quinta-feira, 28 de abril de 2011

O que a propaganda esconde

Isto, por exemplo:

O programa eleitoral do PS ontem apresentado por José Sócrates, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, apresenta os números do défice de 2010 que foram corrigidos pelo Instituto Nacional de Estatística no passado dia 23 de Abril.

Ou seja, em vez dos 9,1% reais, refere os 6,8% antes apresentados. Num tom elogioso escreve-se na página 27 que "o défice de 2010 foi de 6,8% do PIB, isto é, menos 2,7 pontos percentuais do que no ano anterior. Este é um indicador evidente do esforço de consolidação realizado." Os números estão errados.


E principalmente isto:

No PEC IV, o verdadeiro programa que o Governo queria seguir, mas que agora já nem sequer pretende impingir, mas vai cumprir porque nem tem alternativa, previa-se o aumento para o dobro do IRS a pagar por reformados com pensões inferiores a 1000 euros.

Quem denuncia esta manigância? Ninguém.

3 comentários:

JC disse...

Caro José:

A notícia aparece agora no Público on line.

Com esta peróla literária:

"A única referência ao valor do défice público de 2010 no Programa Eleitoral do PS respeita aos 6,8 por cento do PIB que se teriam registado caso não o Eurostat não ajustado a metodologia de cálculo em vigor, sendo omisso em relação aos valores superiores já divulgados pelo INE."

http://economia.publico.pt/Noticia/programa-do-ps-ignora-valores-oficiais-do-defice-de-2010_1491720

Floribundus disse...

no largo dos ratos dão-se alvíssaras a quem encontrar o teleponto do pec iv com sampaios para além do deficiente que os lê.

o estado de ileteracia de 80% dos votantes não dá para perceber a mensagem. votam conforme a cara que vêm

miguel disse...

http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=17890

Parece que o PSD quer conhecer o estado das contas públicas e não consegue.Ehehe!
O que terão andado a fazer estes seis anos em que era suposto fiscalizarem a actividade da matilha...perdão,do governo?
Estes partidos do regime são mesmo de pesadelo!

Dura lex, sed latex