quinta-feira, 8 de setembro de 2011

E onde está o Olrik?

Renascença:

"E se o caso do ex-director do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED) se transformar num processo como o Wikileaks? E se o computador de Jorge Silva Carvalho tiver mesmo sido violado e quem o fez tiver copiado tudo o que lá estava? E se, a ser verdade, essa pessoa - ou pessoas - continuarem a passar informações à comunicação social? A hipótese parece fazer parte do enredo de um filme de espionagem, mas é bastante real.

Jorge Silva Carvalho não tem qualquer dúvida de que o seu computador de serviço, enquanto foi director do SIED, foi violado e que é aí que têm origem todos os casos que têm sido notícia nas últimas oito semanas. Essa é a base da queixa-crime que apresentou na Procuradoria-Geral da República a 29 de Julho, acompanhada do referido computador.

O ex-director do SIED consegue já ter uma ideia, por esta altura, de quem pode ter invadido o seu portátil e sobretudo que motivações estão por trás da divulgação de algum desse material, mas não sabe que dimensão teve esse crime e mesmo até que ponto o autor - ou autores - conseguiu aceder à informação ali depositada."

O Olrik vai aparecer ou continua na sombra?

PS. Entretanto, o jovem com algumas brancas, Sousa Pinto, teve uma branca maior: esteve ao lado do pena branca, e depois disse que "não faia a mais pequena ideia" sobre o facto de ter sido escolhido como receptor do envelope 10...

12 comentários:

Luis disse...

Ele está à sombra no ex-serviço daquele que está no centro do debate e que, curiosamente, não é o serviço de origem de ambos. Assim, está atrás do reflexo dos espelhos.
À espera...

ZéBonéOaparvalhado disse...

o Serradas Duarte resolve

Floribundus disse...

xico buarque diria
« caiu no contra mão,
atrapalhando o tráfego»

dizia Antonio de Curtis em Malafemmena
«si avesse fatt'a n'atto
chello chi e fatt'a a me
st'ommo t'avesse acciso
e vuò sapè pecchè»

Wegie disse...

José,

Mas afinal quem é o Olrik? É o outro do SIS? Desculpa lá a ignorância mas não ando a par destas coisas...

zazie disse...

Eu pensava que era um Almeida mas, com esta história de ir para o SIS, fiquei baralhada.

josé disse...

Olrik é uma personagem de Blake & Mortimer. O "mau" e que resiste sempre a todos os episódios em que apesar de ser derrotado renasce sempre para o seguinte e para animar a historieta.

No caso, o nome do rosa varia. Já foi um e é desse que se trata aqui. Já o escrevi noutro postal e por isso escuso de o repetir.
Porque penso que tem sido um dos pivots destas história cretina.

Wegie disse...

Eu conheço bem o personagem do Blake & Mortimer. Estou a ver que a aplicabilidade varia. Podias substituir por Fu Manchu ou Mancha Negra...

Luis disse...

O dito cujo foi assessor do pinóquio para assuntos da "bisbilhotice" e no 2.º governo do mesmo pinóquio passou a sec. de Estado. Nos seus antecedentes politicos consta a função de chefe de gabinete do MMCarrilho e ainda assessor do eng Guterres. Aguarda colocação fora, para a travessia do deserto ... numa boa.

josé disse...

Olrik tem mais aplomb...

Laranjada Ovarense disse...

Demorou um bocado, mas até eu lá cheguei ...
http://www.ionline.pt/interior/index.php?p=news-print&idNota=140104

Luis disse...

O link indicado por "laranjada" é suficientemente claro.
Caso para nos questionarmos se é somente censurável a passagem dos dirigentes dos SI's para as empresas privadas ou se é igualmente reprovavel este dançar de pessoal entre a politica e as "secretas".
Não bastava ter-se convidado o ex-director do SIED para secretário-geral depois de tudo o que já sabiam a seu respeito, como agora se diz (jornal CM) que com o próximo indicado vai ser mais do mesmo. Também o nome de que se fala anda a saltar entre actividade partidária (com cartão apesar de diplomata) e as secretas. Fez parte do gabinete do PM Durão Barroso, foi dirigente do (também) SIED, agora voltou ao gab do PM e fala-se nele para substituir o Procurador que dirige as secretas. Esta promiscuidade é mais do mesmo.

Karocha disse...

Laranjada Ovarense

Dai os Açores na década de 90!!!

Dura lex, sed latex