quarta-feira, 20 de março de 2019

O CM fez 40 anos e continua na mesma

Hoje comprei o CM para ver as comemorações da efeméride. Coisa simples: ao lado das fotos do "dia do pai", aparecem os celebrantes na redacção do jornal. Muita gente a ganhar a vida nisto.


Dali, alguns deles devem ter ido decidir que capa punham no jornal de hoje. Material não faltava:



Destas novidades de hoje, recolhidas ontem e escolhidas a dedo por um daqueles celebrantes ( tem que ser um a decidir...) por entre as demais notícias que fazem a edição de hoje, com destaque para a tragédia em Moçambique, qual a notícia que foi para a capa em letra garrafal?

Bingo! O caso da "advogada"...porque é de facto uma notícia de homem que morde cão. Muito mais que a do "predador"  ou a do "comerciante de 72 anos" que voltou a ser detido por suspeita de "aliciamento à prostituição" de "menores" ( entre 15 e 18 anos). O jornal traz um encarte no meio, com fotos de publicidade a putas e panascas e que poderia fazer a capa com os dizeres "Correio da Manhã alicia prostituição!" Seria verdadeiro, mas não é notícia porque é cão que morde homem.


Assim, o caso da advogada merece destaque com outra página em que se passa em revista  ( não  "a pente fino"  porque o jornalista neste caso é Nelson Rodrigues)  o assunto agora em julgamento, com os pormenores da acusação a debater e provar em audiência. A arguida, no CM já está condenada com trânsito em julgado. Falta a pena, mas isso nem virá noticiado...

Imagino qual tenha sido o critério editorial e poderei especular.  Chega o jornalista Nelson com o material à beira de um daqueles celebrantes ou em conjunto com outros e apresenta o assunto: uma advogada, pá! A gaja deve ser maluca...mas vamos pôr isto na capa e desenvolvemos em duas páginas com os factos da acusação. Pá! A gaja batia nos filhos e o marido, coitado, também levava pela medida grande. È notícia! Advogada, mulher, acusada de violência doméstica, É o homem a morder no cão...

De facto, o resto, é prato do dia. Este, mesmo requentado e a cheirar a esturro dá para alimentar  a curiosidade voyeurística do passante. Está no papo...fica a advogada na capa. Com uma foto de Moçambique e o assunto do Bruno do Sporting que andamos a tratar na CMTV e dá pano para mangas. É assunto de dinheiro.

Temos portanto na capa do CM de hoje, famosos( Bruno do Sporting e Ronaldo); dinheiro ( Bruno do Sporting, João Félix no City) e crime ( o caso da advogada. Como é que ela se chama, já agora? Mas isso interessa para alguma coisa?)

O Correio da Manhã é o sonho realizado de Pedro Tadeu, é o que é. O tipo coitado anda a amargar crónicas que ninguém lê em sítios infrequentados como o DN. E bem podia estar no CM...

Ah! Falta-me dizer a razão que me levou a comprar o jornal para além disto: estes dois apanhados humorísticos cujo autor não sei quem seja mas tiro-lhe o chapéu. Isto é humor!

Sobre o caso infausto do Jerónimo não saber o que é uma democracia esperei para ver no Domingo uma qualquer referência no programa humorístico rapioqueiro, na TVI. Debalde. Não acham que o assunto seja para rir.
Tal como os demais humoristas do costume, mesmo os indigentes como os faros e o filho daquela tal Sá Lopes. Não acham piada a tais assuntos ... nem quem os emprega admitiria que achassem. É tabu de esquerda e isso é o reduto intransponível para o humor que mostram. Como dizia o tal es Carr o, o humor define o que se é...


Sem comentários:

Mais outra do juiz Ivo Rosa