sexta-feira, 13 de abril de 2012

A Choldra

Sol:

O fundador do PS dá mostras de estar longe de se ter reformado da política. Quando Passos Coelho foi eleito primeiro-ministro, convidou-o para jantar em sua casa. E esta semana, num programa da RTP, revelou que já visitou José Sócrates «duas vezes em Paris» e que este «está muito bem».

A gente às vezes pergunta-se porque é que este governo tem sido como é, em relação ao passado socialista. As explicações mais simples são sempre as melhores: é como é porque tem que ser.

7 comentários:

Neo disse...

Il capo di tutti capi.

Floribundus disse...

filhos de padre
chamam ao pai 'padrinho'

Vivendi disse...

Ainda bem que o filho não tem capacidade de levar avante uma dinastia.

Mani Pulite disse...

Nada de nos preocuparmos.O Estado paga tudo.

zazie disse...

Vergonha

hajapachorra disse...

Não haverá aí pelo meio um ângelo? Belzebu serve-se sempre dos seus íncubos e súcubos. Filhos da fornicação.

zazie disse...

Pois tem de haver. Logo que ele apareceu disse isso- quando não se sabe nada de alguém, o melhor é ver quem é o padrinho.

E

O CM descobriu os ciganos!