quarta-feira, 1 de abril de 2009

Hoje é dia destas coisas

Diário Digital:


O líder parlamentar do PS, Alberto Martins, afirmou hoje que o primeiro-ministro, José Sócrates, tem sido vítima da «calúnia», da «intriga» e da maldicência por parte de quem o pretende envolver no processo Freeport.

É fácil dizer isto. Nada custa. E pode trazer milhões em cargos à maneira. Por isso, a estes cortesãos de sempre, só resta dizer estas coisas:

"Mas estamos conscientes que, com a sua liderança, José Sócrates - pessoa de bem, corajosa e justa -, iremos encontrar o caminho da dignidade que é nossa, o caminho do progresso que estamos a construir», acrescentou."

Nem sequer o facto de hoje ser dia das mentiras o perturbou nesta elegia.

9 comentários:

jlbdias disse...

E amanhã, é sábado...
Cumprimentos.

Tino disse...

O sociólogo proto ou pseudo jurista Boaventura Sousa Santos também fez hoje uma perninha ou mãozinha a pensar nos tachos ou nas panelas...

Neo disse...

Dali não saem,a não ser à força.
Ainda lá estão porque nenhum dos protagonistas desta opereta pediu a demissão do engº sanitário e dos charlatães do seu elenco.
Se ninguém exige a sua saída de cena,naturalmente que o personagem não se sente mínimamente pressionado a saír!
E esta é a maior tragédia.
Parecem conviver todos bem com esta situação surreal.

Anónimo disse...

Neo,

Também é mais ou menos isso.

josé disse...

Tal como na Casa Pia, eles sabem muito bem que este processo pode acabar-lhes com a vidinha. E é por isso e só por isso que reagem como cobras assanhadas.

Pudera!

Se fosse comigo e me dessem liberdade e autonomia de acção como deve ser, a coisa fiaria mais fino e era mesmo ao largo dos ratos que iria ter. Contra tudo e todos se preciso fosse.

Podem ter a certeza. Porque é lá que o queijo pode muito bem estar.
Quem diz queijo, diz documentos.

Isso segundo as suspeitas e segundo o senso comum.


É exactamente por isso que o PSD e o CDS estão caladinhos que nem tugem nem mugem. Têm o mesmo problema...

Mas isto são fantasias de um de Abril. Não há ninguém no MP que pense assim, em termos práticos e de acção e é pena.

Karocha disse...

Pois...José!!!!!!!!

Diogo disse...

Mas se hoje é o dia das mentiras, o que devemos pensar da afirmação: «José Sócrates - pessoa de bem, corajosa e justa»????

joserui disse...

O que lhe digo caro José é que a indignação, a tal a que se tem direito, segundo um dos paizinhos da pátria, começa a ser escassa. Está gasta e cansada.
Tal como os adjectivos para qualificar esta tropa toda.
Eu não sou partidário da tese (porventura "arrojada") que isto está para cair e é questão de tempo. O instinto de auto-preservação é muito forte. Na América do Sul, vive-se assim e pior durante décadas intermináveis. -- JRF

josé disse...

Vive-se assim porque se criou uma casta que são os profissionais do partido e os seus associados que gerem a sua vidinha com os do partido.
Tudo se passa no seio do partido e o estatuto dos membros do partido é o "abre-te sésamo", para os negócios, os empregos para essas pessoas, filhos e amigos e é assim que se criam redes de cumplicidade de alguns milhares de pessoas que consituem o núcleo deste poder que está e que nos situa.

Só por isso se entende e explica o escândalo de Paulo P. e outros, como o de Dias L.

É uma vergonha inominável que essas pessoas continuem na ribalta pública e política directa ou indirectamente quando deviam andar a ganhar a vida de outra forma.