sexta-feira, 22 de julho de 2011

"Porreiro, pá!"

Segundo o Público de hoje o "Governo mantém procurador-geral da República até 2012".

Cita ainda o actual PGR como tendo proclamado publicamente, dois dias após as últimas eleições: " A autonomia externa do MP significa que não tem nenhuma dependência do Governo. Portanto, eu não tenho rigorosamente nada a ver com o Governo".
Tem razão Pinto Monteiro: quem o indigitou para o lugar, foi o anterior Governo...

Quanto ao resto, estamos conversados se a notícia for verdadeira e tiver sumo institucional. Afinal a "fonte" anónima terá sido um membro do actual executivo. O jornal ainda acrescenta que " a manutenção de Pinto Monteiro no cargo é também bem vista em Belém."

O círculo viciou-se.

7 comentários:

Carlos disse...

Quem perfeito serviu, perfeito pode continuar a servir. Diria até - com muito mais experiência!

Vitor disse...

Também acho, Carlos.
Não sei se a "situação" resistirá a também ela poder contar com tão boas prestações de tal Beirão.
Este agarrado que nem lapa irá terminar a carreira com estas manchas. E serão destas que todos lembrarão.
O governo não quererá apresentar a proposta de dispensa dos serviços do dito se não souber que será essa a intensão do sr professor.
Este está agradecido ao dito porque foi poupado de dissabores que determinadas mais valias poderiam provocar.
Assim, tudo na mesma para haver paz no cantinho.
Nós, os que acreditámos em mudança, é que começamos a duvidar.
Vamos aguardando e ver ... até quando.

Karocha disse...

No Portugal profundo, dizem que o próximo PGR, vai ser a Cândida Almeida!

Vitor disse...

karocha, na tropa dizem: livrai-me senhor da nossa artilharia que do inimigo me livro eu.

Camilo disse...

Àmen!!!

Karocha disse...

Vitor

Explique, como não andei na tropa, como me livro do inimigo e, já agora amigo Camilo, explique também!

Carlos disse...

Karocha,

Permita-me a intromissão.
Em minha opinião: reconheça-lhe toda a superioridade e a seguir, ignore-o. Pura e simpesmente.

Comé qué?