Páginas

sábado, 15 de novembro de 2014

Júlio Pereira:outro que não se dá por achado...

Observador:

O SIS confirmou hoje ter estado no Instituto de Registos e Notariado a fazer "uma limpeza eletrónica", a pedido do presidente desta entidade, "fora do horário de expediente".

O secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), que tem o SIS sob sua responsabilidade, afirma que este serviço “mantém estreita colaboração institucional/operacional, em matérias de elevada sensibilidade, com o IRN”.

“Nesse contexto, foi solicitada pelo presidente do IRN uma limpeza eletrónica nas instalações centrais do Instituto, a qual foi considerada justificada pelos motivos [atrás] expressos, tendo o SIS procedido em conformidade”.

Segundo o secretário-geral do SIRP, a operação foi realizada por “três técnicos do SIS, fora do horário de expediente”, e acompanhada pelo presidente do IRN e pelo diretor do SIS.

Acrescenta o secretário-geral do SIRP que a limpeza eletrónica “não interfere com as comunicações telefónicas normais nem do meio web, destinando-se apenas à deteção de meios de escuta ambiental”.

Trata-se, de acordo com o responsável do SIRP, de uma “operação frequente em muitas outras instituições do Estado”.

“Estas operações inscrevem-se no âmbito das competências do SIS e estão em conformidade com a lei”, refere a documento enviado pelo SIRP à Lusa, acrescentando que “o diretor do SIS é alheio ao processo de investigação aos chamados ‘vistos gold'”.

O secretário-geral do SIRP preside aos conselhos administrativos do SIS e do Serviço de Informações Estratégicas da Defesa (SIED).


Júlio Pereira, há muito, muito, muito muito tempo onde está, torna-se patético com este esclarecimento. E nada mais é preciso dizer.



11 comentários:

Floribundus disse...

pensava que a 'limpeza electrónica' tinha sido no
Citius
lista dos profs da nojeira

devem ser integrados pelo costa na ilustre família dos
'Almeida da Câmara'

apetece mandá-lo ... dar uma vokta

lusitânea disse...

Não me digam que a limpeza electrónica do SIS no INR é periódica.Não é que o bom do Google que nos alegra com as aventuras da Jennifer Lawrence não nos deixa enxergar o número de africanos pobres nacionalizados em 2013?Só estou curioso porque em 2012 já iam nos oitenta e tal mil...apesar das fraquezas do Estado Social Internacionalista...

lusitânea disse...

Mas uma coisa fizeram no INR.O logotipo deixou de ser a preto e branco...

BELIAL disse...

Prefiro o outro.
O do cavaquinho.
Apesar de de tudo...

Luis disse...

Desculpe-me senhor SG mas não me convence e continuo a gostar de saber porque os seus serviços foram fazer uma limpeza electronica ao gab do presidente do IRN. Explico porquê:
Nunca, mas nunca mesmo, foi o director do serviço a acompanhar os técnicos das limpezas electrónicas em todas as outras acções do género; mas foi desta vez.
De todas as outras vezes a justificação para a referida limpeza é uma eventual suspeita de ameaça de um actor que ponha em causa o interesse nacional. No presente caso a "ameaça" ao dito presidente é a investigação criminal de que o dito é objecto, isto é, investigação conduzida pelo MP e com diligências autorizadas pelo JIC.
E não me venham dizer que as secretas desconheciam a referida investigação de que o referido presidente seria alvo; é que estes factos tinham sido objecto de notícia numa revista alguns meses atrás.
Não acredito que as secretas andem distraídas porque se o andam então fechem a loja e vão todos para casa, pois qualquer cidadão minimamente informado o sabia por o ter lido. O próprio presidente comentou nessa altura a notícia.
E, por ultimo, o director dessa secreta é magistrado; não podia desconhecer que algo cheirava mal.
A meu ver, teria mesmo por intenção "ajudar" o alvo, contra tudo, contra a investigação em curso e contra a lei.
Mas esta é a minha opinião.
Para quem está de abalada é uma mancha negra que fica e mais um mau serviço daqueles serviços. Infelizmente até o SG não entende isto, pelo que deveria ser ajudado a sair das funções que desempenha quase há um século, pois estes serviços feitos á sua imagem não servem os cidadãos, as instituições nem o Estado. Coisa de que lamento muito, creiam.

BELIAL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BELIAL disse...

Titula o observador ""SIS entrou pela garagem. Presidente do IRN alegou perigo de contraespionagem"

Your honour: defense rests.

BELIAL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BELIAL disse...

IRN.IP: instituto dos registos e do notariado, antiga direcção-geral dos registos e do notariado.
Agora pertence à administração indiecta do estado (ministério da justiça)

Continente de lojas, produtos, projectos - daquém e dalém mar.

Os dirigentes das repartições, inspectores extrordinários e funcionários são trabalhadores.
Todos avaliados em SIADAP3.
Os cidadãos são clientes.

Logisticas de loja
Lá dizia WS:
O wonder!
How many godly creatures are there here!
How beauteous mankind is! O brave new world,
That has such people in't.

—William Shakespeare, The tempest, Act V, Scene I, ll. 203–206[5]

Miguel Quintas disse...

Se há empresas especializadas em desparasitações porque não outras com a especialidade das desmicofonizações.

josé disse...

Nós precisávamos era de desratizar o Estado mas temo que ainda venhamos a ter mais ratazanas gordas que agora...