domingo, 20 de abril de 2014

Cid, o campeador do PREC

Na época, o regime deposto tinha poucos ou quase nenhuns defensores. Porém, tinha quem defendesse outra coisa que não o que o PREC prometia: comunismo.

O caricaturista Cid foi uma dessas pessoas, desde a primeira hora. Conhecia os trabalhos de Cid ainda anteriores ao 25 de Abril, na revista Observador e em desenhos publicitários, sempre excelentes e únicos num país que habitualmente não dava e não dá grande importância a esta expressão artística, ao contrário de uma França em que os desenhos e caricaturas na imprensa são obrigatórios e de grande qualidade.

Aqui ficam alguns desenhos do PREC que valem mil palavras.



13 comentários:

Maria disse...

Como sempre, excelente artigo.
Obrigada.

zazie disse...

ehehehe Maravilha

S.T. disse...


Muito bom !!!

S.T. disse...


( o último a ser expulso do jardim escola - que veste uma camisola do mrpp - será quem eu penso que é ? )

:P

Floribundus disse...

ao almoço tinha falado do Cid

chegamos à 3ª bancarrota porque os verdugos do 25.iv nos 'entregagaram aos bichos'
ou seja ao socialismo imobilista e criador de tachos para o MONSTRO

Floribundus disse...

'igrejas de velhos cultos,
heróis nas praças erguidos
tudo são mitos e vultos
nesta avalanche perdidos'

barreirinhas, kerenski, idiotas úteis
fizeram o que o que lhes permitiram
ao deixá-los à redea solta

as parelhas de bestas ao descerem uma encosta atreladas à canga
juntavam as cabeças e afastavam as patas

Rui Henrique Santos disse...

excelente!!!

Floribundus disse...

não sei se o Sobral Cid descende do Prof de psiquiatria

seguiu-se Eanito, el estático e o processo

afundação boxexas
porreiro, pá

diverti-me muito há dias a ver as caricaturas na Net

Manuel de Castro disse...

José, ainda hei-de ver nascer no Porta da Loja o embrião do partido da direita portuguesa. ;-)

Boa continuação!

Anónimo disse...

A ultima imagem está simplesmente espectacular.

josé disse...

Manuel de Castro:

Pode crer, nesta vertente marxista, tendência grouchiana: acredito piamente naqueles que nunca farão parte dos clubes que os admitiriam como sócios...

josé disse...

De resto e como já disse por aqui o comentador fugidio do credo esquerdista que assina wegie: nem chego aos calcanhares do Múrias da Rua.

Portanto, continuarei marxista naquela tendência assinalada.

zazie disse...

":O)))))

A escrita polémica de VPV