sábado, 20 de abril de 2013

Crónicas da inteligência corrente

Em Portugal os croniqueiros de jornal aparecem ultimamente como saltões em verão quente. São uma praga que tenderá a desaparecer com um qualquer inverno de descontentamento.

No Diário de Notícias de hoje, um cronista que ainda vale a pena ler comenta esses croniqueiros crónicos sempre de olho no umbigo. Assim:


A explicação para o fenómeno pode encontrar-se duas páginas a seguir, no mesmo jornal, com este apontamento de um outro cronista que vale a pena ler. Esta que tenta explicar a estupidez através de conceitos. Assim, com um cronista que escreve algo que nos causa uma perda ( de tempo, por exemplo), mas lhe traz um ganho a ele ( porque ganha dinheiro com isso), estamos a lidar com um bandido. Se for um escrito que lhe causa uma perda a e ele ( porque o despromove intelectualmente, por exemplo) e um ganho a nós ( que aprendemos a não o ler mais) temos um imbecil. E se todos saírem beneficiados teremos então o cronista inteligente.



Sobre o primor destes conceitos de bolso poderemos ler na última página do mesmo jornal a crónica de Ferreira Fernandes. Adivinhe-se de que tipo será, vindo de alguém que até nem gasta muito disso...


10 comentários:

JC disse...

Que imbecil este Snr. Ferreira.
Que escrito mais estúpido e sem jeito.

Unknown disse...

Em dias difíceis a estupidez encontra um terreno fértil e, às vezes, chega a altitudes inigualáveis. Os idiotas estão soltos e perderam completamente a modéstia. Basta passar os olhos pelos canais televisivos ou pelo que escreve um pouco por todo o lado.

As brutalidades, os insultos, as boçalidades, as cretinices, o conjunto da obra, em suma, diz bem qual é a utopia dessa gente e dá uma pista de como seria o mundo caso estivessem no poder. Ali se vê a capacidade de argumentação, o pensamento largo, o descortino, a delicadeza, a profundidade de argumentos e, acima de tudo, a tolerância!

Os estúpidos também adoram uma boa teoria da conspiração. Quanto mais baldio for o cérebro mais exótica é a teoria a que aderem. Tão certos da sua crença, tão imersos na sua militância, tão dedicados à causa que engolem o fast food ideológico sem mastigar. E quem não partilha das suas soluções fáceis e burras para problemas difíceis é achincalhado porque, em suma, pensa de modo diferente.
Invariavelmente padecem daquela ignorância propositiva que faz a certeza dos estúpidos.

A Internet é uma maravilha! Por vezes encontram-se pessoas muito especiais, gente que escreve bem, com uma cultura sólida, que se dedica à leitura e à pesquisa. Mas há também o lado tenebroso da coisa.
Rematados idiotas, cujo pensamento não seria externado antes nem para os familiares, cujas opiniões seriam ignoradas até pelos amigos, ganham voz.

É inequívoco que a rede ajuda a reunir a inteligência. Mas também torna a boçalidade visível como nunca antes na história deste mundo.

hajapachorra disse...

O Anselmo nem é padre (só nas horas vagas, quando não está a atacar a Igreja) nem é professor de filosofia (nunca passou de assistente), é... isso. Ele fez o favor de dizer o que é.

josé disse...

Será mais um artur baptista da silva um pouco mais sofisticado?

hajapachorra disse...

Uma coisa é certa: faz parte da Sociedade Portuguesa Missionária que tem missionários elo menos em Portugal, no Brasil e Moçambique. Ao que julgo saber o bom do Professor Doutor P. Anselmo, sacerdote católico (como faz questão de dizer, não vão os jornalistas se esquecerem), o bom do Anselmo nunca missionou.

hajapachorra disse...

, pelo menos

zazie disse...

Ele andou a vender o abortíco com modelo alemão.

Dizem que o colocaram na prateleira desde aí.

hajapachorra disse...

Na quê? Ele não sai é do ambão. Um grande morcão sempre no ambão, sempre a alanzoar, sem ter nada para dizer. É patético.

zazie disse...

Também acho.

Mas disseram isso- que não lhe dão missões por ter andado com aquela treta do abortício.

Luis disse...

Floriano Mongo, disse tudo! Obrigado!
Tambem de um Italiano, Giancarlo Livraghi, recomendo a leitura de 'The Power of Stupidity' que existe completo na internet em http://gandalf.it/stupid/chapters.htm