sábado, 30 de julho de 2011

Medo, cobardia ou corrupção?

Escrevi ali em baixo que é simples de entender o jornalismo português actual: é feito de medo.
Um medo muito maior, sem comparação, com o que havia antes de 25 de Abril de 1974, com a Pide/Dgs e a tenebrosa ditadura fassista.

Se isto não é verdade, então o medo actual é apenas cobardia. Que também é muito maior que no passado. Ou em último caso, pura e simples corrupção. O jornalismo português deixou de cumprir o seu papel porque se vendeu a interesses espúrios. E tal é corrupção.

95 comentários:

Wegie disse...

Zazie,

Estive a ler os comments do imbecil artigo da Hiena. A dado passo afirmas que: "Os actos terroristas organizados, na História recente do Ocidente, é um facto que pertencem à extrema-esquerda."

E que se passou em Bolonha por exemplo para não citar mais na manhã de 2 de agosto de 1980 quando cerca de 23kg de explosivos detonaram na estação de segunda classe, matando 85 pessoas e ferindo mais de 200 passageiros, no pior atentado da história italiana pós-Segunda Guerra?

josé disse...

A P2 era de direita?

A Mafia é de direita?

As Brigate Rosse eram de esquerda?

Wegie disse...

José,

Pois é essa questão que coloco e que me inspira dúvidas.

zazie disse...

Não sei, rapaz. Só sei que este tem a do islâo e a hiena é filo-kipah.

":OP

zazie disse...

Mas tens razão que o artigo é imbecil.

Eu gostava de ser paga para escrever imbecilidades.

O que achas que será preciso, para além de imbecilidade natural?

zazie disse...

Wegie,

Se te queres rir lê o comentário de uma Maria que também é "jornalista" mas no Económico.

Essa, o comentário que encontrou para o massacre de Oslo é que não é assim que se faz oposição.

ahahahaha

Parecia piada seca mas foi mesmo o que a toina pensou- era um ataque da oposição.

zazie disse...

Ela apareceu no Corta-Fitas e aquilo são umas a seguir às outras. De se chorar a rir.

joserui disse...

Esse atentado de bolonha tem rendido... Praticamente exemplo isolado, tal como este vai render... Será impossível, com os media que temos, a direita descolar deste anormal e do seu fundamentalismo cristão. Se um dirigente de esquerda encravar uma unha, lá virá na imprensa a enésima análise do norueguês cristão e da direita extrema... -- JRF

joserui disse...

Eu conheci pessoalmente um dos acusados falsamente desse atentado de bolonha, o Roberto Fiore... Nao so o condenava como dizia que nao o admirava nada que tivesse sido a extrema esquerda. E disse-me que estava inocente. Mas não podia meter o pé fora de inglaterra sem se arriscar a ser preso imediatamente. Os ingleses é que nisso são bastante independentes, nao havia provas nao havia extradicao.
Fui à wiki e vi que voltou ao activo em itália e é deputado, substituindo a Mussolini. -- JRF

zazie disse...

Que norueguês cristão?

Neste caso essa treta não passa. Leste o manifesto?
É público, altera tudo. Não há lá cristianismo nenhum.

zazie disse...

O que é incrível naquilo é que é tudo citação. Montes de notas de rodapé. Ele papagueia tudo.

Só à conta da treta do cristianismo, tens aqui os links- é tudo tirado da net. Nem um livro aparece.

Source:
http://www.brusselsjournal.com/node/1357
1. http://fjordman.blogspot.com/2005/08/do-we-need-god.html
2. http://www.brusselsjournal.com/node/840
3. http://www.dhimmitude.org/
4. http://www.brusselsjournal.com/node/1051
5. http://www.brusselsjournal.com/node/1053
6. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/004607.php
7. http://www.brusselsjournal.com/node/1055
8. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/007968.php
9. http://news.sky.com/skynews/article/0,,30000-1227104,00.html
10. http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/england/north_yorkshire/5343940.stm
11. http://www.timesonline.co.uk/article/0,,3-1707254,00.html
12. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/007778.php
13. http://www.compassdirect.org/en/display.php?page=breaking&lang=en&length=long&idelement=4530
14. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/013149.php
15. http://www.frontpagemag.com/Articles/ReadArticle.asp?ID=19949
16. http://www.theage.com.au/news/world/egypts-top-christian-leader-denounces-comments/2006/09/16/1158334731782.html
17. http://littlegreenfootballs.com/weblog/?entry=15835&only
18. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/006484.php
19. http://www.chroniclesmagazine.org/cgi-bin/newsviews.cgi/TheBalkans/Kosovo/A_Bishop_s_Lonely_S.html?seemore=y
http://52.094.5.120plusf13:QIwqcku617898918787ЖР
20. http://www.rense.com/general25/bibles.htm
21. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/009438.php
22. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/008666.php
23. http://gatesofvienna.blogspot.com/2006/07/norwegian-authorities-still-covering.html
24. http://fjordman.blogspot.com/2005/12/immigrant-rape-wave-in-sweden.html
25. http://www.jcpa.org/christian-persecution.htm
26. http://www.jihadwatch.org/archives/007975.php
27. http://www.frontpagemag.com/Articles/ReadArticle.asp?ID=20341
28. http://gatesofvienna.blogspot.com/2006/08/multicultural-discourse-in-finland-and.html
29. http://www.brusselsjournal.com/node/1053
30. http://ncronline.org/mainpage/specialdocuments/Pelltranscript.htm
31. http://www.sydney.catholic.org.au/Archbishop/Addresses/200627_681.shtml
32. http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/archives/011442.php
33. http://www.time.com/time/world/article/0,8599,1534640-1,00.html

zazie disse...

O gajo andou anos a ler estas tretas de meia dúzia de chanfrados de extrema-direita.

Se não gostares do nome chama-lhes de "islamófobos", ou coisa que o valha, porque a obsessão dele era exclusivamente essa.

zazie disse...

Quanto aos nossos jornaleiros são idiotas que hão-de dizer que sim ao dono e mais outros que papagueiam tudo.

zazie disse...

Olha, nem de propósito. Costumo receber mails da Porte Latine.

Recebi agora mesmo um que é das tais coisas... a ignorância também faz estragos. A lenda dos 7 Dormentes de Éfeso até teve maior culto e desenvolvimento entre o Islão que alguma vez teve no Catolicismo.

É um tema que me interessa e tenho seguido a iconografia. Qual é o azar de juntarem a tal peregrinação?

Não sei. Na Síria existe uma igreja com culto a meias que é das coisas mais lindas que conheço. Foi-me contado directamente em pormenor por conhecido.

zazie disse...

Esqueci-me do link.

http://www.laportelatine.org/formation/compromissions/messe_et_coran2011_barbarin.php

joserui disse...

Pois não há... A minha questao é essa... Para mim nao ha extrema direita, nao ha cristao, nao ha nada... É a minha tese desde o inicio, que aliás é da Zazie... Há um Norman Bates. Mas vamos ver como rende o norueguês com a miséria de informação que temos. É que não há equilíbrio. . -- JRF

zazie disse...

Uma pergunta: leste o Manifesto.

Eu comentei aquilo tudo no PC em cima do acontecimento. E só agora li por alto.

Altera tudo. O raio dos jornalistas nem ler sabem. Nem contar o que lá vem escrito conseguem.

Também não sei qual é o prurido de negar a catalogação de extrema-direita aos que assim se intitulam. o Robert Spencer é o quê? a tipa do Gates of Viena é o quê ou os do Jornal de Bruxelas e assim?

A questão é que não entram neo-nazis. Mas isso é mais que óbvio, pois para o tipo os inimigos do inimigo são amigos também.

zazie disse...

Essa do Norman Bates foi dita em cima do acontecimento e com informação sexual absolutamente falsa.


Faço de novo a pergunta: leste o Manifesto do tipo?

zazie disse...

Mas neste caso para que raio é que era preciso equilíbrio.

Aí está outra coisa que me encanita.

A sério- irrita-me que se façam médias ou moda das coisas e depois atribuem-se os factos por estatística.

O que me pode interessar são análises baseadas em factos. Que se f**** a cor da ideologia.

Tenho pó a ideologias. Chateia-me que se tenha sempre de ver a etiqueta ou debitar a k7.

zazie disse...

Até vou mais longe- artigos de uma hiena de matos ou do género de um Alberto Gonçalves fazem mais pela escardalhada que um ramalhete do Avante.

zazie disse...

Já agora, para chatear, a hiena de matos é tão escardalha basista quanto um JPP nunca deixará de ser estalinista.

Cada um é para o que nasce. Não vale a pena tentarem alterar a condição.

zazie disse...

Para que não me chateiem com o que pode parecer fixação- nada sei de pessoal da HM mas encanita-me toda a figura de Passionária. E ela é isso- por muito que às avessas.

joserui disse...

Estive a ler os comentários do pasquim blasfémias algp na diagonal... O texto da HM não percebi nada, achei aquilo uma boa oportunidade para estar calada...
Mas sobre a xenofobia e emigração... Eu não me acredito na europa multicultural (com as culturas no nosso meio e em muitos casos a sobreporem-se)... Acredito-me ainda menos na europa como destino de milhões de emigrantes africanos e asiáticos... Na minha maneira de ver, será o fim da europa. A terra fica, o espaço ocupado, mas a europa, desaparece. Inevitável e questão de tempo. Também nao sei se com muito ou pouco barulho.
Este norueguês nao é resposta a nada. Mas se forem tomadas acções concretas a nível politico, onde começa a xenofobia? Eu não sei responder.
Muitos emigrantes foram recebidos nao por caridade ou altos valores ideológicos, mas porque o europeu burguês tornou-se bom demais para muitas tarefas. Tenho muita simpatia por toda essa gente.
Na minha opinião os problemas graves e mais perigosos serão muito mais espontâneos e de massas do que planeados e solitários. Coisas como o que aconteceu em frança. -- JRF

joserui disse...

Para que quero equilíbrio? para formar a opinião. com os mesmos factos. No caso do director da pide, acredito que a esquerda consiga ter um ou dois mongos equilibrados a analisar aquilo... e a direita tem o Nogueira Pinto. Tudo resto é lixo com o qual pessoalmente não perco tempo. Mas cada um sabe de si.
No caso noruega, nao li nem vou ler o manifesto, ando a ler outras coisas de momento. Mas esperava que alguém lesse e me desse umas indicações.
O norman bates para mim bate certo, que interessa o sexualmente? A minha tese é que o homem tem uma obcessão e iria onde fosse preciso teorizá-la, justificá-la e por fim dar-lhe um sentido, executando(-a), matando toda aquela gente preventivamente ou esperando que fosse um catalizador para um levantamento na europa. Errou por um ou dois anos de luz, de resto, é um tolo mais ou menos. -- JRF

zazie disse...

Mas é mais que óbvio que se deve travar a imigração e em particular essa mais problemática.

Só que eles não querem isso- eles querem atear as fogueiras internas para poderem ter razão- para diabolizarem o islão. Por motivos que, quanto a mim, nem começaram nada com a imigração mas com o efeito dos conflitos internacionais.

Por isso é que esta treta tem uma década e não há imigrantes islâmicos apenas há uma década nem houve atentados na Europa, antes do 11 de Setembro.

E, como é mais que óbvio, também não existem luxemburgueses enfiados em Guantanamos nem me lembro que cantões suíços tenham sido invadidos por tropas islâmicas ou que tenha havido shock awe no Alentejo.

zazie disse...

O problema com o tipo é que não se pode dizer que alguém que enfia ideologia pela veia- desde os 23 anos aos 32 nada tenha a ver com ideologia e que era um perverso que podia ter dado em Jack o Estripador.

Não é essa a treta. Há ali fanatismo e mentalização demasiado social- demasiado política para teres um psicopata a descompensar.

joserui disse...

Pois é... a direita também tem os mongos que cada vez mais acredito que merece. A HM e na minha opinião modesta, o Blasfémias praticamente todo, insurgentes e cia. Coitada da direita.
Sobre ser ou não extrema direita, para mim não é... se ele diz que é, power para o homem... também diz que é o salvador da europa e nem por isso vou passar a frequentar a igreja dele. -- JRF

zazie disse...

Mas a pancada armagedónica cheira-me sempre a borrados.

Até o VPV, que até foi dos maiores críticos da invasão do Iraque chegou a entrar numa à hiena e desatou a imaginar basucas do Hamas apontadas à Europa.

Eu pagava para ver uma daquelas armas a chegar cá e para quê. Parecia cena à Raul Solnado.

joserui disse...

Ok, mas como já disse noutro lado, uma autora judia já veio lamentar ter servido de inspiração... ele é muitas coisas contraditórias entre si. Eu gosto mais de dizer que é maçon... um maçon terrorista, meio tolo do miolo. Ou cavaleiro não sei de onde... qualquer coisa assim... ler nos jornais todos que é cristão fundamentalista e da extrema direita tira-me do sério. -- JRF

zazie disse...

Mas, já agora, só por causa das coisas- o tipo cita aquela tralha toda- a minha pergunta- aquela tralha toda também não é extrema-direita?

Então diz-me lá tu o que pode ser extrema-direita e qual o critério. Só por coisas que também parece que ficou tudo maluquinho com medo que lhe caiam os parentes na lama.

":OP

zazie disse...

Claro que lamentam todos. É uma chatice tee-se compilado tanta treta de tão poucos.

Até o bacano do chalupa do Lars lamentou ele ter-se inspirado na Grace

ehehehehe

Fartei-me de rir com essa. É um facto que é o melhor filme do tipo e corre o risco de ser o único. Mas ele não se inspirou nele, para azar do convencido.

zazie disse...

Mas leste o Manifesto?

":OP

zazie disse...

Dizerem que é cristão fundamentalista é absolutamente imbecil. Agora dizerem que é de extrema-direita é dizer o que o próprio dizia e seguia e queria ser a todo o custo, e tentou e levou tampa e depois diz que os inspirou e que inventou o jihadista que faltava para o mesmo que aprendeu lendo-os.

joserui disse...

Hhehe... essa pergunta é lixada... eu sei por experiência própria que é praticamente impossível responder...
O que sei é o seguinte: os grupelhos da chamada extrema direita atraem todo o tipo de anormais e losers em geral... eu passei por uma fase idealista que a essa tropa toda que se fala regularmente levou para a extrema esquerda, a mim levou-me para a direita (mas conheci uns que eram da "extrema direita", passaram por todas as cores e hoje juram a pés juntos pelo BE). E esperava uma certa... digamos... pureza de intenções... mas nada. Havia pessoas impecáveis como em todo o lado e uma maioria de gente esquecível de preferência em pouco tempo. - JRF

zazie disse...

De outro modo saltava a tampa aos 20 e não havia mais nada.

Para ser ele o autor de todo o enredo não andava numa de nerd a copiar servilmente os heróis.

zazie disse...

Mas ele não era militante de extrema-direita. Andou numa cena que nem isso é, eu é fui induzida em erro pelos jornaleiros e tentou levar neo-nazis ingleses na cantiga da islamofobia.

está-se mesmo a ver o que ir para um bando de neo-nazis dizer que os judeus e tal e coisa, não são grande treta mas são bons aliados

ehehehehe

joserui disse...

Quando digo pureza de intenções... coisas simples... droga -- diria que a % de utilizadores de substâncias nos grupelhos de extrema direita, deve ser idêntica à estatística geral... não é por se manifestarem contra que é mais baixa...
O grau de politização era nulo. É muito mais importante o futebol por exemplo, do que "salvar a europa". No futebol depois há um intervalo de radicalismo, racismo e xenofobia... manifesta-se mas só em relação à camisola adversária. Tudo é primário em huh... primeiro grau. -- JRF

zazie disse...

Ah... portanto, tu és como o José- conheces as seitas do Norte da Europa por exemplo caseiro...

Tá bem.

":OP

zazie disse...

Eu pagava para te ver no meio de um motim daqueles animais em Londres.

A sério. Nós vivemos numa ilha e por isso têm tanta piada as análises de "como vai o mundo".

zazie disse...

O gajo era um nerd e só teoria até ao dia para que se estava a preparar.

Nesse aspecto, dou o braço a torcer, o José tem razão.

Não há ali nenhum militante de motins de rua, nenhum militante de extrema-direita.

Mas há um nerd com a cabeça feita de tanto imitar uns cabrões que me parecem mais perigosos. Os tais que conseguem ter duplo discurso- um para cativar, outro para incentivar as franjas por conta própria.

joserui disse...

Os tipos que alguma vez se destacaram pela violência e refiro-me há 20 ou mais anos atrás, agora não sei de nada, eram politicamente nulos, intelectualmente nulos e nulidades em geral. Agiam por conta própria, eventualmente bêbados ou pior, não tinham qq sentido hierárquico e não respondiam perante ninguém... as autoridades da nação sabem disso perfeitamente.
E no entanto eram a "extrema direita". Ainda hoje rende isso. Se surgir um partido sério à direita do CDS, leva com o Alcino Monteiro e o tipo que levou um chuto nos tomates (que até me constou que foi o tacão de uma tipa qq, mas adiante...). -- JRF

joserui disse...

Quase que chegava lá... mas chego rapidamente...
Entre os grupelhos há sempre contactos... por isso conheci o Roberto Fiore... além de procurado pela justiça devido a um brutal atentado, que fazia dele extrema direita? Católico devoto, homem de família (casado com uma espanhola, cinco filhos) e o lema "nem capitalismo, nem comunismo"... mas...
Fiquei no seu "meeting point" (era uma espécie de pensão) gerido por skinheads italianos, que literalmente se fartavam de comer tudo o que batia à porta... de metaleiras a góticas, passando por betas e tudo o que se imagine com saias. Primeiro era o choque, ficavam muito incomodadas, mas depois marchava. Muito me ri por lá. Mas rendia ser skinhead...
Ou seja, quer se queira quer não, certas ideias atraem certo tipo de indivíduos. Que depois podem ou não integrar-se no esquema... mas sou franco... não sei qual é o esquema... acho o Mundo complicado. Este norueguês, até para estes grupelhos era esquisito... -- JRF

joserui disse...

Finalmente sobre a designação... a extrema direita, necessariamente nacionalista, esbarra nos seus próprios ideais bacôcos... porque o nacionalismo primário de uns é a desgraça dos outros.
Isto tornou-se óbvio rapidamente... andava eu com o Roberto Fiore em Londres e outro amigo (primo de um caceteiro do PS com dois L no nome), fomos à estação esperar um da Irlanda do Norte... e eu disse ao tal amigo — vê lá se não abres a boca com o IRA (que apesar de ser de esquerda, era admirado -- é só mais um exemplo da beleza da coisa).
Aparece um tipo de camuflado de cima abaixo, como se tivesse acabado de chegar da frente de batalha... mais um cromo descomunal... fomos para um salão de chá (autêntico)... Ainda o cú não tinha chegado à cadeira, já o cromo que me acompanhava estava a perguntar sobre o IRA... Jesus Cristo... estava a ver que éramos expulsos... o irlandês do norte ia tendo uma apoplexia... cum canecos... nem sei se os nomes que lhes chamou estão todos no dicionário...
E eu a pensar... — algo me diz que a "extrema direita" da Irlanda, não se dá lá muito bem com os ingleses... qual é o papel deste Fiore no meio disto tudo? São muito católicos na Irlanda... e este camuflado tresanda a inimigo dos católicos...
Ou seja, que os personagens existem não haja dúvida... que cheguem a ser algo de consequente, duvido... que um deles volta e meia avarie, também é provável... -- JRF

joserui disse...

Mas diga-me uma coisa Zazie... essas turbas da extrema direita com as quais nunca estive em motins, fazem-nos a propósito de quê? Não me tem constado.
Quando na tv há motins, quem invariavelmente aparece são os vulgo anarcas... mais conhecidos por jovens... Da extrema direita não tenho visto ninguém (não é ironia) e se aparecessem não deixariam de ser assinalados... acho eu. "Extrema direita" costuma ser a polícia... hehehe... porque anda para lá a dar umas varadas... -- JRF

Monchique disse...

A SIC/expresso etc está contra o governo porque entendem que o parolo do português deve continuar a pagar impostos para os prejuízos da rtp e etc para o balsemão andar a passeara pelo mundo e a jogar cartas e a viver à rica e à francesa À CUSTA DOS NOSSOS IMPOSTOS; a tvi foi buscar à rtp 2 "Tratantes" que já sabem como é o "trato" para serem a voz do patrão, patrão que não descansou enquanto em devida altura não pôs fora o marcelo que dizia mal do governo da altura; depois pôs fora a manuela moura guedes porque diziz mal de outro governo. Uma "cáca" mal cheirosa estes órgãos de informação.

Wegie disse...

Zazie e joserui o tipo define-se como um conservador e um cristão identitário ou seja um fanático e não um louco; um conservador e não um fascista; e um homem que actuou não movido pela religião, mas por objectivos religiosos. O uso que faz da religião é instrumental (ou oportunista). Interessam-lhe a cristandade e os cruzados enquanto bandeiras guerreiras.

Wegie disse...

Ainda sobre Bolonha: Não é um episodio isolado:

O atentado bombista dentro do Banco Nacional de Agricultura, na Piazza Fontana da cidade de Milão, em Itália, a 12 de Dezembro de 1969, que matou 17 pessoas e feriu 88.

- O atentado bombista de Bolonha – uma bomba explodiu na estação central ferroviária de Bolonha, em Itália, a 2 de Agosto de 1980. Morreram 85 pessoas e 200 ficaram feridas.

- Os massacres de Brabant, na Bélgica, que decorreram entre 1982 e 1985 e nos quais morreram 28 pessoas e outras 20 ficaram feridas.

- O atentado bombista na Oktoberfest de Munique, na Alemanha, a 26 de Setembro de 1980, onde morreram 13 pessoas e 201 ficaram feridas, 68 com gravidade.

joserui disse...

Wegie, se recuar mais um bocadinho, vai até aos anos 30 e deve haver mais...
Hoje no Económico online via sunday telegraph: este fundamentalista cristão anti-muçulmano realizou as suas compras através de uma conta com o nome ‘andrewbrei'.
Vai ser difícil descolar o título. Mas pelo menos é um artigo que não menciona a extrema direita hehege... -- JRF

lusitânea disse...

Mais nada?Pois cá por mim é assim:cada macaco no seu galho!E potenciais inimigos longe!E sim nacionalista!Adepto de uma nação coesa social e culturalmente no SEU território.O resto a convite,bem comportadinho e sempre reversível.Não existe essa coisa de " a pátria é onde nos sentimos bem e nos pagam" principalmente sem deveres!

lusitânea disse...

Mas não deixa de ser curioso que em "democracia" a média de mesquitas seja de 1 por ano...as "legais" claro...

joserui disse...

Pois é Lusitânea... Em nós, com história e fronteiras de 1000 anos, até nos ficava bem um nacionalismo. Em sítios conturbados, o nacionalismo aniquila-se a si mesmo.
Dito isto, vejo mais nacionalismo num salpicão caseiro, do que num bando de energúmenos aos berros; é mais nacionalista um profissional que produz português de qualidade do que o que anda para aí a perseguir minorias. -- JRF

lusitânea disse...

Com tanto gajo e gaja que sempre traiu em Portugal e que ajudou a acabar com as "colónias" não me surpreende que acabada essa fase passem nas calmas para a outra fase:colonizar-nos.Porque afinal o salpicão é que é "nacional" não interessando que ele seja feito por um preto ou um muçulmano ou pelo dois em um que é maioritariamente o nosso caso...
Mas existe um pequeno pormenor que mais cedo ou mais tarde vai dar cabo disso tudo:por cima precisamos de PAGAR...

lusitânea disse...

E agora que todos andam a pagar o humanismo vai desaparecer muito depressa...porque havia por aí muita malta que julgava que quem pagava era só o vizinho...

lusitânea disse...

Claro está que os "revolucionários" sabem bem que é com "propaganda" que se conduzem as massas.Daí serem os jornalistas a "difundir a boa nova" ou seja a banha da cobra necessária.Como eles próprios não concordam muito com o "produto" têm que ser bem pagos para esquecerem os problemas de consciência.Gajos a receberem 14000 euros por mês?Para ajudarem a nivelar isto por África?Porra...

Wegie disse...

Esta linguagem do lusitano com imagem de guerreiro galaico sobre "traidores" sugere uma ligação intima com o Breivick.

Maria disse...

Acabei de ser avisada pelo blogger que "lamenta" mas o meu comentário não foi enviado. Pois claro, com o que escrevi pondo a nu o projecto mundialista - de que esta última tragédia norueguesa foi só mais um episódio colateral - só é natural que assim seja. Mas voltarei ao assunto um dia destes. Veremos então o que sucede...
Maria

joserui disse...

Eu nao disse que concordava com o estado de coisas. Desgosta-me, mas além de mandar uns comentários, nao vou fazer mais nada sobre o assunto.
Nao sei onde compra o salpicao, mas eu mudava de mercearia. Aliás era capaz até de mudar de ares.
Bem pior que emigrantes a fazer trabalho que o português nao quer, é a subserviência económica e politica a angola. Quem nos trouxe até aqui que eu saiba é branco.
Como é que se aplica a sua conversa aos milhoes de portugueses emigrados? Tudo embora? Vou tomar nota. -- JRF

Wegie disse...

Isto está a azedar...Eu só gostava é de saber como é que o marado conseguiu milagrosamente 80.000€ na conta sem fazer nenhum.

zazie disse...

é mais nacionalista um profissional que produz português de qualidade do que o que anda para aí a perseguir minorias.

clap,clap, clap, clap.

Quem quer que se julga no direito de insultar o próximo em nome de superioridade de que ordem for, é uma besta.

Já agora- a "a minha tese é esta"- não sirvas a quem serviu nem peças a quem pediu.

O pé descalço que foi para África para ter sobado a servi-lo é um personagem que nunca me merecerá respeito.

Fossem para Dusseldorf que era Europa e viam como eram tratados os emigrantes portugueses- a pontapé.

Um povo de emigrantes e de mistura de raças só por anedota pode temer contágio de "impuros".

zazie disse...

«Eu só gostava é de saber como é que o marado conseguiu milagrosamente 80.000€ na conta sem fazer nenhum.»

É, existem uns detalhes que também me escapam.

Ou seja- um tipo aos 23 anos não fica assim sozinho. Psicopata por psicopata tinha tido um ataque familiar ou esfaqueada uma namorada ou coisa no género.

Aquela cabeça foi feita. A dúvida é se foi feita sozinha.

E, se não foi feita sozinha, não precisou de "extrema-direita" para a fazer. Siga-se o ódio aos muçulmanos e a resposta há-de estar por aí.

Aquela cena maçónica onde ninguém notou que não batia bem da bola (mas os neo-nazis toparam-lhe a pancada logo) é estranha- Andou lá tantos anos e entrou com padrinhos VIP e foi promovido ao 5º grau há um ano, apenas? Quando há muito que tinha largado o trabalho e vivia em casa da mãe...

zazie disse...

Mas ele diz que vendeu o apartamento. E deu para comprar a quinta e ainda pagava à mãe a estadia.

Não sei. A minúcia com todos os tostões não parece de quem esteja a mentir.

Aliás, ele não mente. O que até contraria o tal retrato das características de um psicopata. Ele encobria, que é diferente. Não dá ideia que fosse um manipulador do próximo.

Dá mais de um despeitado por não conseguir apoio para a anormalidade.

A ideia de se tornar mártir não é nada comum. Parece que acabou por se tornar no jihadista que temia.

josé disse...

Zazie: este tipo é do mesmo género daqueles que vai a uma escola e dispara a eito.

Mesmo problema. O ter ideias confusas de extremista é apenas um ersatz. O essencial é a loucura do tipo. E não acredito em conspirações de extrema-direita consequentes.

Pode haver por aí ideias desse género, mas não passam disso. Hitler houve um e num contexto muito específico.

Este pequenos imitadores de Hannibal Lecter são apenas uma variante da loucura possível num ser humano.

zazie disse...

Eu acho que o José é bem capaz de ter razão.

A tipologia patológica pode ser essa.

Mas leu o Manifesto? como explica 9 anos de mentalização ideológica para chegar ao fim e falar na imensa graç que vai receber pelo acto- ele actuou como um mártir.

Ora um tipo desses de mortes em escolas não anda 9 anos a preparar teoria para o acto e não tem 32 anos. É adolescente.

Como explica esta diferença de monta?

zazie disse...

Eu posso concordar que a loucura latente é determinante.

E até diria que bastava se não existisse a longa preparação, a busca de seguidores, as viagens e idolatria por todos aqueles tipos que cita e se não se tivesse tornado literalmente- num jihadista.

Não tenho resposta para isto. Se fosse islânico tinha-a. Bastava o contexto político e a religião para poder ir por aí.

Mas este vive num país mais que calmo- ele próprio conta que nunca foi mais vítima de imigrante muçulmano que de outro marginal qualquer. A cena com o muçulmano nada tem de fetiche paterno ou assim, que caracteriza os mass killers adolescentes- é puramente abstracta- é pura ideologia.

Não sei. Não encontro nenhuma classificação porque nos falta informação. E não há paralelo. Mesmo o do Oklahoma é outra coisa- era militar, tinha prática militarizada com outros- não era um clean teórico.

Este é um obsessivo, um maníaco por tipologias classificativas, um louco que quer ser mártir mas também alguém que não inventou nada da ideologia nem do discurso- há por aí réplicas pacíficas a magote. Só falta o pastiche do cruzado.

E eu ia jurar que nem isto foi inventado por ele. Porque ele papagueava tudo. Só no diário tem marca pessoal- o resto é papaguear e fazer copy paste. Até as definições são retiradas da Wikipédia ou sintetizadas do que o tal FJorman ou o Robert Spencer ou a tarada das portas de Viena dizem.

josé disse...

O Manifesto para mim é apenas um sinal da loucura em progresso. Poderia lá estar fosse o que fosse, até a doutrinação do Jim Jones que não mudava o essencial: a obsessão numa coisa qualquer que provocasse tragédia.

Veja por exemplo a história de

zazie disse...

Mas eu também não acredito em conspirações da extrema direita.

Nem pouco mais ou menos. Não foi isso que eu disse.

O que eu duvido é que o tal Ersatz tenha sido descoberto por ele e que teoricamente não houve cabeça feita por ninguém- ao vivo- com conhecimento directo com o gajo.

Aliás, a página do facebook foi alterada, já depois de ele ter feito o massacre.

josé disse...

Timothy McVeigh

zazie disse...

José- e porquê tornar-se no jihadista e não noutra coisa?

De onde vem tanta realidade social- tanto retrato da Noruega- dos 23 anos 32?

Como é possível alguém mentalizar-se para algo tão utópico só por precisar de matar?

E como é que pode ter ainda julgamento moral, despedir-se dos amigos, reflectir sobre a maldade e ilibar-se, como se fosse um muçulmano jihadista, por ir receber uma enorme graça pelo acto.

E porque é que, sabendo que não escapava, ainda diz que gostava de terminar na igreja do bairro, quando em parte alguma ele se mostra religioso e a religião apenas aparece para preencher um boneco gémeo do terrorista jihadista islâmico.

josé disse...

Mesmo que o tipo tenha tido contactos com grupos ou pessoas concretas isso será natural porque a psicopatia não era do género que impediria de tal. Aliás é mesmo normal que tal tenha sucedido o que não significa que houve conspiração para a matança. Pode haver conspiração para outra coisa qualquer como organizar um movimento esotérico ou whatever.Mas daí concluir que tal incluía morticínio em massa não acredito porque não tem lógica perante os elementos que há.
Nem sequer o facto de haver planos para atacar não sei onde mais.

O tipo devia até ter planos para incendiar o mundo...

zazie disse...

Mas o Timothy era militar. Tinha treino de guerra, tinha grupo. Este não e não mata o inimigo, ele mata para alerta e até deseja que os islâmicos façam o mesmo para a tal purificação da Europa.

Este sacrificou-se. O outro fez um atentado. isso é demasiado diferente.

josé disse...

Tudo o que indicou compatibiliza-se com a ideia que faço do tipo: marado completamente.

josé disse...

Mas então entremos nessa lógica: o que raio vai mudar depois do que o maluco fez? Matar algumas dezenas de pessoas, numa ilha adianta o quê, para toda a parafernália ideológica do maluco? Nada de nada. E não foi porque algo correu mal porque segundo a perspectiva do tipo até correu bem.

Para mim não é preciso ararnjar explicações difíceis quando as mais simples e coerentes estão á mão.

josé disse...

A razão porque não acredito em teorias de conspiração reside apenas nisso: as explicações rebuscadas em vez das mais simples e coerentes desacreditam-se a si mesmas.

zazie disse...

«Pode haver conspiração para outra coisa qualquer como organizar um movimento esotérico ou whatever»

E de acordo que a matança nada tem de plano colectivo.

Até aí concordo. E é um facto que no manifesto se nota o crescendo de loucura. Quando aparece a figura do cruzado já a matança está a falar mais alto.

Mas, mesmo assim, a minha pergunta é de onde vem a mistura aos 32 anos.

Falta demasiada coisa pessoal para um ocidental se sacrificar, com tanto tempo de antecedência, tanto plano e nunca sair nada de trauma pessoal.

Apenas o status, o status que tinha, que deixou por uma causa maior, um sacrifício ascético. Até a sexualidade não é a do tarado do género.

Este não é rabeta nem impotente- torna-se casto- como um cruzado- para a missão.

Não sei. È demasiado adulto para uma tara tão grande não ter eclodido mais cedo e pouco adulto para haver explicação por apenas raiva. Ele não tem raiva, sequer.

Ele engavetou a humanidade nas 3 tipologias de traidores. Só me lembro dos fetiches do Sade com a aritmética. Ele "afogou-se em números à Greenway.

Nem me estava a lembrar mas ele tem demasiadas referências cinéfilas à adolescente e demasiada teoria papgueada como se fosse gente grande sem o ser.

Mas demorou 9 anos. E esse aspecto ultrapassa-me.

zazie disse...

Sim, completamente marado. Estamos de acordo.

Agora a pergunta- acha que os maçónicos do clube nunca poderiam dar por uma tara destas que se nota até quando indica por horas e minutos o tempo de estudo na vida?

zazie disse...

« E não foi porque algo correu mal porque segundo a perspectiva do tipo até correu bem.

Sim, mesmo que o advogado agora diga que o plano era muito maior, a partir do momento que se lembra de ir para ilha- e isso estava mais que planeado- só podia ou ser morto ou preso. Acabava aí.

E aí, sim, aí salta a matança com as pessoas a caírem à sua frente- com a perseguição como se fosse um serial killer. Nenhum jihadista alguma vez fez isto.

Não há explicação para se lembrar da ilha dentro da racionalidade da cruzada. A não ser acabar com o partido- com " a ninhada".

E é por isso que eu nem sei se o ódio maior era ao muçulmano em quem nunca tocou, se aos noruegueses- se às pessoas iguais a ele que deviam ser abatidas por efeito da tal "traição".

zazie disse...

Essa perseguição na ilha é a marca pessoal. A da tara que já devia ter treinado nos jogos de consola.

E isso é o que falta para ser a réplica do jihadista. Mesmo os terroristas islâmicos, quando matam dos seus, por serem traidores, fazem-no sem ver- por bomba- rebentam no momento do acto.

josé disse...

Sabe, estive a ler numa antiga Vanity Fair de 2010 ( ando a reorganizar o meu arquivo, o que faço regularmente) que o primeiro indivíduo que apostou em credit default swaps, em 2005, salvo o erro, foi um indivíduo com cerca de trinta anos, cego de uma vista e que se formou em medicina e exercia num hospital ao mesmo tempo que passava horas a estudar o mecanismo bolsista porque tinha tendência para se isolar socialmente e conseguia ler números atrás de números em lista que lhe davam indicações sobre as empresas em que apostava.
Concentrava-se tanto no assunto que conseguia ler o que outros não eram capazes: horas e horas de estudo minucioso das tendências de mercado.
Em 2007 ou para aí, a Goldman Sachs descobriu-o e deu-lhe parceria em negócios com cds.
Em 2008 enquanto as restantes firmas ganhavam 2 ou 3 por cento o tipo ultrapassava os 200.
Durante alguns anos o indivíduo pensou que o facto de se isolar e ter capacidade de se concentrar daquele modo tinha a ver com a circunstancia de ser cego de uma vista e ter olho de vidro.
Mas casou e teve um filho que aos 4 anos apresentava sinais parecidos com os que ele tivera. A mulher levou-o a um psico que descobriu a doença de Aesperger, uma forma mitigada de autismo.
E o tipo fez o mesmo teste e desobriu que afinal era também autista desse modo.

E foi isso que explicou o sucesso do gajo...

Neste caso deste maluno o cocktail de avarias mentais pode ser sofisticado.

josé disse...

Os Cátaros e as seitas milenaristas tinham adeptos completamente marados que eram atraídos pela pureza do ideal.

Como estavam no seio de comunidades religiosas como é que lidavam com pulsão homicida?

Justificando religiosamente as purgas.

zazie disse...

Ah! que incrível essa história do inventor dos CDS!

Não sabia. Isso é uma coisa absolutamente incrível.

Tem razão- há-de haver muito mais tara que dá para tanto tão diferente...

E sim, lembrou bem os milenaristas porque esses é que fizeram as matanças aquando das cruzadas e até os cruzados tinham medo deles. Foi preciso o Papa proteger os islâmicos desses tarados.

E eram isso- um misto de megalomonia e pertenço despojo. Ou o inverso- despojam-se por megalomania. Os flagelantes eram outros iguais.

zazie disse...

Eu não sabia que um autista podia ter esses dons.

E o facto de ser cego e ver melhor interiormente é fabuloso. Acho que o Miguel Ângelo já teorizava o mesmo.

zazie disse...

É o dom do "desenho=desígnio=projecto".

joserui disse...

Zazie, é uma crítica e um elogio: com a sua perspicácia acertou à primeira -- Norman Bates. Depois por excesso de info imprecisa e eventualmente pouco fiável, complicou.
Os jihadistas já fizeram o mesmo, várias vezes. Nos hotéis da India por exemplo.
Esse dos cds apareceu no 60 minutos há uns tempos. Ele não os inventou, apostava na descida, no estouro, enquanto todos os outros andavam cegos pela riqueza saída do éter. -- JRF

joserui disse...

Asperger é um autismo muito ligeiro... eu desconfio que sofro do mal, tal como a minha filha. Mas é auto-diagnóstico... talvez leve a filha a um especialista em breve. Um dos sintomas frequentes é ser-se muito bom no que nos interessa e muito mau (ao ponto de ser dolorosamente impossível) no que não nos interessa. Hiper sensibilidade que alguns confundem com "poderes", manias, compulsões, alheamento para mundos distantes, nulidades sociais...
Tenho um amigo também a sofrer do mesmo com um filho idem um pouco acentuado, tem de ser medicado antes das aulas e tem de se mudar alguns hábitos. Nada de grave! -- JRF

josé disse...

Não inventou, porque já existiam e precisamente na Goldman Sachs. Mas não no sector das obrigações do subprime. Nesse foi ele o primeiro porque apostou que dali a cinco anos haveria crise e portanto começou a comprar seguros para essa eventualidade. Os tais cds. E acertou ao contrário de outros que não o previram.

Karocha disse...

Respondendo ao titulo do post; TUDO.

joserui disse...

Hehe... coitada da Karocha... teve de aturar 80 comentários completamente ao lado para voltar ao tema! Peço desculpa!... -- JRF

joserui disse...

Acho que houve dois que facturaram algo como 1000 milhões durante o início desta crise... não sei se um foi esse. -- JRF

Karocha disse...

joserui

Estive a ler e com muito interesse, convém aprender com que sabe ;-)

skeptikos disse...

Por falar em corrupção, crise, tudo negócios escaldantes que nos fazem sentir muitos calores, sobretudo na área da carteira. Que tal as recentes negociatas bancárias nacionais, com lucros pornográficos para o privado e prejuízos obscenos para o público. Um verdadeiro escândalo, ou holocausto para os contribuintes nacionais. Para além dos piratas colocados na CGD, temos agora o BIC - escolha do governo – a comprar o BPN nestes moldes: http://www.ionline.pt/conteudo/140541-bic-ganha-bpn-e-estado-paga-custos-dos-despedimentos , embora houvesse uma suposta oferta de um tal NEI no valor de 100M€: http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1938865.
Vai-nos também sair do bolso os 3500M€ da CGD lá enterrados. E como "os amigos são para ocasiões", convém também somar os milhões do amigo Duarte Lima: http://crimeejustica.blogspot.com/2011/07/domingos-duarte-lima-escondeu.html.
Conclusão: Bom negócio para o BIC em que Américo Amorim detém 25%, através da Amorim Projectos e Isabel dos Santos, filha do presidente angolano José Eduardo dos Santos, outros 25%, restantes aqui: http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1940104&seccao=Dinheiro+Vivo Mais aqui: http://kuribeka.com.sapo.pt/isabel_santos.htm
Agradeçamos aos governos sócrates e aos governos anteriores todas as patifarias que iremos pagar e de que jamais nos iremos libertar, nós, as gerações mais ou menos jovens e as que hão-de vir.
Mas como um mal nunca vem só, nem há uma sem duas, ou três… ou mais, aposto que vem aí mais uma m.... para o contribuinte limpar, dado que o BCP lixo e liso está em fase de saldos para o CH: http://economico.sapo.pt/noticias/bcp-faz-desconto-a-quem-liquidar-o-credito-a-habitacao_123734.html

zazie disse...

José Rui,

Eu, se calhar compliquei, por haver ali demasiada ideologia e faltar a tara sexual explícita.

Mas, isto não se arruma com etiquetas e, quanto à "inspiração ideológica" que leva ao esquema dos traidores - a obsessão, está lá, no manifesto, de forma pacífica, é mainstream.

E o que eu via e ainda vejo de complicado é como é que alguém que se afasta da realidade, para desenvolver a patologia e a preparação para a matança, pode, ao mesmo tempo, ser tão "realistas"- pegar num suposto "problema social" e numa obsessão que so citados no manifesto também a têm.

zazie disse...

Mas posso confessar que também tenho as minhas embirrações wilderescas um tanto obsessivas

ahahahhahaha

Não sei explicar. Eu tenho pó à demagogia que consegue passar por sensatez e tornar-se populista.

zazie disse...

Como é óbvio, refiro-me aos casos em que esses populistas são cegos e a demagogia funciona para apelar às tripas, ainda que eles não o demonstrem.

Carlos disse...

José,

Sobrevivência.

Wegie disse...

Don't worry! Aqui neste rectangulo a coisa mais parecida que temos é a Béu Coutinho. Uma tia de Cascais que nem concorda com o marado pq ele é pró-semita, que horror!!! Ainda se fosse anti-semita...