quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O regresso dos dalton

Estes dias de brasa lembram os de 75, com uma extrema-esquerda a fazer o jogo do PCP e este a regurgitar slogans e músicas de rua que ainda são desse tempo. O PCP é mesmo assim: fossilizou, até na música popular revolucionária.

Para lembrar a História trágica desses dias e denunciar a actual farsa destes esquerdistas que agora vestem Adidas de luxo, aqui ficam mais memórias de 74/75. Em primeira linha uma entrevista da verdadeira ma dalton, agora confinada à puericultura hospitalar.
Isabel do Carmo se lhe tivessem dado tempo e oportunidade tinha feito um gulag. Ou tinha ido lá parar, o que vai dar ao mesmo.

Quem quiser saber o guião destas manifestações, provocações e revoluções deve ir lá consultar a antiga revolucionária. Até estranho como ainda o não tenham feito...
A imagem é da Vida Mundial de 23.1.1975 e clicando na imagem abre noutra janela onde se pode aumentar e ler.


Em finais de 1974 o papel dos syrizas actuais estava reservado a outro mundo. O de Durão Barroso e Maria José Morgado, entre outros. É por demais óbvio que Barroso sabe o que se segue...por isso é só ir lá perguntar-lhe e lembrar-lhe esses tempos. Pode ser que ainda venham revelações...
A revista O Tempo e o Modo ( de que se apoderaram da redacção saneando os antigos comunistas ortodoxos) de Novembro/Dezembro de 74 para além da celebre carta de Maria José Morgado  ao Copcon afiançando greve de fome ilimitada, traz esta foto na capa que retrata o resultado de uma carga policial sobre alguns dos elementos que então faziam o papel dos actuais anarco-sindicalistas: o ferido e José Abrantes ( que será feito do indivíduo, Maria José Morgado?) "anti-fascista gravemente atingido pelas balas da polícia de choque que protegia o comício fascista do C "D" S no dia 4 de Novembro".
As aspas no "D" são da autoria da redacção da revista...

Um dos temas do interior sumariava-se assim: "partir das massas voltar às massas".  Ahahahahah!


5 comentários:

zazie disse...

ehehehe

Quer saber do Abrantes (que chegou a ser amante da filha do Saramago) veja aqui:

http://onlinebiblio.lneg.pt/plinkres.asp?Base=LNEGBD&Form=COMP&StartRec=0&RecPag=5&NewSearch=1&SearchTxt=%22AU%20ABRANTES%2C%20Jos%E9%20Rodrigues%22%20%2B%20%22AU%20ABRANTES%2C%20Jos%E9%20Rodrigues%24%22

josé disse...

Ah! Recuperou e dedicou-se aos minérios. Ainda bem.

zazie disse...

Deve ter sido isso. As minas eram da família.

Floribundus disse...

a isabelinha das hormonas escreveu:
'puta de prisão'.
a malandragem dizia que a 1ª e 3ª palavra estavam trocadas

hajapachorra disse...

Estivemos nas mãos de doidos. E continuamos. Só mudou a maluqueira.