domingo, 13 de novembro de 2011

A logística das lojas

O Diário de Notícias de ontem, hoje, amanhã e depois de amanhã consagra várias páginas a um fenómeno social de relevo: a Maçonaria portuguesa e as suas lojas que abrigam muitos notáveis da sociedade portuguesa.
Hoje o relevo é dado às lojas frequentadas pelos magistrados e aparentemente denunciados num livro a publicar, da autoria de um juiz que há cerca de vinte anos trava uma guerra pessoal com a instituição, traduzida em processos disciplinares que ainda não findaram.
José Costa Pimenta, autor do livro a publicar, "A máfia dos tribunais portugueses", entre os anos oitenta e noventa foi considerado pelos inspectores que viram e apreciaram o seu trabalho, como um profissional de excepcional qualidade e que "dominava o chamado direito penal total", na expressão que o inspector usou no relatório em que lhe propôs a nota de "muito bom", aliás bem merecida pelo que se conhecia então do juiz José Costa Pimenta.
Autor das primeiras anotações ao código de processo penal saído em finais de 1987 ( antes dos habituais comentadores) , JCP é autor de vários livros de direito, com uma dimensão prática que os torna interessantes para quem exerce profissões forenses.
Depois disso e nos anos noventa foi inspeccionado quando já era profissional dos tribunais administrativos e fiscais e cometeu uma infracção imperdoável a qualquer magistrado: a de lesa majestade do respectivo conselho superior e que se transformou em ofensa disciplinar grave, por factos posteriores e recorrentes. Foi sujeito a processo disciplinar e há vinte anos que o pretendem afastar definitivamente da magistratura.
O mesmo que pouco antes era um magistrado excepcional, de craveira supina e que dominava o tal "direito penal total". E asseguro, tanto quanto percebo de pessoas, que enquanto pessoa José Costa Pimenta foi sempre o mesmo, desde os anos oitenta para cá. Não teve nenhum problema psíquico grave que o afectasse de modo sério e o modificasse e tornasse diferente na carreira profissional do que era quando ainda era "excepcional." Porque era mesmo.

JCP foi agora citado pelo DN de hoje como tendo escrito nesse livro que " o sistema de justiça português é constituído por lojas maçónicas e controlado pela maçonaria." O que tem dois efeitos perversos: a Maçonaria, assim, controla as decisões dos processos e a carreira dos juízes e magistrados do MºPº., o que desvirtua a função judicial na medida em que se pretende que a mesma seja o mais possível independente e autónoma.

O D.N., em função desta tese, ouviu vários responsáveis pelo sistema de justiça que temos. Lúcio Barbosa, presidente do Conselho Superior dos tribunais administrativos e fiscais "nem sequer respondeu". Pinto Monteiro, da PGR disse que "não sabe de nada". Noronha Nascimento, presidente do STJ, disse mais coisas. Que o problema dos magistrados estarem ou não filiados em lojas secretas é o mesmo de serem sócios do Benfica, da Opus Dei, de qualquer associação ou clube. E portanto, não o aflige a falta de independência por isso...

Comentando quem comentou, deve dizer-se que a Maçonaria não é o mesmo que um clube de futebol. Em primeiro lugar, os sócios de clubes desportivos têm cartões de identificação; os maçons não têm e escondem essa condição. A Maçonaria reúne-se frequente e regularmente em conclaves nas lojas, para tratar de assuntos do interesse comum dos seus membros. Os sócios de clubes de futebol ou até mesmo de qualquer associação não se reúnem nem tratam assuntos que digam respeito aos seus sócios do mesmo ponto de vista que a Maçonaria o faz.

Para perceber essa distinção e diferença substancial basta ler o que Abel Pinheiro, um maçon notório, diz na mesma edição de hoje do jornal: " aquilo não tem poder, tem é informação". Exactamente. E quem tem informação, tem o quê? Saber é...submissão, irrelevância social, ou é mesmo "poder"?
Por outro lado, o que diz o ex grão mestre do GOL, António Reis, é igualmente revelador e importante. Sobre os valores maçónicos, conta que Salvador Allende afirmou um dia na sua loja maçónica que "antes de ser socialista era maçon". Pois claro! E mais: acha que há um preconceito contra a Maçonaria e que é por isso que os membros das lojas não se identificam como tal. Só por isso...
Mas não deixa de afirmar que "tudo se discute nas lojas" e que "protestamos quando alguém, por ser maçon, é prejudicado no acesso a determinado cargo."

Voltando ao tema da magistratura nas lojas, é portanto evidente que se tudo se discute nas lojas, também se discutem assuntos judiciários e se os valores da Maçonaria abarcam essencialmente a liberdade, a igualdade, a fraternidade e a laicidade, então é em nome desses valores que a Maçonaria se empenha em colocar os seus membros nos lugares mais importantes para que tais valores prevaleçam.
Um desses lugares, no que ao poder judicial se refere, é o do Conselho Superior das magistraturas, particularmente dos tribunais administrativos e fiscais, tal como JCP refere.
Porquê? Por motivos eventualmente prosaicos. Os magistrados dos tribunais superiores administrativos e fiscais são geralmente colocados por cooptação. São amigos que escolhem amigos, competência técnica à parte. Na generalidade, são magistrados muito competentes e a cultura judiciária desses tribunais é propícia à associação lojística.
Esse fenómeno junta a fome da Maçonaria à vontade de comer de certos indivíduos para quem os cargos de poder são sempre apetecidos. E é por isso que o círculo se fecha nessas lojas.
É fatal como o destino dos segredos: serem conhecidos.
Se eventualmente se acabasse com o secretismo, a hidra ficava sem cabeças...e é por isso que se torna sumamente estranho que um magistrado presumivelmente inteligente como Noronha Nascimento seja tão básico na tese anti conspirativa.
É estranho e não se entranha.

32 comentários:

Wegie disse...

Há que matizar a questão. Por um lado o autor afirma que "A verdade é que as lojas maçónicas, incluindo o Supremo Tribunal Administrativo e a Relação de Lisboa, deixaram-se infiltrar pelo jesuitismo e profanos de avental, que constituíram uma máfia que opera nos tribunais portugueses." Sugere pois uma mafia que excede as fronteiras da maçonaria.

Por outro lado há que referir que é o mesmo que publicou um livro atribuindo a Salazar a filiação maçónica com poucos fundamentos.

Karocha disse...

Todos comprados e guardados José.

Streetwarrior disse...

Wegie, a associação do salazar á maçonaria é lavagem e propaganda... é entrar na propaganda da Igualdade, somos todos e fazemos todos parte do mesmo grupo, o que não é verdade.
O Salazar era apoiado pela Opus Dei, dai a Igreja católica ter tanto peso no estado novo.
A Opus Dei controlou Portugal durante todo o estado novo e por isso se esplica,a proibição ás Sociedades Secretas..mantendo alguns maçons nas chefias militares, seguindo o conceito do mater o inimigo por perto.

José, o que lixa no meio disto tudo é que aqui há 3 anos atrás, tudo isto eram teorias da conspiração.
Se repararem, a maçonaria anda a ser apeada do poder em toda a Europa pela Opus Dei e pelo por dos jesuitas ( as tropas do vaticano )repararem como andam a tombar que nem tordos.

Agora eu só estou a tentar perceber alguns pormenores acerca de;
Ou isto é uma Jogada da maçonaria para lavar a cara...ou é mais uma, das actuais e constantes jogadas da Opus Dei e do Poder Jesuita na campanha de demonização á maçonaria para ganharem Poder.
É uma luta de galos pelo Poder e neste momento, a Opus está no Poder.
Reparem como os Supernumerários se atiram que nem cães nos comentários no DN a cada vez que alguém levanta a Lebre que se deve investigar a Opus Dei e que a mesma é o outro lado da Moeda.
Desta guerra de comadres, vamos descobrir muitas verdades.
Interessa-me particularmente mais os comentários do que a propaganda do Jornal.
Portugal, muito antes da Influência da maçonaria, sempre foi a casa de jesuitas...e as grandes familias Poderosas da Europa, todas elas, são dinastias do vaticano e os mentores dos jesuitas, como os farnesse, os palavicini, os aldobrandini, os Medici, etc.
Ainda hoje os mesmos estão no Poder.
Aliás, o Mario draghi é das dinastias do vaticano

Eu tenho escrito sobre elas no meu Blog, aqui por exemplo.
http://espirra-verdades.blogspot.com/2011/05/as-13-familias-familia-pallavicini.html

Carlos disse...

Por uma questão de transparência

E porque não acabarmos com os partidos e passarmos a votar nas lojas e agremiações equivalentes?

ZéBonéOaparvalhado disse...

Santos Deus - mandas-tes vir o PauloVI, para reinar a concórdia entre os Portugueses e as Portuguesas - acho, que foi tempo perdido - a Inquisição voltou cheio de folêgo - o País sofre de dislexia

Santa Maria rogai por nós

Streetwarrior disse...

Sofreu, sofre e sofrerá se não abrir os olhos e continuar a tomar um lado da barricada.
A Maçonaria e a Opus Dei são 2 cancros que têm minado as Sociedades.
..e não é de ontem!

hajapachorra disse...

Então o opus Dei dominou Portugal antes de haver opus Dei?! Fosca-se, José, limpe isto de morcões, sff.

zazie disse...

eheheheh

Também vi essa e fartei-me de rir.

Streetwarrior disse...

"O Opus Dei foi fundado no dia 2 de outubro de 1928 por São Josemaría Escrivá de Balaguer, sacerdote espanhol canonizado em 2002. "

" À época do falecimento do fundador, em 26 de Junho de 1975, a prelazia já se estendia pelos cinco continentes, contando com mais de sessenta mil membros de 88 nacionalidades"

âh...muito bem!

Streetwarrior disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Streetwarrior disse...

O grupo de Bilderberg foi criado em 1954, no entanto só se soube mais a fundo sobre a origem deste grupo em meado dos anos 90, antes era uma teoria da conspiração...Será que não tinham influência antes?
Coisa de morcões diga-se.

É por o papa só a ter reconhecido a Opus Dei em 82?
Se calhar foi pelo "teor espiritual" da Ordem e não pelo " poder de influência" que o papa a reconheceu como "prelazia pessoal"
Se calhar é por isso que se trata de uma organização dita " discreta "...mas isso não quer dizer que não tivesse influência antes de ser tornada publica.

Realmente....Haja pachorra.

bruno disse...

É sabido que a miserável maçonaria só fez mal a Portugal desde que se instalou nestas terras. Basta ver a história da república e o que esses miseráveis provocaram de mal a este pais. Esses cães canalhas só buscam o poder pelo poder, para engordar a s suas contas bancárias e a dos seus amigos e para roubar os portugueses, cidadãos comuns . Têm sempre atitudes sectárias, são sempre contra os que não pertencem ao sua chusma. Contra a Opus Dei de sotaina preta que é outra seita e a velhaca maçonaria do avental , só um grupo de patriotas , ao estilo dos Baader-Meinhof, é que necessitamos em Portugal para fazer justiça contra a canalha sectária que nos tem roubado. Roubado a economia e humilhado este pais chegando à miséria a que estamos.

Wegie disse...

Fuma-se!!! Não estava à espera que os fans do Dan Brown atacassem assim em força....

Karocha disse...

Wegie
Se não me falha a memória,o José fez um post sobre maçonaria e, o Dan Brown é maçon!

josé disse...

Tenho da Maçonaria a ideia que o mação Abel Mateus tem: o poder deles é a informação em rede de amigos. E é muito poder porque contam com a troca de favores entre si.

josé disse...

Não sou adepto de teorias de muita conspiração e não acredito na tese do meu amigo José Pimenta, embora que haja bruxas, lá isso há...

Streetwarrior disse...

José, agora com essa fez-me lembrar uma brincadeira de um amigo meu
(atenção, não me estou a dirigir a ninguém )

Diz ele assim.

Em Cornos não acredito...mas Cabrões, que há ,há!

Karocha disse...

Um Link Engraçado!

http://www.maconariaportugal.com/ultimas-noticias/52-como-eles-falavam-de-maconaria-escutas-do-processo-portucale

hajapachorra disse...

o locutor do telejornal que insulta a gramática e boa lógica anda por aí. Fechai os narizes. A uma associação de fiéis, verdadeiramente a um instituto secular, que só começa a ter alguma expressão em Portugal no tempo de Marcelo caetano atribui ele todas as malfeitorias do salazarismo. O pobre não sabe que as coisas demoram o seu tempo a formarem-se. Foi assim também com os jesuítas, que tiveram em Pio IV e Gregório XIII os seus principais protectores. Estes papas não pertenciam a nenhuma dessas familias nobres de Roma ou Florença, aliás, eram de origens muito modestas. Mas para quê gastar latim com especialistas chamam à sua querida obra 'prelazia pessoal'? O desgraçado tropeça logo na primeira pedra; nem a um locutor de televisão ocorreria chamar prelazia a uma prelatura. Valha-lhe s. despautério, que eu não posso.

hajapachorra disse...

Estes 'especialistas' em salgalhadas eruditas fazem-me sempre lembrar um lente coimbrão, aventalício, que explicava em sessões de ressonantíssima crítica histórico-filológica que o lema do CADC de Salazar, sine me nihil, queria dizer que quem não fizesse parte não tinha parte com ele, a tal 'informação'. Bem que podia ter lido o Caminho que por aí chegaria a Jo 15, 5: sine me nihil potestis. Portanto, não vá o sapateiro além da chinela dos locutores de televisão.

Streetwarrior disse...

O termo latino "Opus Dei" significa "Obra de Deus". No dia 28 de Novembro de 1982 o papa João Paulo II através da Constituição Apostólica Ut Sit [1] constituiu o Opus Dei em prelazia pessoal.[2]

http://pt.wikipedia.org/wiki/Opus_Dei

Os Jesuitas são criação da Casa Farnese que descendem dos tempos Romanos, a sua Casa actual, são os Boubons, Reis de Espanha.

Sabe ler o que diz por cima da Igreja?
http://www.flickr.com/photos/paullew/2402292463/

Sabe quem eles são? Chama isto humildes?
http://en.wikipedia.org/wiki/House_of_Farnese

Quanto a Dizer que os Papas provêm de familias humildes...
Quer dizer, os Farnese, Catani, Orsini, Medici Aldobrandini, Rovere,Borgia, Sforza, Colunna são familias humildes?

Já percebi que toquei na Galinha dos Ovos D´oiro.
Fique-se pelos sapatos que a mim, não me dá musica.
...Os Papas famílias humildes LOL !
Foi por devoção e de joelhos que lá chegarão.


Leia o que está por cima da Igreja seu Sapateiro


Hajapachorra...

ZéBonéOaparvalhado disse...

"Favores que trocam entre si"

Diga quais, para ficarmos a saber.

A não ser que, foi o favor que fizeram ao Miguel Cadilhe, para a mudanças do mobília para a Torre das Amoreiras Lisboa

Lembra-se desse caso, ao tempo o 1º ministro era o dr. Anibal.

Pois é

ZéBonéOaparvalhado disse...

Quer que eu lhe conte, o que foi grande promessa de Vale de Azevedo na Buenos Aires - um jogador fantástico jogava com os 2 pés e escrevia com as 2 mãos em simultaneo - foi assessor do Xico Balsemão, não é brinquedo

O Gica das Fotocópias tinha bom "pedrigree", na vigarice.

Como sabe, esta fugido ao Tribunal.

Coisa pouca - deu um "golpe" na CGD, no Engº Dantas da Cunha, no SLB, em milhões de contos e só não deu na Buenos Aires - porque a Leonor Beleza e o seu 7º sentido e de todo, apesar de ser "companheiro" de Partido não "embarcou na simpatia", porque senão - os terrenos da Riba Fria ficavam em seu nome - tem parecenças, a meu vêr com o sr. Lima.

E fora o seu "curriculum" - que não se sabe ao todo,a não ser, o desfalque que fez na Associação de Estudantes de Direito/Lisboa

O Homem era Mestre em falcratuas - diziam que fazia uma fotocópia de uma folha de papel selado e ficava iqualzinha ao original - nunca vi, mas ele, conhecia-o bem

josé disse...

Aparvalhado: que é que o Gica das fotocópias tem a ver com as lojas?

E afinal, Gicas há muitos e alguns safaram-se de igual modo. Para mim, há um que está em Paris. Diz que está porque até isso duvido.

ZéBonéOaparvalhado disse...

José,

Para lhe dizer verdade - as "lojas Maçonicas, Opus, a Rosa Cruz e tudo mais, não me diz respeito . ate me corre sangue Judeu da Murtosa e Ovar - é claro, as lojas? são do Pingo Doce

Lojas Maçónicas e outras - é uma "intafada" tipo "Cerejeira" à livre associação.

josé disse...

Quem eu gostava de ler mais detalhadamente sobre isto era o Floribundus.

Um artigo em forma que publicaria no frontespício.

Vai do desafio?

hajapachorra disse...

De qual dessas famílias faziam parte Paulo IV, Pio IV, Pio V, Gregório XIII, Sisto V? Nenhum, seu beócio, e sim, estes foram os papas do triunfo da Companhia de Jesus. É claro que não cito a wiki, pá, sei estas obviedades de cor. Há quem comece no Ludwig von Pastor e vá por aí fora, há quem não veja senão solas de... chancas.

Streetwarrior disse...

hajapachorra...está á vontade para se exprimir dentro do nivel que lhe é conhecido em muitos comentátios de caixas anteriores e inclusivé nesta, que começa num ataque inesperado, apenas porque lhe ataquei a Virgem sagrada da sua prelatura protectora de pedófilos.
...e é a ultima vez que lhe respondo, pois não espero manter um nivel de argumentação, com quem pensa que por bolsar insultos bonitos, se sobrepõe em argumentos.

Gregorório XIII, estava debaixo da asa dos Farnese.
Consulte que o levou para Roma e o fez Papa num tempo record.
Paulo IV estava debaixo da asa dos Medici, sendo seu lacaio.
Sabe quem são os Medici, não sabe?
Sabe que os mesmos estão por trás da Alta finança ainda hoje? Sabe que ainda "ontem " financiaram o Carter, não sabe?
...e isto não vem na Wikipédia...eu só lhe dei exemplos da Wiki para não me esforçar muito a dsmenti-lo.

...e digo-lhe mais, estas são ainda hoje, as grandes familias da alta finança do mundo.
os Rothschilds, Duponts, Rockefellers etc, não passam dos seus lacaios administradores para que estas nunca apareçam.
Porque pensa que quando Passos Coelho foi a Espanha ter com o Rei carlos ( farnese ) , a C.Social, mostrou ao mundo, um 1º Ministro Português, de cabeça baixa, totalmente submisso?
Ficamos por aqui...é descutir o Sexo dos anjos, com alguém que não sabe argumentar sem Verborrear insultos.

Streetwarrior disse...

http://espirra-verdades.blogspot.com/2011/06/as-13-dinastias-casa-di-medici.html

para quem queira ver quem são estes Pulhas dos Medici e o Poder que os mesmos ainda têm, inclusive na Reserva Federal Americana

Streetwarrior disse...

Agora já te topei..., não haja pachorra.
vejam bem, que o hajapachorra, tem um Blog, tem não, criou só o nome e que nome deu ao Blog?

Martelo dos Hereges.
Quem era conhecido como martelo dos hereges? Tomás de Torquemada, o Grande Inquisidos e o Assassino mais sanguinário da história da Inquisição.
Agora percebe-se ainda melhor, a Razão de tão Virgem Moral se sentir atacada, quando mencionaram a sua " prelatura " Opus Dei.
Nunca me enganaste...Cheirei-te á distancia oh beócio eh eh.
Oh José...limpe -me este site de Morcões ah ah ah

josé disse...

Sobre a Inquisição espanhola estive a ler a revista Historia y Vida nº 519 ( Junho de 2011 e agora saída por cá).
Diz lá que segundo pesquisas recentes ( Ricardo García Carcel e outros) em trezentos e cinquenta anos houve cerca de 150 mil processos e cinco mil vítimas mortais.

Menos, muito menos que as perseguições religiosas na Inglaterra, Escócia, França Alemanha ou Holanda.

Portanto, a História é um carro alegre, cheio de gente contente que atropela, indiferente, todo aquele que a negue.

hajapachorra disse...

Tenha mão nessa vesânia infrene, belzebu de vão-de-escada; para chegar a herege é mister estudo, muito estudo; não basta hipotecar o neurónio à wikipedia.Por caridade informo-o só de que o epíteto malleus haereticorum tem dono, pertence a um tal Fernando de Bulhões, que nem era supranumerário nem 'supernumerário´, como martela nesse seu pitoresco garatujar. Se reparar bem, verá que há uns folhetos a acompanhar as pílulas da noite, nessa bulas lerá: não se recomendam sinapses desvairadas.