Páginas

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Freitas, o decifrador cifrado

Visão de hoje, clicar para ler.

Freitas do Amaral, de vez em quando aparece em artigos de jornal ou revista. Desta feita é na Visão de hoje, com um pequeno apontamento em que pretende declaradamente "decifrar" uma entrevista do PGR à mesma revista.
A decifração do enigma prende-se com a noção de "atentado ao Estado de Direito" que o PGR entendeu não existir, nem por sombras, no caso das escutas do Face Oculta.
Em resumo, o enigma, para Freitas, explica-se assim: "O PGR tem, pois, razão ao dizer que "neste momento" o caso das escutas, na Face Oculta, " é meramente político". Só o é, porém porque o PGR optou por uma interpretação muito restritiva do conceito de "atentado ao Estado de Direito". Até ele o fazer, o caso era estritamente jurídico."
E pronto, mais uma facada na credibilidade do PGR.

1 comentário:

Mani Pulite disse...

ACOMPANHANDO ESTE GENIAL ARGUMENTO O NÃO MENOS GENIAL PINTO QUALQUER COISA VAI ELIMINAR O HOMICÍDIO EM PORTUGAL.BASTA DECIDIR FAZER UMA INTERPRETAÇÃO MUITO RESTRITIVA DO QUE SIGNIFICA UM TIPO MATAR OUTRO.MÃOS À OBRA!