sábado, 26 de novembro de 2011

A esquerda portuguesa só nos desgraçou

"Normalmente, o ministro das Finanças, quando se dirigia para o seu gabinete, passava pelo Banco de Portugal. Várias vezes, sempre ao princípio da manhã, entrava e subia ao segundo andar para trocar impressões com o Governador. Consegue adivinhar quem era? Silva Lopes, precisamente. O sítio ficava na rua do Comércio e o economista, num dia dramático, mostrou-lhe uma espécie de folha de caixa onde constavam 61 milhões de dólares. Medina Carreira ficou atónito porque com aquele dinheiro em tesouraria o país não conseguiria pagar ordenados no final do mês.
O ministro telefonou de imediato para a embaixada americana e a secretária de Frank Carlucci informou-o que o embaixador estava a caminho da Galiza- Medina Carreira pediu-lhe para o avisar que não atravessasse a fronteira sem com ele falar. Telemóveis não existiam e os dois, ministro e governador, pediram um avião particular ao Banco Português do Atlântico e perto de Viana do Castelo alugaram uma carrinha cinzenta, o mais discreta e impessoal que conseguiram. Com Medina Carreira a guiar dirigiram-se ao Hotel de Santa Luzia e subiram ao terraço. Carlucci esperava-os. Ouviu-os com atenção. E não precisou de lhes dizer que iria contactar a Casa Branca. Considerava impossível resolver o problema. Portugal, na sua opinião, deveria pedir ajuda ao Fundo Monetário Internacional. Tudo o resto eram lenitivos.Regressaram no seu carro discreto e o Governo não demorou muito tempo a cair. A moção de confiança pedida por Soares foi derrotada no Parlamento com os votos do Partido Comunista e de toda a direita. "

Esta história é contada na Tabu do jornal Sol de ontem. É reveladora de várias coisas: a primeira é que em dois anos a seguir ao 25 de Abril estávamos na bancarrota. A segunda é que Mário Soares nunca se preocupou muito com isso. A terceira é que o FMI nos ajudou e pela primeira vez em muitos anos, tivemos de andar de chapéu estendido à caridade estrangeira.
O episódio em que um ministro do Governo português vai de mão estendida falar com o embaixador americano para lhe pedir dinheiro é um símbolo perfeito da nossa profunda vergonha e daquilo que a esquerda fez do nosso país.

Mesmo assim, continuam a tentar fazer ainda pior...

9 comentários:

Floribundus disse...

soares foi inventado por carlucci.
estão bem um para o outro.

o socialismo de distribuição só cria miséria 'grátis'

zazie disse...

Pois tentam. Para estes sacanas quanto pior melhor- têm de vender a patranha e compradores não faltam.

Pois se meio mundo é capaz de jurar que Portugal está muito mais desenvolvido que no Tempo do Caetano, não hão-de acreditar na árvore das patacas.

Acreditam. E acreditam porque, como o José muito bem diz, apagaram as memórias. Inventaram um falso passado para se acreditar que era só futuro à frente.

zazie disse...

Porque é que o Medina Carreira nunca conta estas coisas?

Ele é excelente no balanço que faz agora, mas também não existe passado nas histórias dele.

Joaquim Pereira disse...

Esse “Mário Soares” é um leviano, um irresponsável, um sem vergonha, uma falácia, uma mentira, o pai de toda a nossa desgraça!

joserui disse...

Mais um post excelente... são uns atrás dos outros a demonstrar o valor da esquerda que temos... a tal dos valores imaculados... -- JRF

ZéBonéOaparvalhado disse...

Uma historia de assombrar.

de 80 a 85 o governo era do ppd que nada fez, bem pelo contrário:

"A moção de confiança pedida por Soares foi derrotada no Parlamento com os votos do Partido Comunista e de toda a direita. "

O que é engraçado é que o MCarreira foi ao Embaixador dos USA - ao que o embaixador mandou-o a falar com o FMI., dos quais somos sócios desde a sua fundação

Este MCarreira é o mesmo tóto - nunca tive grande esperança deste advogado, não sei o porquê.


Ainda mais estranho, é que o prof Silva Lopes,´não fizesse conversa disso , aos seus alunos do ISE, até para os mentalizar ...como outros faziam, por exemplo, o Prof Pereira de Moura ou o Prof Romulo.

"A moção de confiança pedida por Soares foi derrotada no Parlamento com os votos do Partido Comunista e de toda a direita. "

A história repete-se, só que hoje é a doer. digo bem " é a doer".

Nasci pobre e pobre vou continuar a ser - Não tem nada de semelhante com o Domingos Lavadinho - também nasceu pobre por detrás da Serra do Marão.

Só o PSD cria riqueza

josé disse...

"mandou-o a falar com o FMI., dos quais somos sócios desde a sua fundação"

Pois seremos, mas antes nunca tinha sido precisao passar por essas vergonhas.
E passamos já duas vezes por essa vergonha sempre pela mão do mesmo indivíduo. Agora passamos a terceira também pela mão de outro indivíduo da mesma família política.
É mesmo muito azar!

Wegie disse...

Bancarrotas do Estado Português:

1560, 1828,1837, 1841,1845,1852,1890.

Sacanas de esquerda....

josé disse...

1977, na sequência de 1975; 1984 na sequência anterior e agora na sequência 1995-2010. Tudo, mas mesmo tudo a ver com a esquerda...democrática, jacobina, laica e republicana. Aquela que não liberta o Estado das gorduras e sobrecarrega os cidadãos com Estado e mais Estado.