terça-feira, 2 de março de 2010

Os bufos do jornalismo


O jornal i, na sua edição de hoje não arranjou melhor para manchete do que uma notícia decorrente de uma actividade de bufaria. Denuncia publicamente o nome, morada profissional e actividade do autor de um blog anónimo que circula por aí há muito tempo. E fá-lo na sequência de diligências próprias do jornal para a descoberta do autor do blog anónimo.

Se os blogs se derem ao cuidado de identificarem as fontes do jornal i em certas matérias, cairia o carmo e a trindade. Assim, colocam em manchete a notícia fantástica cujo conteúdo é equívoco e suspeitoso, no mínimo.



É um blog de apaniguado deste Governo e que se chama Jumento, apropriadamente.



Sobre o autor identificado pelo i, deve dizer-se que não se descortina o motivo da notícia a não ser que o mesmo foi alvo de uma queixa-crime, em 2005, formulada por Paulo Macedo, antigo director-geral das contribuições e impostos, relativa a putativas ofensas à honra do convento em que o mesmo então oficiava.


O i refere outro putativo facto dessa queixa que é a publicação de documentos confidenciais da DGCI, no blog em questão, mas não é coerente com a alegação seguinte de ofensa ao bom nome da instituição e seus representantes.


Não obstante, se o crime imputado for o de ofensa a pessoa colectiva, ( ou mesmo individual) como tudo indica, deve dizer-se que é crime prescrito. A pena é de seis meses de prisão, o facto ocorreu há mais de dois anos e é esse o prazo de prescrição (118º nº 1, al. d) do C.Penal).


Não se entende por isso a diligência de bufo do jornal em artigo assinado por Paulo Pinto Mascarenhas.


E diligência de bufo porque fazer o papel de porteira num caso como este não tem outro significado.

O autor do blog apropriadamente assinado Jumento é um burro velho da blogosfera que se torna especialmente irritante quanto assume o papel de apaniguado, à outrance, do poder que está. Defendeu sempre a defesa dos apaniguados deste satus quo podre de corrupção moral e material. Defendeu sempre os entalados no caso Casa Pia e atacou quem os incomodou, nomeadamente Souto Moura.

Quand même, entrou agora em euforia, assumindo a identidade provavelmente porque sente as costas quentes de quem lhe apanigua os postais.


O burro do Jumento é um outro Abrantes da blogosfera, e assumiu o anonimato, pelos vistos relativo, porque é funcionário público no activo.



Ainda assim, o burro do Jumento tem o direito a não ser mostrado à populaça num gozo alarve de quem espeta do dedo e indica: foi este, senhor polícia!

É um acto que mete nojo, a meu ver. Porque não tem qualquer motivo justificativo e suficiente para tal suceder. A não ser um qualquer motivo obscuro que o jornalismo do i não esclarece.

Importam-se de esclarecer, então?

11 comentários:

Pi-Erre disse...

Ora aqui está um assunto que não me incomoda absolutamente nada.
Que se matem, que se esfolem, é lá com eles. Não tenho nada a ver com isso. É para o lado que eu melhor durmo.

Zé Luís disse...

O bufo não é PPM que por sinal é um blogger?...

josé disse...

Parece que sim e que cometeu esta parvoíce.

zazie disse...

Assino por baixo, José.

Esta trampa da bufaria que tem tenda montada na blogo é das coisas mais nojentas.

Eu posso detestar tudo o que esses tipos fazem, mas escória nojenta é quem persegue e denuncia, praticando este acto nojento, próprio de bufo.

E se as pessoas não se acautelam é mesmo à conta disto que as botas cardadas cá entram.

Estes gajos são porteiros e ciganos com tenda posta, a fazerem a vidinha aqui e nos jornais e a usarem como escudo essa treta do nome e apelido.

zazie disse...

Vou linkar este post.

A mim incomoda-me. E só não incomoda quem não tem ética e apenas gosta de assistir à bufaria a queimar os rivais políticos.

Um bufo é um bufo. Nunca poderá ser bufo digno.

Do mesmo modo que uma porteira nunca poderá passar por uma senhora discreta.

Estes tipos são bufos de saia e lenço de porteira atado à cabeça.

josé disse...

pelos vistos a única razão de terem denunciado o nome foi por acumulação de irritações em verem-se enxovalhados por um tipo que não assinava o nome no que escrevia e como justificação de que assim já estavam em plano de igualdade.

Fui lá responder-lhes a isto, para dizer que se quisessem e fosse esse o motivo pessoal da ofensa, fossem ao blog do asno e publicassem lá o nome.

Já fiz isso ao Abrantes. Uma vez publicou o que no entender dele seria o que eu faço profissionalmente. Senti-me autorizado a ir lá dizer-lhe exactamente a mesma coisa. E perguntei se queria que colocasse em sítio mais visível...
Parece que foi remédio santo.

Esta bufaria é mais uma pulhice que outra coisa e o asno até a merece, mas ainda assim, não não deixa de ser uma bufaria que não se recomenda a pessoas de bom porte.

josé disse...

Mas também é evidente que alguns sacripantas que agora rasgam vestes, não se incomodariam nada de nada se o denunciado fosse outro.

Só se incomodam porque o asno é um dos deles. Da tribo certa.
E o próprio até deitou foguetes, loge de manhã, por lhe terem descoberto a careca.

Depois, se calhar, desbastou um bocado a burrice e lá caiu nele, publicando um lençol de justificações que nada acrescentam ao essencial: foi violada uma ética na blogosfera e parece-me isso suficiente para se defender até mesmo um asno.

zazie disse...

Pois é verdade que só se incomodam pelo asno ser deles.

Mas, para mim, o acto é só um. E hoje vão aos asnos, amanhã chegam a nós.

ehehehe

Sou sempre muito pragmática nas minhas indignações.

":O)))))

Mas verdade, agora a sério- esta gente anda para aí a bufar contra "anónimos" que até mete nojo.

Foram a este mas vão a todos porque, na prática, isto até é um bom exemplo do resto.

Seja lá onde for, há sempre o espírito de coutada e tudo na maior se for sempre entre conhecidos.

Lá alternam o saque. A chatice é quando não há partilha.

Eles tapam-se sempre uns aos outros.

E o exemplo da blogosfera com ponte para jornais, partidos e poder é isso mesmo que ilustra.

Desde que o negócio seja feito em parceria, quem cobre para a sociedade são eles.

E eles cobrem-se com nome e apelido- tu com grandes ares, com tom moralista e de grandes senhores.

Que é assim mesmo que os ciganos actuam.

zazie disse...

Veja-se a carreira de comentador mediático como é feita em parceria e se estão nas tintas para pertencerem a partidos rivais.

Desde que entre na carteira, a ver se há problema.

O problema vem sempre do que não é controlável.

E esse só pode parecer ser rival, por estarem em luta de poleiro.

Em entrando, a ver se não ficam todos amigos para as tramóias e lucros.

Karocha disse...

José e zazie
É bufaria e da baixa!
Tenho muitos amigos blogers anónimos, que eu conheço, e não faria uma coisa dessa!
Eu não sou anónima, nem no meu blog, porque não quero.
Bufar amigos nunca!

zazie disse...

Eu não quero é bufar inimigos. Isso sim, isso é que conta.

":O)))))

E também não sou anónima- sou zazie no metro.

Só não é anónimo quem escreve nos jornais e é comentador televisivo.

É este o critério destes saloios.