sexta-feira, 18 de maio de 2018

Um prémio do Observador num formato irritante

Saiu este número especial, em papel, da revista digital Observador. Vale a pena ler. O que não vale e irrita sobremaneira é o formato da coisa, gizado pela firma Luís Alexandre/Silva Designers.
O papel, felizmente mudou e já não é aquela pasta couchée que suportava os dois primeiros números. Porém, o formato, o formato é uma porcaria irritante porque não se folheia bem, lê-se pior que um jornal normal, enconica logo as folhas a meio e não se vê razão para a originalidade. Aprendam com os que fazem a Ler, carago! Não percebo como é que um designer se contenta com uma merda destas, mas enfim.

Bom, não há coisas perfeitas mas este número traz uma entrevista com Vasco Pulido Valente, ausente do espaço público da komentadoria há quase um ano.
Só por isso vale a compra. Além do mais é isto a "direita" a que temos direito. Não há mais...


9 comentários:

Ricciardi disse...

Um problema grave o do enconicanço do papel.

Rb

fernando disse...

Ivo Rosa volta a fazer das suas e contraria o Ministério Público sobre o Pinho

josé disse...

Ivo Rosa...um dia destes vai ser bonito. Ai vai, vai.

Ricciardi disse...

Vai vai. Muitos vão rezar que lhes calhe em sortes o Ivo quando estiver em causa a investigação às privatizações últimas que foram parar a mãos estrangeiras por ajuste directo. Sem opv e a clareza dos mercados, empresas foram vendidas com conta, peso e medida. Alguns até colocaram no preço de venda um prêmio com rendas garantidas para investidores.

Ai ai.

Rb

Floribundus disse...

por ler teia

dizia o social-fascista Eugen Bertholt Friedrich Brecht
'onde há aranhas,
não há moscas'

Ricciardi disse...

Afinal, parece que o MP constitui arguidos sem reparar no pequeno pormenor de apresentar factos.

Sócrates fartou se de dizer isso mas, o superjuiz, convencido apriori da culpabilidade do indiciado, não quis saber desses pequenas e insignificantes regras dum estado de direito.

Quando o.juiz da instrucao se comporta como um.agente do MP não há muito a fazer. É esperar que se faca justiça em.julgamento com um juiz à seria.

Eu vi nos videos o juiz a interrogar arguidos como se fosse ele o investigador, o acusador. Papel que um.juiz de instrução não tem no direito português.

E ainda por cima ainda querem que seja o mesmo a julgar a próxima fase instrutória. Só mesmo num país da América Latina.

Só faltava ser ele também a presidir ao julgamento. Fazia a festa, atirava os foguetes e apanhava as canas.

Rb

Floribundus disse...

El País

Cómo funcionan realmente las bacterias que comen plástico
Los científicos han descubierto recientemente una cepa de bacterias capaces literalmente de comer el plástico utilizado para fabricar botellas

lidiasantos almeida sousa disse...

PARA COMPENSAR A TRISTEZA, mando ao mestre da publicação ao de jornais e revisas antigas que adoro, a foto i dum STADIUM HELENICO onde de a REALIZARÁ A TAÇA DE PORTUGAL, Numa das grandes obras do professor Salazar DO ESTADO NOVO. NÃO MANDO PORQUE O ZINGARELHO NÃO CONSEGUE GRAVAR


lidiasantos almeida sousa disse...

NÃO MANDEI, O ZINGARELHO NÃO FUNVCIONOU COISAS DE AMADORES, o culpado foi o Sócrates-


https://luminaria.blogs.sapo.pt/tag/cavaco+silva
.

Vilar de Mouros, 1971