quarta-feira, 11 de abril de 2012

A Maçonaria em efervescência...mais uma festa, pá!

InVerbis:

Até ao final desta semana deverá dar entrada no Parlamento a lista de nomes que serão votados para o Tribunal Constitucional (TC). Assim o decidiram PS e PSD, num acordo informal preparatório da eleição, marcada para o próximo dia 20 e em que se exige maioria de dois terços, ou seja, o acordo da coligação no Governo e dos socialistas. Em causa estão quatro lugares vagos entre os conselheiros que compõem o TC, um dos quais o do próprio presidente, já que Moura Ramos termina hoje oficialmente o seu mandato de nove anos.

Entre os quatro nomes designados, um deles será indicado pelo PS e três pelo PSD e CDS-PP. Destes últimos, um deles não será votado, já que as regras mandam que seja cooptado (escolhido pelos restantes juizes do TC), mas há também o hábito de ser indicado pelo partido que a tal tem direito. Isto porque, em regra, pretende-se que haja um equilíbrio de forças políticas no tribunal. O corpo de magistrados escolhe o presidente, mas também aí há uma regra de alternância. Isso significa que desta vez caberá ao PS indicar o futuro presidente, já que Rui Moura Ramos foi designado pelos sociais democratas. O nome, no entanto, não tem de ser o do juiz que for agora designado, ou seja, pode ser um magistrado que já esteja no Tribunal.

Já foram escolhidos os nomes para os lugares vagos no Constitucional. Juristas, obviamente. Escolhidos maioritariamente pelo CDS-PP e pelo PS. No caso tanto fará. Quem escolheu já e com todo o empenho foram as diversas lojas maçónicas que nisto não dão ponto sem nó.

Com nomes no Parlamento como Nuno Magalhães ( CDS) e Montenegro ( PSD) os nomes passam necessariamente por esses dois deputados da mesma loja maçónica que só aparentemente se opõe ao GOL.

Alguém ouviu falar em qualquer nome? Ninguém, publicamente. O Expresso sempre tão bom informado do que se passa nas lojas não diz nada. Os outros media estão calados que nem ratos, ao largo.

É esta a democracia que nos impingem: uma prè-escolha de juízes para o Tribunal Constitucional secreta, sem qualquer escrutínio público e atentatória da transparência democrática, coisa horrorosa para essas lojas.

7 comentários:

Carlos disse...

É caso para dizer:

Maçons de todas as lojas, uni-vos!

lica disse...

mas a democracia não está suspensa à muito tempo?

Floribundus disse...

aquilo não é um tribunal
mas uma secção da ar.
'és siempre la misma mierda'

lusitânea disse...

Acho que deveriam fazer a vontade ao comentador-candidato a PR vulgo "Prof Marcelo" que numa de Prof Karamba pediu que fossem eleitos imigrantes africanos.Ora temos cá o Ká que fazia um bom lugar no TC...

lusitânea disse...

Espero que numa de fraternidade os irmãos das várias lojas se ponham de acordo.Até porque em caso de necessidade o Ká manda avançar um pelotão de catanas que tudo resolve...

Carlos disse...

Mais uma "Graça do Espírito Santo".

Os sobreiros caíram sózinhos e um milhão de euros na conta, são mais um milagre da multiplicação de um cêntimo do sr. Jacinto Leite Capelo Rego.

Tudo normal, ou não estivessemos em Portugal.

...continue a festa, pá!

Karocha disse...

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=46597

O Sindicato do MºPº honra o MºPº