terça-feira, 21 de abril de 2009

Políticos e jornalistas nos tribunais

Era fatal:


Manuela Moura Guedes vai avançar com um processo judicial contra José Sócrates, revelou a jornalista ao PÚBLICO. José Sócrates fez, na entrevista à RTP, várias referências negativas Jornal Nacional de sexta-feira do canal, apresentado pela subdirectora da TVI, que a jornalista considerou “injuriosas”.

“Colocou em causa o trabalho sério, rigoroso e fundamentado de toda uma equipa de jornalistas de um jornal da TVI que é o mais visto de todas as televisões portuguesas”, disse a jornalista.

Manuela Moura Guedes, garantiu ainda que o primeiro-ministro “não cala os jornalistas da TVI com as ameaças e críticas aos jornalistas da TVI, especialmente aqueles que fazem investigação fundamentada para o Jornal Nacional”. “Tentou tirar credibilidade à seriedade e rigor do jornal mais visto e mais procurado pelos portugueses. Não vai conseguir e vai responder em tribunal”, acrescentou.

A lógica de José S. conduz a estas coisas. Passar os problemas de imagem, para os tribunais, é arriscado, mas José S. avança destemido, contra os indivíduos que o "difamaram". Agora, tem a resposta dos "difamadores" que por sua vez se sentem injuriados.
Já tinha aliás, uma outra queixa, apresentada pelo Movimento para a Democracia Directa.
José S. vai passar o tempo nos tribunais a responder a perguntas de magistrados sobre temas político-judiciários. Mesmo que o faça por escrito, prerrogativa de que goza enquanto governante ( mas não enquanto cidadão...)

Sibi imputet. Nem inteligente soube ser.

Entre outros mimos, proferiu estes, em prime time e em audiência máxima ( máxima responsabilidade também):

"O telejornal da TVI de sexta feira, não é um telejornal. É uma caça ao homem. É um telejornal travestido."

Seria muito fácil para o PM, perceber o conteúdo potencialmente ofensivo, na sua própria lógica (que não subscrevo, evidentemente): bastar-lhe-ia integrar o seu nome no sujeito e predicá-lo com os epítetos com que predicou o jornal de Sexta da TVI...

64 comentários:

Leonor disse...

Enfim, não percebeu que esse não era o melhor caminho e ao trilhá-lo apenas conseguiu acicatar os ânimos, mas ele lá saberá com que linhas é que se cose..

OSCAR ALHINHOS disse...

Graças a Deus que não vi esta espécie de entrevista e, segundo me disseram, tinha um cão amestrado com vontade de obedecer ao dono e apenas a Judite de Sousa lá foi fazendo algumas perguntas pertinentes.

Seja como for, e embora eu saiba perfeitamente que o ónus de prova no nosso processo penal recai sobre o Mº Pº, a verdade é que estando em causa a figura, a honestidade de um PM, de um País supostamente pertencente à Europa, caber-lhe-ia não juridicamente mas moral e eticamente, vir abrir as suas contas bancárias à investigação e demonstrar, de uma vez por todas, a sua inocência.

Por que razão não o fará?

Ele bem sabe as leis que, infelizmente, temos e que são cozinhadas na AR pelo poder político, a que ele pertence pq nunca soube fazer mais nada.
A única obra que se lhe conhece, fora da política, são os mamarrachos que terá desenhado enquanto eng. técnico.

E é justamente por causa dessas leis, feitas à medida para alguns, que Isaltino disse à saída do tribunal de Sintra " Dizem que sou corrupto. Então que o provem. " Pois..., eu até acho que a nossa justiça com as leis miseráveis que tem consegue fazer milagres, quanto mais não seja levar à barra dos tribunais esse gordo viscoso...

Mas continuando a referir-me ao nosso ( ? ) PM, até para ter uma licenciatura, teve que ir a uma Universidade da Farinha Amparo, como lhe chamou Marcelo Rebelo de Sousa.

Como pode agora um indivíduo destes, com todo o seu passado cheio de suspeições, " rabos de palha ", exigir rigor, credibilidade, etc?

Para terminar, acho muito bem a queixa crime que MMG apresentou contra o dito. Fico a espera pelo resultado...

vml disse...

A TVI está bem preparada para lidar com essa gente. Mas veremos se isto chega à barra do tribunal.

vml disse...

A PRISA tem alguma loja em Portugal? Ou apenas escritório?

Colmeal disse...

Estou já a esfregar as mãos, nunca mais é sexta-feira ...
Se já é costume bater no pinóquio, desta vez tenho o pressentimento que vai haver sangue e em quantidade.

Mani Pulite disse...

De acordo com o artigo 21 da Constituição da República os Portugueses têm o direito à resistência:"Todos têm o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos,liberdades e garantias e de repelir pela força qualquer agressão,quando não seja possível recorrer à autoridade pública."Este é o estado em que o País se encontra neste momento,o de resistência contra a ditadura do Partido Socialista e do seu Secretário-Geral e Primeiro-Ministro,o "estúpido" e "corrupto" José Sócrates Pinto de Sousa.Este é um direito mas também um dever para todos os agentes públicos,nomeadamente os titulares de órgãos de soberania a quem poderão vir a ser pedidas contas se não actuarem de acordo com este dever de resistência.Os Portugueses defenderão as suas Liberdades por todos os meios,pela força se necessário de acordo com a Constituição da República.

Leonor disse...

E a imunidade parlamentar?

Leonor disse...

«Os Deputados não respondem civil, criminal ou disciplinarmente pelos votos e opiniões que emitirem no exercício das suas funções e por causa delas.»

joserui disse...

Que opereta desgraçada. E o país no bueiro. Este senhor Sócrates podia desaparecer, como fez no ano em que arderam 425.000 hectares. Mas em definitivo. Ir de férias e ficar por lá. Fretar um paquete e levar a comandita. Não fazem cá falta. Nenhum. -- JRF

zazie disse...

Isto é o descalabro. Este sujeito não tem o menor sentido de Estado.

Eu não acredito que o resto da máfia maçónica se fique.

Está muita coisa em jogo e não precisam de um palhaço destes a estragar tudo.

zazie disse...

Se não estivéssemos na UE coisas macacas desta ordem, davam direito a reviralho.

Eu ainda pensei que o tipo estava a atacar com processos para se safar de suspeitas. Mas que isso era apenas a um ou outro jornalista menor.

Agora apanhar ele com uma série de processos por ser burro, é demais.

Palavra- que é trafulha, mentiroso compulsivo e que também há-de ter curriculo de corrupto, não tenho a menor dúvida- agora que mande assim, num partido, e faça fugas para a frente de tal modo descabeladas, não entendo.

Ou já lhe fizeram a folha internamente, ou isto não tem explicação, de tal modo parece estúpido.

Nem precisava. Já tinha a trampa arquivada naturalmente.

Para quê?

AF disse...

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao José pelos excelentes artigos (posts), que leio desde há algum tempo, ainda na Grande Loja, e agora aqui.

Gostaria de fazer uma pergunta, porque embora a lógica me leve a uma conclusão, já estou habituado a que, muitas vezes, as questões de lei sejam avessas às lógicas (ou a minha lógica é má, o que também acontece frequentemente).

Assim, segundo me parece ter lido, os vários processos que tem vindo a ser desencadeados por José Sócrates, são-no enquanto José Sócrates, cidadão, de modo a objectivamente distanciar os processos de José Sócrates, Primeiro Ministro. Parece-me que para não dar ares de figura de estado que lida mal com a crítica e com a liberdade de imprensa.

Sendo assim, como é possível que possa gozar de prerrogativas como o direito a responder em tribunal por escrito, por exemplo? Eventualmente, dir-me-ão que é porque não se pode separar juridicamente José Sócrates cidadão de José Sócrates Primeiro Ministro. Mas então, e para acusar, pode?

Ficarei agradecido pelo eventual esclarecimento.

Anónimo disse...

Este tipo conseguiu deixar Portugal em sobressalto e vai deixar do país uma péssima imagem na cena internacional. E não nos esqueçamos que a responsabilidade de Jorge Sampaio nisto tudo é total, até porque não será esta a última vez que o PS ascende assim. Outras virão.

cris disse...

No dia a seguir à entrevista do PM, o DN esclarece o imbróglio. Afinal não passou tudo de uma expressão idiomática, mal traduzida!!!!

Caso Freeport
Advogados ingleses ilibaram Smith

por CARLOS RODRIGUES LIMAHoje

Uma tradução à letra de um documento apreendido a Charles Smtih levou a investigação a pensar que se tratava de José Sócrates, mas afinal tudo não passava de uma expressão idiomática. O inglês foi filmado a dizer que pagou luvas ao actual primeiro-ministro, mas uma investigação de advogados concluiu que tudo não passou de uma história inventada.

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1208369

Anónimo disse...

Cris,

Pois, mas é que o PS só conhece o documento da PGR, não conhece mais nenhum. Mas por vezes é muito selectivo: quando Smith disse que nunca se tinha reunido com o PM, alguns deram logo muito valor à palavra.

Anónimo disse...

Se o "travestido" foi uma expressão de bastidores, como costumam ser com JS, que se percebe não estar a dar entrevista nenhuma mas sima debitar frases estudadas, há obviamente muito espaço de manobra para pensar que ele se poderia estar a referir à figura física de MMG, ou pelo menos ficar com uma boa dúvida. Seria mau demais, embora alinhado com a ordinarice que foram os modos com que se referiu às intervenções do PR.

Nota: o editor de economia da SICN disse ontem quase expressamente, em declaração autónoma com esse fim, que soube por fontes ligadas ao governo que as palavras foram mesmo para o PR. Isto dá-nos a referência sobre o que podemos esperar.

vml disse...

Essa do Diário de Nócrates está demais.

Karocha disse...

Vou ficar à espera de Sexta-Feira!!!

zazie disse...

A f anda com o Carlos Lima ao colinho para fazer estes fretes.

Ela até o trata por protegido.

zazie disse...

Já tinha feito fretes idiotas idênticos com a história do envelope. E depois até foi desmontado na blogosfera e até escreveu uma nota de auto-crítica numa crónica seguinte.

Mas faz asneira, por burrice e por se deixar "guiar".

Isto tem dedo da f. De certezinha.

Karocha disse...

Já nada me admira neste País!

josé disse...

Tanto quanto me parece e conheço,o Carlos Lima não faz fretes.

E é dos poucos que tenta perceber um pouco mais as coisas, para além da mera aparência.

A tese do video com declarações simuladasa até seria interessante, não se desse o caso de ter sido realizado em 2006, refrir-se a factos que ocorreram depois de 2001-2002 e ficar dependente de uma simples circunstância que me parece relevantíssima:

O Freeport foi ou não desfalcado de uma importância que não se encontra justificada em custos normais?

Parece que sim, mas até ver poderemos sempre esperar pelo esclarecimento.

Se o Freeport pagou o que é normal sem luvas, como se depreende da investigação agora mostrada pelos tais advogados, então o caso da corrupção não existe.

Mas há coisas que provam demais e uma delas é tentar branquear tudo depois de tudo o que já se passou.

É preciso outra explicação porque esta é demasiado simplista e que satisfaz à maioria dos envolvidos.

Tem apenas esse problema de falta de lógica.

E seria isso que o jornalista Carlos Lima deveria ter entendido e perguntado a quem lhe deu a notícia: o Freeport pagou ou não dinheiro a mais?

Os advogados pediram ou não dinheiro a mais?
Que pediram, pediram porque até o tio do José S. o confirmou.
O sobrinho pôs-e a mexer e as coisas continuam em campanha negra porque o próprio José S. não quer por em pratos limpos as suas continhas de banco.

Era sobre isso que a tal f. devia falar ou escrever.

zazie disse...

Ok, retiro a ideia dos fretes.

Mas que escreve coisas sem cuidado, escreve. Já o tinha feito aquando do envelope.

zazie disse...

Mas aquele artigo do jornal é uma treta.

Como é que se pode justificar que o video é falso à conta de uma expressão que nem é dita no video e que aparece numa declaração no papel: o "No way Jose"?

Para dizer que o video era montagem tinha de mostrar tecnicamente como era montagem e que aquelas pessoas não eram as mesmas e as vozes não correspondiam.

Apenas isto- uma montagem de um filme ou é uma encenação feita por outros que não os próprios ou os próprios não estão a dizer nada disso.

Ele não explicou absolutamente nada que leve a crer que o video é falso.

Misturou foi declarações dos advogados com isto.

Está visto que o Smith também já tinha negado que conhecia o Sócrates.

.......

Só um detalhe que anda por aí tudo a falar do mesmo:

O PM podia ou devia processar o tal Smith pelo que aparece a dizer no video?

Ou seja- se há processos a jornalistas que apenas repetem o que as fontes dizem e se pode ver e ouvir, o que fazer às fontes?

Vista grossa?

zazie disse...

Estive a ler de novo a notícia e não diz nada. Não tem lá uma única explicação que o filme seja falso.

Aquelas pessoas filmadas, são ou não são essas?

Se são, o Smith aparece no filme a dizer claramente o que todos ouvimos e refere, PM, e fala até em partido.

Ou bem que o próprio nega que seja ele na filmagem, ou nega que nessa filmagem tenha dito isso e aí havia montagem sonora.

Sem isto estão ali aquelas pessoas, identificadas, a fazerem afirmações que não podem ser invalidadas por outros escritos ou declarações.

Só podem ser negadas mostrando que há falsificação no video.

Karocha disse...

http://www.dailymail.co.uk/news/article-1133106/Edward-Sophie-Portugals-PM--4m-corruption-row-giant-mall-built-British-firm.html

zazie disse...

Já agora, para não parecer que tenho dogmas perante tudo, por desejar que assim seja, aquele video, por defeito técnico meu, só me pareceu ter um detalhe curioso.

Tem a câmara fixa de modo a apanhar apenas de frente. E o Smith, fica no ângulo de filmagem porque está todo o tempo sentado com a cadeira muito afastada da secretária.

Isto não quer dizer mais nada do que disse- que há duas pessoas no ângulo de visão e nunca o interlocutor e que o Smith está sentado de um modo nada confortável, com a cadeira encostada à parede.

zazie disse...

Ou seja, se alguém quisesse pegar num detalhe técnico com alguma estranheza, poderia dizer que o Smith se sentou a jeito de aparecer na câmara.

Bastava chegar-se mais à frente para não se lhe ver a cara. E sempre que precisa de pegar nalguma coisa para falar com o outro, fica quase com o rabo a cair da cadeira.

Achei apenas estranho este modo de estar sentado durante tanto tempo, tanto mais que está a dialogar com quem tem à sua frente.

josé disse...

Há outra perspectiva que me parece a apotada pelos tais advogados:

O video é genuíno, mas Smith está a aldrabar para justificar o dinheiro que o Freeport lhe teria dado. Só pode ser isso.

Portanto, se deu e o Smith diz que sim porque explica que depositou pequenas importâncias de vez em quando e até disse como o fez e a quem, então surge a questão magna que os advogados não interligam logicamente:

como é que podem dizer a um tempo que o Freeport nada pagou a mais, segundo a indagação que fizeram ( mas não dizem como) e ao mesmo tempo termos o Smith a tentar justificar o que foi pago a mais?

Não bate a letra com a careta.

Sendo o assunto do video uma questão de fé, neste momento, tenho a declarar que sou céptico nesta matéria: tanto pode ser como não ser.

Mas por isso mesmo é que se torna necessário falar no assunto.

Karocha disse...

Eu explico zazie
Quem fez o vídeo, pôs a maquineta em cima de uma mesa (um tripé dava muito nas vistas), e com as novas tecnologias, nem é preciso uma maquineta muito sofisticada!

zazie disse...

A lógica do José está certa.

A questão do video não é essa, Karocha. Que a máquina está escondida é óbvio. Agora que seja tão óbvio que o Smith não soubesse que estava a ser filmado, não sei.

Muito sinceramente, a primeira coisa que me saltou à vista foi o ângulo de filmagem e a cadeira afastadíssima da secretária e encostada à parede.

Pode ser natural. Pode ser natural que o Smith estivesse numa de descontracção bastante afastado do interlocutor- mas não é posição que me pareça prática e que se mantenha todo o tempo, inclusive quando precisa de mexer nos papeis que estão na secretária e que ele, sentado assim tão longe, até tem dificuldade de chegar lá, sem mover a cadeira.

Karocha disse...

O ângulo de filmagem é de baixo para cima e apanha o Smith de lado.
Ninguém está sentado a uma mesa (aquilo é uma mesa e não uma secretária) com o peito encostado ao tampo, nem mesmo para comer.
É portanto natural a maneira como o Smith está sentado, as pessoas é que não estão habituados àquele ponto de vista.

josé disse...

O que me deixa mais intrigado com o video nem é isso: é o som demasiado limpo.

Uma câmara oculta capta assim o som?

Tenho algumas dúvidas porque de som percebo um pouco e seu distinguir um bom som.

Ninguém ainda falou disto, mas é um ponto a debater.

De qualquer modo, tal como no caso Casa Pia, não me atrevo a dizer que José S. é corrupto por causa do video. Atrevo-me apenas a dizer que o video precisa de ser mostrado agora que o foi.
Por mim teria preferido que a PJ e o MP o tivessem visto antes de todos e tivessem investigado as pistas, incluindo a agora aventada pelos tais advogados.

Mas pedir uma coisa destas à Cândida de Almeida é pedir o impossível. A senhora não sabe ocupar o lugar, quanto a mim.

POnham lá o Nuno Melo e mandem-na a ela para as bancadas da AR. Digo, para o gabinetes da AR lidar com papéis dos parlamentares reformados.

zazie disse...

Exacto, José, o som também me pareceu demasiado limpo.

Se é uma mesa, já tem outra explicação. Ele tem o casaco pendurado atrás, na parede.

Mesmo assim é estranho que ele fique sempre no ângulo de visão.

Karocha disse...

Qualquer telemóvel filma c aquele som; sobretudo num ambiente onde não há ruídos parasitas.
Além disso a câmara pode estar perto se tiver sido usado o zoom no "wide angle" (grande angular), o que justifica a qualidade do som.

josé disse...

Aquele som foi tratado. Pode ter sido na produção da tv. Isso não invalida que seja genuíno. O que penso é que a captação de som por um telemóvel não tem essa qualidade. E é preciso um bom microfone para essa captação. Porém, pode ser melhorado posteriormente.

zazie disse...

ehehe

estes detalhes técnicos são tão engraçados.

Eu embiquei logo com ângulo de visão e o tipo sentado mesmo a jeito para aparecer na câmara.

O José que tem orelhinha macaca, foi logo para o som, que a mim também não tinha passado despercebido.

Estas coisas até faziam a delícia de um bom investigador.

Não percebo como é que a toina da CA diz que até se recusa a ver o filme.

Com medo de ser influenciada. Coisa mais tosca...

josé disse...

Agora vai ter de ver porque é objecto do crime...

Houve queixa por causa do video.

Isto é que se torna delicioso. E ainda mais quando se pensa que pode ser um video com declarações simuladas o que permite a indagação de pistas. E ainda mais quando se sabe que o video é em si mesmo um acto criminoso porque em Portugal é crime filmar alguém às ocultas e divulgar o conteúdo.

Mas precisa de queixa para isso...o que ainda é mais delicioso: ver os dois a fazer queixa por terem dito coisas que agora dizem ser mentira.

Um absurdo que o Costa Andrade devia dilucidar.

Aquela santinha da Cândida devia tratar de papéis de reforma.

Karocha disse...

Zazie

"Eu embiquei logo com ângulo de visão e o tipo sentado mesmo a jeito para aparecer na câmara.
"
Não percebo, fui manequim, modelo, produtora,filmagens etc como indica a minha página, deve saber da profissão "das imagens " que eu ,pensa por ventura que é fácil estar perante uma câmara sabendo?
Quanto ao som José, não estamos a falar de música, gravada em estúdio e misturada em mesas com várias pistas

Karocha disse...

José
Experimente uma Sony HD, mesmo das pequeninas e, verá a maravilha!!!!

josé disse...

Sobre isso, preferia até não ter dúvidas.

Porque sou dos que não digo que nunca me engano.

Santiago disse...

É curiosa a história do DN de hoje... pelos vistos há um "relatório final da investigação" que os tais advogados entregaram "à administração da Carlyle".

Isto terá alguma relação com aquelas notícias da semana passada, no Correio da Manhã, a dizer que havia documentos falsos a circular no caso Freeport?

Karocha disse...

Talvez com o Cunha Vaz????

Karocha disse...

Santiago
ele é o porta voz da Carlyle em Portugal, o homem anda por todo o lado!!!

Santiago disse...

Então você acha que há uma relação, não é? Também pode ser que a relação seja outra: A notícia da semana passada destinava-se a preparar o terreno (e explicações alternativas) para o aparecimento de documentos a ilibar os "actores" portugueses desta tragicomédia...

Karocha disse...

António Cunha Vaz no seu melhor!!!

Anónimo disse...

Neste caso metade das pessoas mais relevantes parecem ser amigas e ex-colaboradores do ex-ministro do ambiente, os supostamente mais independentes e investigadores do caso dizem que foram directamente pressionados por um ministro (reincidente) do actual governo liderado por esse mesmo ex-ministro, e uma alegadamente amiga desta pessoa é advogada do fulano que o acusou de ser corrupto. De facto este PM carrega uma cruz do tamanho do mundo. Aliás, ele parece atrair as cruzes todas com a mesma força com que repele as explicações e as declarações de rendimentos ou os cheques referenciados pela TVI, e como na terra dele um PM não tem obrigações especiais, não presta contas. Quem tem de prestar obrigatoriamente contas são os gestores dos condomínios e os reformados, sob pena de multa sem perdão. Os sinais não são muito abonatórios da pessoa em causa e as palavras sobre a não intervenção do presidente ditas ontem também não. Depois há a dívida externa, há os sobreiros, há a independente, há os relatórios da OCDE e todo um rol de assuntos que lhe aparecem ao colo. Pobre desgraçado.

Karocha disse...

Pois é Flash Gordo
mas digo-lhe uma coisa,com amigos desses não precisa de inimigos!

zazie disse...

eheheheh

É uma anedota. Então ela estava para ali com tantos pudores de recusa a ver uma coisa que agora vai ter de ver.

Eu não entendo. Isto dá ideia que andou tudo em pezinhos de lá, não fosse tocar-se em alguma coisa que pudesse incomodar as majestades e nem espírito de investigação têm.

Não entendo. É de tolos.

zazie disse...

Mas não é por nada, estive a rever o video e aquele som não pode ser som original captado por telemóvel (ou por mera câmara escondida do lado da filmagem).

Há alturas em que até se nota o aumento do volume quando o outro, o João Cabral se aproxima da mesa.

Tinha microfone, no mínimo.

zazie disse...

Aos 3.43 minutos há nítido aumento do volume do som e quem fala é o João Cabral que estava muito mais distante da câmara. Há ali microfone na mesa.

Karocha disse...

zazie

Um porta chaves serve, como o fizeram comigo, um simples porta chaves!

josé disse...

Se como acabei de ler em comentário no postal acima, o video foi realizado com a colaboração da polícia inglesa, há dois factos a reter:

Não é ilegal ou criminoso em Inglaterra e por cá também assim não pode ser considerado.

Se foi assim realizado, está explicada a qualidade do som.

Se assim aconteceu, a história dos advogados que o Carlos Lima contou é uma história da carochinha.

O Carlos Lima foi manipulado. Tal como no caso do envelope...de facto.

zazie disse...

Exacto. Li agora mesmo isso. Assim já se entende. Aquilo tem ali microfone na mesa.

Não há a menor dúvida.
Eu nunca trabalhei à frente das câmaras, mas já fiz umas coisinhas com elas na mão.

";O)

zazie disse...

José. Eu disse que ele foi manipulado mas não o disse de cor, quando falei na madrinha que o quer proteger.

E ficamos por aqui. Não é nada que o entale mas é uma verdade por parte de quem acha que nasceu para "madrinha".

Anónimo disse...

Está-se mesmo a ver que a coisa vem de trás e vai haver escutas, nem as certezas do SFO poderiam ser tantas, tão objectivas e envolvendo quem envolve se eles não soubessem muito mais do que dizem. Acho que até já aqui foi dito por alguém há uns tempos. A mim o que me salta à vista é o equilíbrio da luz. A captura está perfeita e a iluminação está mesmo a jeito para ficarem ambos bem retratados. Só falta o guarda-chuva profissional.

zazie disse...

Pois foi. E o Sócrates está descabelado precisamente porque a coisa desta vez fia mais fino.

Karocha disse...

Flash Gordo

Dava muito nas nas vistas e nem imagina o que as novas máquinas digitais,são capazes de fazer e se foi aconselhado por um profissional!!!

zazie disse...

E por isso, por ter sido tudo bem preparado pela polícia é que está tão profissional que ele até ficou sentado numa cadeira tão baixa que permite apanhar tudo!

Aquela cadeira é mais baixa que a mesa. Não é só o ângulo de visão que é estratégico.

É o assento que ele tem. E o som é profissional e com microfone.

Assim entende-se. Foi coisa preparada por profissionais. Era impossível ter sido amador a colocar câmara ou telemóvel e por acaso, calhar assim tudo.

O José tem orelhinha que não deixa escapar nada

":O))))

zazie disse...

De tísico, como se costuma dizer

ahahahahhaaha

josé disse...

Bom ouvido e boa vistinha também, graças a Deus...ahahah!

zazie disse...

ehehehe

Mani Pulite disse...

Temos tudo no sitio,também!oh!oh!oh!

vml disse...

Está aqui um excerto (áudio) da entrevista de José Sócrates, à RTP, onde ataca a TVI e elogia o DN.

Carros de música corrida