sábado, 16 de julho de 2011

Para quem é, bacalhau basta

O Expresso de hoje, dirigido pelo cretino Costa, noticiou na primeira página que o "Governo pediu às secretas relatório sobre Bairrão".
A resposta não se fez esperar:

O Governo divulgou hoje uma nota a desmentir que tenha recolhido ou mandado recolher junto dos serviços secretos informações sobre o ex-administrador da TVI Bernardo Bairrão como noticia hoje o semanário Expresso.

O caso é típico desta piolheira em que nos encontramos. O Governo, o primeiro ministro ou o seu principal ajudante de campo, Miguel Relvas, lá entendeu que o tal Bairrão era uma boa aquisição para um ministério sensível, o da Administração Interna. Vá lá saber-se porquê, mas isso agora não interessa nada, como dizia o outro.
Alguém, ao saber que o Bairrão era figura perigosa, por motivos alheados, avisou quem de direito. Cuidado! O gajo tem telhados de vidro em Angola ou Brasil ou coisa assim. E foi um ar que se lhe deu, ao Bairrão, porque a informação vinha demolhada e pronta a cozinhar. Quem a deu? Mas isso interessa alguma coisa, para se escolher um ajudante de ministro? Alguma vez interessou saber porque raio se escolheu um José Magalhães, muito versado em criticals softwares cripticamente recolhidas, para ajudar um jacobino na Justiça? Não, nunca interessou.
Mas agora interessa ao cretino que dirige o jornal arranjar uma notícia bombástica à míngua de outras que revelem o estado calamitoso do jornal. E pimba!
O Governo que tomou posse dias antes, segundo aquela cacha, pediu aos "serviços de informação", ou aos "serviços secretos" ( tanto lhe faz ao Costa porque para quem é bacalhau basta) que "elaborasse um relatórico" e pediu "informação detalhada" sobre o administrador da TVI.
Ou seja, os tais "serviços secretos " não identificados, servem para tal tarefa e são colocados na berlinda por tal efeito. Oficialmente, segundo o jornal que tem boas fontes nos "serviços secretos" ( pudera, com o que vem de trás...) alguém do governo quis saber coisas sobre o tal Bairrão que só os "serviços secretos" poderiam saber! Incrível? Pois sim.
Quem são os tais "serviços secretos" não nomeados? O SIS, ainda dirigido por pessoas afectas politicamente ao anterior governo e o SIEDM. Ao não dizer quem foi, o cretino Costa está a apontar o dedo...e com um objectivo bem preciso: continuar a senda da jacobinização. Já agora porque não relata a razão concreta da não indigitação do visado? A fonte não lhe terá dito?

2 comentários:

José Domingos disse...

Tem que começar a deszatizaçaão, do aparelho de estado. Os criminosos, continuam a servis, os antigos donos.

Mani Pulite disse...

O PANO DE FUNDO É A INDISPENSÁVEL PRIVATIZAÇÃO DA RTP, BALUARTE DO PODER SOCIALISTA.O FALIDO BALSA DA BOSTA DA BOLSA TUDO FAZ PARA O EVITAR.SE NECESSÁRIO TENTANDO RESSUSCITAR O SÓCRETINO DE ALÉM TÚMULO.ESQUECE QUE VAI LEVAR COM A TROIKA EM CIMA.

Opus diabolus