domingo, 20 de abril de 2014

25 de Abril de 1974. o que o PS e o PCP sabiam: quase tudo, menos o desfecho

Há por aí discussão sobre o que se passou na génese do 25 de Abril de 1974 a propósito do conhecimento que certos elementos da "sociedade civil" poderiam ter sobre o movimento dos capitães.

No livro de José Jorge Letria, E tudo era possível ( e quase foi, santo Deus!) o mesmo explica o que sabia do assunto. JJL era do PCP e outro camarada de caminho, Álvaro Guerra, um dos fundadores do PS e que depois fundou A Luta, após o caso Repúbica. Sabiam quase tudo...menos o desfecho, claro. E por isso é que dali a dias tudo se tornou efectivamente possível, como foi a tragédia para o povo português advinda do PREC.


 

7 comentários:

Unknown disse...


Álvaro Guerra, no último da trilogia dos "Cafés", "Café 25 de Abril", dá-nos um retrato, simultâneamente risível e confragedor, de toda aquela salgalhda...

Maria disse...

Que maravilha. Parabéns, José, pela imperdível documentação que tem vindo a publicar sobre o pré e o pós golpe miserável e traidor dos capitães d'Abril. Preciosidades que ficarão para sempre à disposição de todos, para poderem ser consultadas de modo a que as próximas gerações tomem o devido conhecimento do que foi efectivamente a mais monstruosa farsa mascarada de revolução, acontecida em Portugal, protagonizada por gente desprezível, na verdade faltam adjectivos qualificativos para a classificar na sua degradante dimensão.

Quanto aos desenhos de Cid, absolutamente magníficos e únicos pela originalidade, acutilância e mordacidade. Um cartonista excepcional. Possuo uma pequena e muito bela escultura de sua autoria e como não podia deixar de ser, os seus brilhantes livros sobre Camarate.

Floribundus disse...

este guerra pode gabar-se de ser um dos muitos coveiros

a Luta era o título do Jornal de Manuel Brito Camacho
e merecia mais respeito

joserui disse...

José! Finalmente convenci-me que o Pacheco Pereira é mais um tratante… tem um texto sobre a educação com uns argumentos que de facto são de levar as mãos à cabeça. Este indivíduo num Quadratura do Círculo recente, que tive a infelicidade de ver, ouviu o amigo Costa dizer que no 25A eram 70% de analfabetos e a única coica que conseguiu balbuciar foi que não seriam tantos… Agora diz que não havia ensino de excelência, eram apenas meia dúzia de liceus de elite. Está certo. Mas pronto, dou-lhe toda a razão, esteve sempre certo. -- JRF

joserui disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
josé disse...

O Costa disse essa enormidade? E parece que é formado em Direito. Esse tipo tem pallas nos olhos, desde nascença.

Unknown disse...

"pallas nos olhos".
Muito bem achado...

A escrita polémica de VPV