quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O banqueiro que dispara mais rápido que a sombra

O presidente do BES está aí para as curvas. Muitas curvas. Chegou agora e disse:

Para o presidente executivo do BES, a greve geral de ontem revelou "um problema de incoerência fundamental". "As organizações sindicais têm o dever e a obrigação de defender os seus clientes e procurar reclamar do Estado estes pesadíssimos efeitos fiscais e dureza da austeridade, mas estamos hoje a caminho dos 16% de desemprego. E, portanto, ao mesmo tempo que há milhares de pessoas que reclamam o direito ao trabalho, há uma incongruência daqueles que fomentam greves", disse.

Obviamente tem razão, o presidente do BES.  O problema é que não é a pessoa indicada para falar nestas coisas. Dinheiros, offshores, contas, transferências, disso sabe este prestimoso Rikki.  Do resto, sabemos nós, pobres otários que aguentam agora a ofensiva dos daltons, os bandidos farsantes da banda desenhada.

4 comentários:

Floribundus disse...

o 'banco de estado sócrático' devia financiar as greves gerais
e andar de 'rik-shó'.

tenho imensa pena destes pobrezinhos que vivem da 'caridadezinha' dos contribuintes

a produtividade dos trabalhadores portugueses é largamente inferior à dos 'camaradas' Alemães. a culpa é da Senhora 'Chancelarina'

josé disse...

A "Bismarka" como diz a Zazie, num achado.

Karocha disse...

AHAHAHAHAHAHAH!!! José

zazie disse...

A Bismerka, a Bismerka- por causa dos mercados, estamos bismerkados

":OP