sábado, 16 de julho de 2011

O capitalismo pode assim ser?

Esta é a segunda parte da tranche de ontem. Olivier Pastré não faz parte dos "economistas aterrados" nem me parece aterrador como os do CES de Coimbra. Et pourtant il pense.

2 comentários:

Wegie disse...

Bastante mais sólido.

Wegie disse...

Mais sólido do que o Gasparelho que apareceu na TV a dissertar asneiras sobre o imposto e outras coisas tais como:

A ideia de que os juros não pagam para não afectar a poupança é falsa. Pois, como lembrou M Beleza se se tributa os salários também tributa a poupança que eles contêm.

Os anúncios de que 50% não pagam isto ou 60% pagam aquilo servem só para esconder que aquilo é mesmo uma taxa constante a partir de um certo rendimento, ou seja, é um imposto injusto.

O discurso de contexto cheio de problemas de interpretação omo a ideia de que Portugal era fechado ao capital estrangeiro e agora já não, ou que as privatizações de, o quê?, 1%? do PIB vão mudar o país.


Portugal ultrapassou a armadilha malthusiana em 2000 (sic)

Finalmente, porque há o antecedente de Durão Barroso que fez algo de parecido, isto é, apertou a economia, com o que teve resultados pouco brilhantes, como podemos facilmente recordar.