quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A logística

R.R.:

"O deputado do PS, Sérgio Sousa Pinto, entregou no Parlamento um envelope com denúncias anónimas, consideradas “sigilosas e delicadas”, sobre os serviços secretos. Foi durante a reunião em que participou Jorge Silva Carvalho."
A que loja pertence o jovem Sousa Pinto, ex-futuro líder apadrinhado pelo "pai" desta democracia? Foi aconselhado pelo grau 33? Esperemos pelas revelações do envelope ...10.

Por causa destas cartas anónimas que muitos apaniguados do grau 33 consideram, desde o processo Casa Pia, sempre serem cobardes e indignas, foi alterado o artigo do Código de Processo Penal relativamente a essas denúncias. Agora só dão origem a um inquérito se forem...fundadas. Só determinam a abertura de um inquérito se delas se retirarem indícios da prática de crime ou constituírem, elas próprias, um crime.

Portanto, este envelope 10, para relevar alguma coisa ou permite que se retirem de lá indícios de um crime ou ele mesmo constitui um crime, o que aliás parece ser o caso.

Esta gente dos degraus anda a brincar com a lei. Pode ser que tropece.

2 comentários:

José Domingos disse...

Mais um frete. Talvez, que com os cortes no orçamento, por causa da crise, acabem também, com os office boy´s.

ZéBonéOaparvalhado disse...

LOja? aqui também é uma loja...a loja d mestre André...hehehe.