sábado, 25 de junho de 2011

Columbo era Peter Falk


Morreu Peter Falk, o actor que deu vida televisiva à figura de um detective de ficção: Columbo. No início dos anos setenta era o meu programa preferido na tv. A personagem não aceitava aparências, reflectia no que via e ouvia, não dava importância aos importantes e tratava-os efectivamente como iguais perante a lei. Tudo o que alguns investigadores de cá não são e tudo o que alguns responsáveis mais acima ainda são menos. É por isso verdade que a realidade é por vezes muito mais estranha que a ficção.
A imagem supra com o actor na capa, é da revista Rolling Stone e foi a primeira a que dei atenção numa banca da livraria Bertrand onde se expunha no mês de Maio ou Junho de 1975 ( a edição é de Abril, mas chegava cá muito atrasada). Passaram mais de 35 anos e a imagem continua a retinir-me na memória das coisas que perduram.

10 comentários:

Floribundus disse...

por vários motivos damos escassa atenção aos pomenores, que para mim são 'pormaiores'.
no nosso tipo de sociedade é tudo feito em cima do joelho e 'en passant par là', como diria uma múmia politica.
ao ópusculo da Ratazzi respondeu Camilo com 'o voo da pássara'. conheço a 2ª edição 'mais incorrecta' e augmentada.

vivemos de aparências

paz para Peter Folk
e para Tomoslav Ivic

zazie disse...

Também gostava muito dele.

Mani Pulite disse...

NEM COLUMBO NOS SALVA.OS PROCESSOS ESQUARTEJADOS DO FACE OCULTA SÃO A PROVA FINAL ,SE TAL FOSSE NECESSÁRIO,QUE NÃO EXISTE UM ESTADO DE DIREITO EM PORTUGAL.TAL DEVE SER PROCLAMADO,DIVULGADO LARGAMENTE, NOMEADAMENTE NO PLANO INTERNACIONAL, E PORTUGAL SANCIONADO COMO QUALQUER ESTADO PÁRIA SE O ACTUAL GOVERNO NÃO TOMAR DE IMEDIATO TODAS AS MEDIDAS NECESSÁRIAS PARA REPOR A LEGALIDADE E SANCIONAR IMPLACÁVELMENTE TODOS OS RESPONSÁVEIS PELOS CRIMES PRATICADOS CONTRA A JUSTIÇA PELOS MAIS ALTOS RESPONSÁVEIS PELA JUSTIÇA EM PORTUGAL.O ESTADO DE SÍTIO DEVE SER PROCLAMADO NA ÁREA DA JUSTIÇA!

Luis disse...

Na verdade quando se fizer história, daqui a uns anos, alguns com grandes responsabilidades na Justiça doméstica vão ficar muito mal e como exemplos negativos que atormentaram estes tempos.
Só eles o não querem ver.

Wegie disse...

José,

Amanhã vou pedalar nú e de pau feito (já comprei uma caixa de Viagra). Prepara lá o processo ao abrigo do disposto no 170º do CPP.

Zazie aparece pq para que se preencha o tipo criminal do art. 170º do Código Penal é necessário que o acto dito exibicionista represente para a pessoa perante a qual é executado o perigo de que se lhe siga a prática de um acto sexual que ofenda a sua liberdade de autodeterminação sexual.

Ritinha disse...

Wegie,

Não se preocupe, eu vou à sua frente.
Para o caso de haver mais que um nesse estado, sugiro-lhe que enfeite o seu com manjericos, para que eu o identifique.

zazie disse...

ehehehe

Que coisa mais anormalzinha.

Wegie disse...

Ritinha e zazie,

Agradeço o apoio moral. Mas a bófia já está a alertar que qualquer queixa de transeuntes poderá resultar em prisão, conforme a lei sobre actos exibicionistas. Não é esse o entendimento dos Desembargadores do Supremo pois como já supra disse para que se preencha o tipo criminal do art. 170º do Código Penal é necessário que o acto dito exibicionista represente para a pessoa perante a qual é executado o perigo de que se lhe siga a prática de um acto sexual que ofenda a sua liberdade de autodeterminação sexual.

Assim vai a Justiça neste país...

Wegie disse...

Entre a bófia e os desembargadores sinto-me como o cidadão Joseph K. do Processo.

Camilo disse...

... o tempo passa... ui, ui,...