domingo, 12 de novembro de 2017

Pedro Nuno Santos com cara de Porsche e a empresa do papá




O socialista Pedro Nuno Santos é um enigma democrático. É da região de Aveiro e enquanto político do PS é considerado um dos braços direitos do Costa que aliás tem vários, numa espécie de deusa vishnu da terra de onde a ascendência é natural.

Este Nuno Santos aqui há uns meses e o ano passado pela mesma ocasião, foi à Festa do Avante  ( imagem acima, junto com o comunista Tiago que não é o Oliveira e que não sendo da Figueira  também vende a ideologia a pataco) e declarou urbi et orbi que "o PCP é um grande partido da democracia portuguesa, esta é uma grande festa e é com um prazer muito grande que posso vir aqui, a título pessoal, não em representação de ninguém, nem do Governo" .

É considerado um dos mentores da Geringonça e agora saiu esta notícia curiosa, no mínimo. É do Correio da Manhã de hoje e aposto que vai ficar por aqui e ninguém vai querer saber como é que este figurão que elogia tanto o "partido dos trabalhadores portugueses" e se comporta como um burguês de alto coturno sendo filho de outro ainda maior, tem tanto dinheiro num partido de pindéricos que para justificar pertences e rendimentos se vêem sempre à rasca  e só arranjam explicações patéticas.



O perfil biográfico deste Nuno Santos é muito parco em elementos sobre quem é e de onde veio...o que aguça a curiosidade.

Foi este finório formado em Economia (?) que um dia disse que tínhamos uma bomba atómica que era do tempo do "não pagamos, não pagamos" e que se a usássemos como tal,  os banqueiros alemães até  ficariam com as pernas a tremer. Esta qualidade intelectual do indivíduo qualificou-o para o governo que está...o que diz quase tudo do que é.

O pai tem um Maseratti? E que faz na vida um pai assim rico que tem um filho tão prendado? "Sinais errados"?
Nada como uma pequena averiguação do Correio da Manhã para descobrir a careca a estes hipócritas.

ADITAMENTO:

Este socialista que convive com comunistas e esquerdistas inimigos da iniciativa privada, é filho do administrador da Tecmacal, de S. João da Madeira, Américo Santos, por sua vez também muito PS e que vive muito de "contratos públicos", como este.

Mas há mais e muito e muito mais. Centenas e centenas de milhar de euros de adjudicações a instituições públicas, como Institutos Politécnicos por todo o país e a GNR, curiosamente, ou não.  Uma vergonha e assim se percebem os Porsches e os Maserattis...

 Para além dos seus armazéns de venda directos (em S. João da Madeira, Felgueiras e Benedita), o mercado conta ainda com uma rede alargada de revendedores da Tecmacal e ainda com várias empresas, onde directa e/ou indirectamente, participa no respectivo capital social, que complementam a oferta de produtos de que os seus sectores de actividade necessitam.

A Tecmacal conta com mais de 35 anos de existência e nasceu fundamentalmente orientada para o sector do calçado. Sendo também por esta razão que optou por se localizar em São João da Madeira, área reconhecida no país e no estrangeiro pela tradição laboral no sector do calçado. Centrando as suas competências na oferta de um leque alargado de maquinaria, aliada a uma assistência pós venda qualificada, com o objectivo de abranger todo o mercado nacional, a organização da Tecmacal, rapidamente constitui filiais nas cidades de Benedita (Sul) e em Felgueiras (Norte), regiões também fortemente associadas ao sector do calçado.
O crescimento de competências da Tecmacal permitiu que esta se afirmasse no mercado como uma organização especializada na montagem de unidades de fabrico completas, oferecendo uma vasta gama de maquinaria, que abrangem operações de pré-produção, produção, acabamento, ar comprimido, design e modelação do produto.
O decrescimento do sector e a respectiva realidade inegável da futura continuada diminuição, levaram a que a Tecmacal reorientasse a sua actividade produtiva e comercial. Neste sentido apetrechou-se de meios técnicos e humanos para produzir e vender bens de equipamento para a indústria em geral.
Actualmente a Tecmacal conta já com um vasto número de máquinas instaladas em múltiplos sectores de actividade para além do sector do calçado. Conseguiu-se assim alcançar o objectivo de permanecer no sector do calçado como empresa líder e ao mesmo tempo entrar e conquistar quota de mercado noutros sectores de actividade industrial.
A Tecmacal oferece uma carteira de produtos que lhe permite manter a liderança no sector do calçado, satisfazer necessidades industriais de qualquer sector de actividade, designadamente através da linha de compressores e sistemas de aspiração que fornece e ainda assumir uma posição destacada na oferta de bens de equipamento para a execução de operações de corte, fresagem e gravação (equipamentos CNC) em sectores de actividade como mobiliário, metalomecânica, publicidade, moldes, sinalética, serralharia e automóvel.

A Tecmacal nasceu em 1975. Seria interessante saber como começou. Muito interessante e como é que o seu administrador é socialista com um filho amigo de comunistas que são inimigos de classe, segundo a sua própria ideologia.

É fácil de entender: tudo indica que este Pedro Nuno Santos será um farsante. Mais um.

Como aqui se escreve é um parasita, segundo a terminologia daqueles a quem deu guarida no governo e na Geringonça. Mais um:

 Diz a sabedoria popular que ‘Pelo andar da carruagem se vê quem vai dentro dela’. Analisemos, portanto, a biografia do senhor deputado Pedro Nuno Santos, vice-presidente do grupo parlamentar do PS, escrita pelo próprio.

Pela mão amiga de José Sócrates, entrou para a Assembleia da República aos 27 anos.
Listou entre os cargos até aí exercidos o ter sido presidente da assembleia de freguesia de S. João da Madeira e presidente da mesa da reunião geral de alunos de um instituto de ensino superior.
Lista como cargo que desempenha vereador da Câmara Municipal de S. João da Madeira. Esqueceu-se de acrescentar ‘sem pelouro’ e substituído quando veio para o parlamento. Ajuda a engrossar o currículo.
Pelos vistos, o senhor deputado é mais um mau produto da escola pública das últimas três décadas. Não lhe ensinaram a trabalhar, o emprego na Tecmacal foi-lhe concedido pelo seu pai, o empresário Américo Augusto dos Santos. Agora procura subir na política pela vereda fácil da demagogia.


 Como parasita, segundo a terminologia dos partidos a que deu guarida, pode andar de Maseratti do papá e ter um Porsche com o dinheiro do papá. Em Setembro do ano que vem pode voltar à festa do Avante e repetir que o partido que lhe nacionalizaria a empresa se fosse poder, é um partido essencial à democracia que ninguém lhe pergunta o sentido da contradição.

Mas respeito político, por si e pelo que representa não merece nenhum.Lembra-me demasiado o rapaz Penedos que também andava de Lamborghini ou coisa que o valha porque o pai assim permitia e depois lhe chamou nome feio...

24 comentários:

joserui disse...

É mais um bi-curioso… é socialista, mas gostava de experimentar o comunismo.

josé disse...

Sim, mas a andar de Porsche e Maseratti. E com dinheiro de bolso, por supuesto.

Estive a ver umas fotos do quarto do filho e as estantes são piores que as do IKEA, o que me deixa desconfiado.

joserui disse...

Isto anda parco é de trabalhadores… o proletariado anda pela hora da morte. Não sei a quem é que estes hipócritas vão vender a revolução… mais depressa vende o porsche, o sacanita.

josé disse...

Ou muito me engano ou temos caso.

josé disse...

70 mil euros...e deve tê-lo comprado por um pouco mais. Curioso.

josé disse...

Se foi o pai que lhe emprestou o dinheiro é preciso saber quem é o pai.

É destes fdp que eu gosto. Como o outro dizia, malhar é nestes...

joserui disse...

Hmmm… conheço dois ou três que vivem literalmente em casas que valem menos que os carros. E comem raspas os parolitos. A um o sogro chamou pavãozito…
Mas comprar porsche para vender a seguir, há gato escondido com o rabo de fora.

joserui disse...

Só eu é que não tenho pais a emprestar para o porsche… também não comprava porsche nenhum. Comprava uma aparelhagem no valor do porsche e deleitava-me com o som. E se fosse um sacana de um socialista bi-curioso, tinha a vantagem de não dar nas vistas.

Jorge Marques de Tocqueville disse...

Já que é útil:
Grupo Tecmacal
detido a ~50/~50 por Américo Augusto Santos e Fernando Martins Pires Laranjeira

Deve ser fácil perceber quem é pai ;)

Jorge Marques de Tocqueville disse...

Ajudo mais um pouco:
http://www.aveiro.co.pt/noticia.aspx?id=75594&notic=S.%20João%20da%20Madeira:%20Pedro%20Nuno%20Santos%20vai%20tentar%20conquistar%20Câmara%20para%20o%20PS

Américo Santos, Maserati pai de Porsche, foi vereador na Câmara de SJMadeira após ser derrotado como cabeça de lista do PS nas autárquicas de 2005.

josé disse...

Huumm...cada vez mais interessante

fernando disse...

este socialista era o tal que dizia que punha os banqueiros alemães a tremer com a ameação de não pagar....ironia do destino gosta de Porsches. Recorda-me aquele outro deputado socialista que ficou indignado com a possibilidade de ter de andar de Renault Clio
http://www.tvi24.iol.pt/politica/ultimas-noticias/qualquer-dia-querem-que-o-lider-parlamentar-do-ps-ande-de-clio

JC disse...

E esta:

https://gyazo.com/a071eadd2312b5ae1a08cb0b60228fac

Ahahahahahaha....

josé disse...

Obrigado. Já postalizei.

Floribundus disse...

o eng Porsche criou o Volkswagem para o povo

isto merece ser investigado
o dinheiro certamente deixou rasto

dirige a nomenklatura social-fascista do GULAG

Floribundus disse...

El País
El empresario y editor Oriol Soler, uno de los ideólogos y promotores más relevantes del movimiento secesionista en Cataluña, se reunió el pasado 9 de noviembre durante cuatro horas con Julian Assange, el activista perseguido por la justicia estadounidense responsable de la web de filtraciones Wikileaks. El encuentro, según ha confirmado a EL PAÍS el propio Soler, tuvo lugar en la embajada de Ecuador en Londres, donde Assange permanece asilado desde hace más de cinco años. A través de las redes, este ciberactivista ha difundido miles de mensajes y desinformaciones en apoyo del independentismo catalán

joserui disse...

Esse Assange a mim nunca enganou… eu, enganado, só por empreiteiros — mas diz que isso é o corrente.

Unknown disse...

25/4/74: o assalto às empresas.
A economia produtiva = RIP.
Em 24/4/1974 crescíamos a 9% ao ano, tínhamos grupos económicos com base nacional e industrial (a CUF era o maior grupo privado da península e um dos maiores grupos industriais europeus), zero de défice, dívida pública irrelevante.
O Estado Social dava os seus primeiros passos, na educação, na saúde e na previdência, com bases sólidas e sustentáveis.
Foi assalto à mão armada, puro e simples.

Miguel D

Adelino Ferreira disse...

"O Estado Social dava os seus primeiros passos, na educação, na saúde e na previdência, com bases sólidas e sustentáveis"
Em 24/4/74?! É OBRA!

josé disse...

É... realmente Portugal nasceu em 25 de Abril de 1974.

Isto, aqui foi feito por extra-terrestres.

Unknown disse...

Sobre a saúde:
http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/22350/1/Saude_transicao.pdf

Sobre a previdência:
Dinamização dos sistemas de assistência aos funcionários públicos, aos trabalhadores rurais a concessão do abono de família e os benefícios do esquema da previdência social e da assistência complementar na doença, na velhice e na invalidez, as empregadas domésticas foram incluídas na previdência social e os pescadores beneficiaram de novas formas de assistência social

Sobre a educação:
Lei de bases do sistema educativo em julho de 1973, mais quatro universidades públicas, onze institutos politécnicos e nove escolas normais superiores, alargamento da escolaridade obrigatória e gratuita de seis para oito anos, o reforço da rede de jardins de infância, reforço da ação social para alunos carenciados

Miguel D

Carlos disse...



Quantos litros de Whisky gasta este Porsche? se calhar não aguentou a concorrência!?...

Carlos disse...



Quantos litros de Whisky gasta este Porsche aos 100km? se calhar não aguentou a concorrência!?...

skeptikos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.