Páginas

sábado, 15 de novembro de 2014

Este também não se dá por achado...

Esta figurinha que aparece nas tv´s, em tempos já recuados foi ministro. Quando saiu, um dos capitalistas portugueses disse dele o que maomé não disse do toucinho. Que nem o queria para porteiro dos seus supermercados, foi o que disse Belmiro de Azevedo.

Depois disso, este indivíduo prosperou como nunca, apesar de então nem saber o que iria fazer profissionalmente, alvitrando que iria para a advocacia...

Com este escândalo do Labirinto, esta figurinha abriga-se de críticas argumentando, enfim, argumentando assim:

Luís Marques Mendes reagiu este sábado à sua ligação à empresa JMF - Projects e Business. O comentador da SIC afirma que a empresa foi criada quando saiu da liderança do PSD, para fazer consultoria.

Seria bom saber que consultadoria fez e quem lhe pagou, para ver se estes indivíduos desaparecem de vez do panorama nacional.


9 comentários:

Floribundus disse...

'com Fafe, ninguém funfa'

a ilustre personagem digna-se dar explicações esta noite no jornal da sic

Costa continua calado como um rato

josé disse...

O Costa é um Rato.

josé disse...

Esperto, quero dizer. Mas não vai chegar. "Num chega", como dizia o outro.

BELIAL disse...

O senhor sabe tudo - afinal, é da TEIRRA DUS INOXEINTES...

POIS POIS...

Argumentação do tipo: provem lá que eu minto.

Nego: n-e-g-o.

Nego negócios?

Vivendi disse...

Uma vez viram um certo "minorca" da política dentro de um elevador do hotel com o seguinte caricato: a dado momento começa a cair-lhe o dinheiro de tanto que ele era.

foca disse...

O homenzinho já explicou, não tem nada a ver com aquilo e apesar de sócio nunca participou em nada.
No final fez o ar de muito indignado e "explicou" que pensava que desde 2011 que a empresa não tinha actividade.
É curioso, será que as pessoas do fisco sabem disto? Uma empresa mesmo sem actividade não tem de prestar contas?
.
A sonsa da jornalista não perguntou nada.

BELIAL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BELIAL disse...

Pudera: andam todos aos bonés, a atirar verde para colher maduro..

Uma das acusações é de k um alto dirigenter ofereceu a outro - 2 garrafas de vinho.

Há k dizê-lo com frontalidae: um contentor de chineses vale mais do que isso.
No mínimo 1;5€ cada.
Assim é estragar o mercado...
Eu sei k as coisas estão más, mas caramba, mesmo assim - há um mínimo...

Vá lá 15€ a dúzia, menos não!

Apelo aqui à entidade reguladora da concorrência, a ver se botam a mão nisto...

Zé Luís disse...

MM falou esta noite na SIC (jornal da noite, vulgo Telejornal deles).
Então, se o homem é - não disse que deixou de ser, apenas que se desligara da empresa e há anos não punha lá os pés até julgava que nem existia - sócio de uma empresa, deve ter uma quota, logo deve ter um mínimo interesse naquilo;
quanto mais não seja por ser co-responsável pelos prejuízos líquidos, pois pode não haver actividade mas há luz, água, renda, até condomínio talvez para pagar e as despesas devem ser solidáriasM
e o tipo limpa as mãos disto e a tipa que o entrevista (?!) não diz nada sobre o assunto?
MM não trabalha, não vai lá, nem sabia que aquilo tinha deixado de existir e se assim fosse tinha perdido dinheiro pela quota que lá tem/teve, e sai-se assim, sem mais nem menos?

Ah, mas defendeu as duas amizades relacionadas com o caso. Tão amigos, amigos, mas sem dizer os nomes... muito recato, realmente.

Então, segundo a parvinha de serviço no telejornal da treta com as merdas do costume pelo meio, o ministro Miguel Macedo "sai chamuscado" por ser amigo, e sócio, de outros implicados;

e coragem para dizer que MM "sai chamuscado" pelas suas amizades, não?

O tuga estúpido está a começar a ser ludibriado mais uma vez por este periodismo de cordel:
foram 10' de noticiário do caso, antes de intervalo;
caso retomado com MM só uma hora depois;
pelo meio, reportagem de rua por causa da publicidade que a Legionela deu a uma freguesia de VFX e uma reportagem para dizer que a GNR está a montar as coisas para a busca a um tuga parvo desaparecido numas montanhas em Espanha;
o resto foi merda sobre canções, cantores, actores, uma coisa de género sobre condução, telenovelas, ex-misses, claro que a cozinha por causa do foie-gras e uma hora de imbecilidades e NÃO-NOTÍCIAS num típico Telejornal da treta da SIC que vi só para avaliar o caso "lateral" do MM.

A SIC continua o nojo de sempre.

Parabéns!