quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Olha! Não foi nenhum dos do costume...

Sapo:

O banqueiro Artur Santos Silva foi hoje escolhido para suceder a Rui Vilar à frente dos destinos da Fundação Calouste Gulbenkian, a maior do país. Assumirá o cargo em Maio do próximo ano, quando Vilar terminar o seu segundo mandato de cinco anos como presidente do conselho de administração.

Então, e o Grilo? Ficou na toca? E os outros passarões não conseguiram apanhar o bocado guardado? Isto já não é o que era...e as Maçonarias devem ter andado numa fona, para...para...isto!

1 comentário:

hajapachorra disse...

Não estaria tão certo. A simpática figura arturiana é pau para toda a colher e tem a benção do tio do Alfredo. E presidiu ás centenárias e aventalícias mumificações da mamalhuda do barrete frígio.

O TCIC é para acabar...