Páginas

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Contra o gangsterismo dos advogados, exames à Marinho e Pinto

 R.R.:

O bastonário da Ordem dos Advogados quer mais exigência nos exames a que os jovens advogados são sujeitos, de modo a evitar criar-se uma profissão de “gangsters”.

“A Ordem vendia cédulas profissionais a quem não estava preparado para exercer a advocacia. E nós já temos demasiados advogados na cadeia e muitos a fugir à justiça. Não queremos uma função de ‘gangsters’, mas uma profissão de homens e mulheres em quem se possa confiar”, afirma Marinho Pinto à Renascença.


Marinho e Pinto escolhe palavras fortes para passar a sua mensagem. Para evitar que haja advogados que cometam crimes, zumba!- exames com rigor inaudito e destinados a filtrar os maus das fitas.
Há uns anos em Coimbra, um advogado foi preso por malfeitorias. Tinha sido assistente de processo penal...provavelmente professor de Marinho e Pinto. Portanto, a sua lógica é impecável, como sempre.

4 comentários:

Floribundus disse...

a proletarização de parte da classe pelos 'tubarões' dos gabinetes de consultores politicos levou muitos a desistir, muitos a roubar os clientes e alguns à cadeia.
sá ladrão, meu ex-advogado e obreiro em loja da viúva, roubou-me e bateu-me na rua. anda na máior. compra e vende testemunhas. falsifica contabuilidade de empresas. e muyito mais

Joaquim Pereira disse...

Bem visto!

S.T. disse...

Já tínhamos os melhores médicos do mundo , agora passamos a ter os melhores juristas também . Antevejo dias risonhos para Portugal...

Fernando João Fernandes Oliveira Martins disse...

"Há uns anos em Coimbra, um advogado foi preso por malfeitorias. Tinha sido assistente de processo penal"

Penso que, quando foi apanhado, por uma impressão digital de dedo mindinho no material roubado pelo seu gangue, ainda era assistente da UC, para vergonha da (minha) Universidade...