sexta-feira, 4 de maio de 2018

O PS tem lá vários milionários que eram uns pindéricos. Quem são eles?

José Manuel Fernandes, no Observador põe o dedo na ferida aberta com os acontecimentos no PS: a vergonha já não chega. É preciso saber quem são os cúmplices de Sócrates e quem foram aqueles que se serviram do partido socialista para enriquecerem para além do que seria normal, para os cargos que exerceram.

Vamos saber quem foram os enriquecidos no PS de Sócrates? Bora lá...

Por mim tenho já vários nomes na calha a quem saiu a sorte grande por serem apaniguados do PS. O maior deles é Jorge Coelho, o manhoso de Contenças.

Entretanto, o Tribunal da Relação de Lisboa deu mais uma bofetada jurídica na defesa à moda de Delille:

 O Tribunal da Relação de Lisboa rejeitou o recurso da defesa de José Sócrates que pedia a nulidade da decisão de juntar os processos Monte Branco, Universo BES e PPP ao processo da Operação Marquês, escreve a agência Lusa.

Por outro lado anda aí a especulação acerca dos motivo do PS actual ter tirado um tapete confortável que até agora tinha garantido a José Sócrates.
Quando surge a interrogação podemos sempre especular, também.

Em primeiro lugar surgiu a notícia do afastamento do advogado Araújo, da defesa que fazia em tandem com o inenarrável Delille.  Razões? Ninguém sabe publicamente. Araújo disse que não é "despedível" deixando a ideia que saiu por sua iniciativa. Porquê? Discordâncias em relação à estratégia de defesa. Huummm...que estratégia de defesa?  Negar tudo, sempre, contra todas as evidências? Não é isto. Será outra coisa e a única coisa é a articulação do arguido com o partido que o acolheu, única defesa que pode de algum modo resultar.
Sem o PS, José Sócrates está condenado em pena de prisão. É inevitável, porque os factos são tantos que basta um deles para o meter lá dentro dez anos, pelo menos.

Então surge outro facto: a Relação de Lisboa não autorizou a divulgação pelos assistentes do processo Marquês do conteúdo das escutas ditas "políticas", as que envolvem conversas de José Sócrates a propósito do PS, eventualmente Costa e afins.
Se Sócrates falou sobre Costa ou Galamba estes já sabem o que disse. Araújo também sabe...

A seguir a isto, o PS reuniu conclave. E saiu o que agora se assiste. 

12 comentários:

Floribundus disse...

samba
'meu Deus mas para quê tanto dinheiro,
dinheiro só para gastar'

a marrã tem grandes e abundantes tetas
o pior é quando a porca torce o rabo

vem aí um período de nojo

mas o cacau sempre aparece

Floribundus disse...

merecem lugar no quadro de honra
como

De viris illustribus di Francesco Petrarca

Ricciardi disse...

O dono do tasco pode muito bem passar a realizar filmes. A imaginação já lhe da por garantida a condenação. Pior, diz o dono do tasco que sem o apoio do ps a condenação é inevitável.

Quer dizer, ele afirma que os juízes estão ao serviço dos partidos. Pior, ele acha que, com provas ou sem elas, basta um partido retirar confiança a um militante para os juízes passarem a condenar sem precisar de avaliar o mérito do contudo probatório.

Eu é que sou um inocente. Estou a ver. Imagine se que ainda creio que a justica procura a verdade alicerçada em provas. Devo estar enganado.

A vida vai e vem. Há um tempo para tudo. Tempo para o foguetório e tempo para apanhar as canas. Tempo de insinuar e tempo de provar. Tempo para achincalhar e tempo para me ter a viola no saco.

Eu acho maravilhoso, o tempo.

Rb

Neo disse...

Bom, permitam-me agora realizar o meu filme.
Está explicado então, porque há uma indignação encenada e concertada entre os membros do bando. Houve concílio de kapos.
Acredito que o 44 nunca irá para a cadeia. Este afastamento da quadrilha é encenado. Seria difícil para o 45 enfrentar eleições sem se demarcar dele, agora que alguma CS já não larga o filão.
Para o 44, sair do partido não lhe traz inconveniente. Nunca mais será candidato a secretário-geral da Cosa e portanto, restar-lhe-á acalentar o delírio da presidência da República, podendo concorrer como independente quando achar que tem condições e depois da queda das acusações. Sabe que não o podem abandonar, arrastaria muitos escroques na queda.
Entretanto, o 45 e restantes sicários vão afastar Joana Marques Vidal e encontrar forma de anular o Carlos Alexandre, algures entre a Maçonaria do Judicial. Triunfaram no caso da Pia e não duvido que agora também o farão. Parece que o PSD tem uns rabos-de-palha e provavelmente assobiará para o lado como na Pia.

zazie disse...

« Só agora, tanto tempo decorrido e tanto prazer derramado, é que, com aparente espanto, as meninas começaram a desconfiar que a Madame e uma ou outra menina são um bocadinho putas e que aquilo tudo é um bordel. »

AG

":O)))))

Neo disse...

Depois de herdar uma fortuna de muitos milhões, ganha de forma completamente transparente, João Soares mostrou-se hoje na disposição se se indignar, se se provar patati, patata, etc.
Para os dirigentes daquela Cosa, isto é uma vergonha para a democracia. Para o partido é que não :)

joserui disse...

Mas qual PS de Sócrates? E o último grande amigo de Sócrates, mentor, exemplo, o paizinho da pátria? Mais as malas de dinheiro de Macau. E sabe-se lá que mais. O Sócrates como ministro do ambiente(!!!) era do PS de Guterres. O PS é o PS, um partido de corruptos do mais baixo coturno, mas safam-se em nome dos pobrezinhos pós-25A sempre!

joserui disse...

Diz o Rui Ramos no Observador "Os dirigentes socialistas precisam de provar que é possível confiar no PS outra vez.", que anedota continuada esta treta. Então já não foi possível confiar no PS outra vez? E no BE? E no PCP? Então o país, este povo de inteligentes, já não confiou no PS outra vez, um partido que perdeu as eleições e aí está a desgovernar?

zazie disse...

JRF:

É por isso que esta treta dos partidos vicia tudo, plena clubite que gera e tribalismo de "bons contra maus".

Se se chamasse tudo pessoas- pelos nomes, a ver se havia pretexto para tanto branqueamento de quem manda.

zazie disse...

Agora em relação a este conclave e declarações públicas, o José tem razão.

Começou tudo com o saltar fora do Araújo. E era engraçado se acabasse tudo pela mesma ponta.

Esse tipo tem a escola do mrpp e do mafioso do Romeu Françês. Há-de ter feito a ligação com os dinheiros que ainda pagam a palhaçada socretina.

E, não me admirava nadinha, que fossem dinheiros partidários.

Paulo Moreira disse...

“No Brasil, o político é veado, corno ou ladrão. A mim, escolheram como ladrão.”

joserui disse...

Zazie, eu no total terei votado em três partidos, umas quatro ou cinco vezes. CDS, PNR e Partido da Terra do Ribeiro Teles. Nunca votei na esquerda, tipo PSD, começa aí a minha clubite. Tudo um asco, sendo mais uns que outros. O PS considero uma quadrilha, não um partido. O resto bandos de malfeitores, que se um dia mandassem no país, íamos direitinhos para a idade da pedra em questão de meses, como a Venezuela.
Mas, digamos, se fosse na aldeia, votaria em pessoas.
Portanto, é verdade que dou uma certa razão ao Muja nisto dos partidos. O que não me acredito é na providência como ele. Como Salazar só existiu um, a verdade é que não há alternativas.
Mas parece-me que existe larga margem de progressão e manobra para melhorar o que existe.