estou em experiências.

portolaw disse...

se noutro pais estivessemos este senhor constancio ja tinha saido pelo seu pezinho ou tinha sido empurrado caso nao tivesse a honradeza de o fazer

zazie disse...

Já que pergunta, José. Está quase, quase.

Ainda tem um espaço de texto demasiado pequeno e assim continua a empurrar tudo para a direita, ficando desalinhado.

Mas está muito melhor. Podia também experimentar deixar uma margem mais pequena do lado esquerdo, para centrar a barra do título e até o texto, porque do lado direito o espaço é mais estreito.

Mas está lindo. E aposto que até conseguiu ainda mais bonito por ter o html todo errado

ehehehe
Aquela barra lateral ninguém a consegue fazer assim.

(uma nota: para ver o espaço de texto só se consegue com escrita. As imagens enganam porque empurram para fora da margem do lado direito).

zazie disse...

Não era centrar o título que queria dizer mas centrar a barra castanha onde ele aparece.

Vou fazer um print screen para ter uma ideia.

zazie disse...

Está assim .

Karocha disse...

Eu vi e ouvi o vasco.
Também vi o expresso da meia-noite e gravei,aliás tenho os dois gravados. Na minha humilde opinião isto ainda agora começou José.
O director de Economia chamou bandidos e mentirosos aos Banqueiros, a jornalista do Público disse que no BPN havia dinheiro da secreta e da Pj,cá para mim acho que ainda vai sair mais sujeira!...

alexandre Iº disse...

José:
Embora raramente tenha feito comentários aos seus escritos fui, sou e serei sempre um seu leitor assíduo. A oportunidade, profundidade e desassombro dos seus escritos sempre me impressionaram, sobretudo considerando - e sabendo - do que isso implica em termos de gestão de tempo em face da sua ocupação.
Tem aqui um leitor dedicado, como muitos outros.
Parabéns e continue, onde quer que seja

lusitânea disse...

Com políticos corruptos Portugal nunca irá a lado nenhum.O empreendedorimo indígena só sobrevive aos acertos informais e às chapelas nos concursos.Pelo que nunca se criarão músculos para ir para fora , concorrer a sério...
Anos depois da guerra colonial ter acabado eram precias viaturas tácticas ligeiras TT.Aparaceu logo a UMM do BES que se limitava a montar com restos de séries francesas a "produção nacional", chegando a haver 12 modelos diferentes de caixas de velocidades, o que era optimo para a manutenção e operacionalidade...
Acabaram-se as compras internas, acabou-se a fábrica...,
Um dia destes a malta dos grandes vencimentos, que agora não faz ondas e faz curvatura de espinha, por julgar o "seu" a recato vai ter que ir receber ao TOTTA...e é bem feito para não serem cobardes.

CCz disse...

A TVI mata-me nos noticiários é por não apresentar contraditório às homílias de Peres 'Guterres' Metelo sobre economia.

Tino disse...

Estimado José

Fico satisfeito por poder atinar uns destinados comentários pela Porta adentro.

Sobre o licenciado Constâncio, quem ouviu as palavras de António Borges, ontem no Expresso da meia Noite, e não soubesse, ficaria a saber que antes do boy do PS a supervisão do BdP funcionava de outra maneira.
Não admira que Sócrates viesse em socorro da pobre criatura, como veio e virá certamente hoje em socorro da D. Maria a Louca...

Esta criatura que nunca foi capaz de fazer um mísero doutoramento custa toneladas de ouro ao País, com a sua incompetência, não contando com a destruição de valor das reservas de ouro que vendeu ao desbarato quando os preços estavam em saldo.
Por bem menos dinheiro e com lucro, eu geria as reserva de ouro, como quem gere uma carteira de acções de longo prazo, vendendo no fim da fase ascendente e recomprando quando reiniciasse nova fase ascendente.
Esta criatura faz ao contrário..., vende quando o ouro está barato e ninguém lhe pede contas...

josé disse...

Monsieur Constâncio tem a gravitas de um constipado: sempre acabrunhado e chegado ao lenço da mão.

É um enigma, sempre o disse.

Carlos Enes disse...

Caro José:

Acabo de lhe deixar um comentário na GLQL.

Acredite que só depois vim aqui e percebi que tinha reparado numas coisinhas em que tenho o gosto de participar.

Ele há coincidências...

Agradeço a sua atenção ao trabalho da TVI mas, palavra de Honra, isso não teve nada a ver com o meu comentário na GLQL.

Para que saiba que o Povo não é como às vezes o pintam o jornal da TVI de ontem bateu um record de audiências, mesmo com temas áridos contra o carnaval de Felgueiras.

Carlos Enes disse...

A propósito da douta sentença de ontem, deixe-me partilhar um sentimento.

Quando ouvi o resultado do Julgamento na televisão, lembrei-me de uns dossiers que tenho com "Felgueiras" escrito na lombada.

Julgo que não é preciso descrever mais nada.

josé disse...

carlos enes:

Já li o comentário na GLQL. Pode aparecer quando quiser.

Sabendo que não sou anónimo, fico mais tranquilo.

josé disse...

Zazie:

Porventura, a melhoria ocorreu porque dei mais espaço ao texto. Por isso, vou dar um pouqinho mais, para saber se resulta.

zazie disse...

Pois então dê-lhe mais espaço ainda que tem margem para isso

ehehe

À letra- tem a margem esquerda maior do que tinha e ainda pode alagar para a direita.

Eu comparei com os outros print screen e foi isso que aconteceu- deu mais largura, já se lê muito melhor mas não cabem duas imagens lado a lado como as que tem. Elas couberam "à força" empurrando o blogue para a direita. Com o texto isso já não acontece. Por isso fie-se apenas na largura que o texto mostra.

";O)))

Zé Luís disse...

De telejornais praticamente só vejo o de 6ª à noite na TVI por causa de MMG. E ouvi a referência à recusa da FF, feita pela filha Sandra Felgueiras, em falar à TVI: fui logo procurar na RTP e lá estava a madame...

Para me divertir, bsta-me o Telerural das 3ªas feiras na RTP. Ali o resto só dá vontade de chorar. Até tiveram o desassombro de voltar a pegar no futebol nacional para transmitir à manada (mas neste aspecto nenhum canal se salva). Até me desvia as atenções do já acabado formato do Trio d'Ataque da RTP-N canal cujo debate do OE'09 na AR foi deixado em directo para o amén do PS à missa do Governo por longos 30 minutos...

Jonas disse...

Saber que afinal não houve paragem e apenas se deslocou da loja para a sua porta, são boas notícias.

Cumprimentos