terça-feira, 19 de abril de 2011

O PS jacobino faz hoje anos


Segundo Público de hoje, o PS faz hoje anos. Como motivo de comemoração, ficam as memórias de um fundador do partido, Rui Mateus e que escreveu um livro"proibido" ( a censura não tem cor) a que o Expresso de 27.1.1996 concedeu quase uma dúzia de páginas.

Uma dessas páginas fica aqui, ao lado da capa da revista do Expresso de então. Pode ler-se no texto, um panegírico interessante a essa figura parda da nossa democracia, no caso acolitada por um certo Carlucci, chave para o mistério que ainda nos assola a existência democrática. Pode ler-se também a razão concreta da sobrevivência política do político mais enganador que jamais tivemos na democracia. E de como começou em Paris: com a ajuda financeira de Manuel Bulhosa, que lhe arranjou um emprego de...consultor. Bulhosa era um esquerdista notório, dono de um banco e da Sacor, símbolos máximos do nosso capitalismo de então. Portanto, um começo simbólico de vida política.

Eles sabem que é assim e que a verdade se saberá. Um dia. Mesmo quando já estiverem mortos e enterrados. O caso ballet rose também se soube.

5 comentários:

tharros disse...

diz-se "ballets rose"

Wegie disse...

De facto o "certo Carlucci" é o personagem mais importante:

Mentor de Donald Rumsfeld esteve envolvido no assassinato de Patrice Lumumba no Congo em 1961, no derrube de Goulart no Brasil em 1964. Segundo a Wikipedia:"He is still very fondly remembered in Portugal among the winners of the November 25 Coup d'État".

Orlando disse...

Há uma versão (integral) do livro em formato digital.

José Domingos disse...

Muito bom de ler, este livro.
Retrata bem,o nivel da gentalha do ps, a começar pelo imperador.
Patricia Pinheiro,também escreveu, umas boas sobre os antifascistas, cá do burgo, pricipescamente reformados.

Josão disse...

pois é, mas eu tenho um exemplar ...
Qualquer dia começo a "reflectir".
Para quando uma re(-)edição?
Watch the dog! (é um "by the way")

Chega-lhes, André!