quinta-feira, 13 de outubro de 2011

As nomeações políticas

A nomeação de Carlos Magno para a ERC, com o apoio do PSD e a nomeação de algumas figuras para cargos em instituições judiciárias, mormente o CSMP suscita sérias reservas sobre a clarividência de quem no PSD escolhe esses nomes.
O de Carlos Magno então, é de suscitar a maior das perplexidades. Então não há ninguém no PSD que não tenha dado conta do que o indivíduo esportula em comentários na Antena Um, mormente nos programas com o celebérrimo CAD? Para escolher Carlos Magno, deixassem ficar Azeredo Lopes. Pelo menos já se sabia o que a casa gastava.
O jacobinismo continua a marcar a agenda política? Julgava que tinha sofrido um interregno com a queda socialista...
Mas afinal quem é que no PSD apadrinha estas escolhas?

7 comentários:

David Castro Costa disse...

Já assisti ao vivo a este senhor passar uma graxa do caraças ao Sr. Mário Soares.
Vala-nos DEUS que é Santo Velho.

Gallagher disse...

Cá para mim foi alguém que, ao apreciar o currículo, achou que esse nome, Carlos Magno, era um nome que lhe dizia alguma coisa.
Quando, mais tarde em casa, o filho lhe disse quem era Charlemagne, a burrada já era irreversível.
Não foi quase assim que foi convidado certo ministro da Cultura, há uns tempos?

Floribundus disse...

pensei que era o marceneiro
carlos mogno

Floribundus disse...

pensei que era o marceneiro
carlos mogno

Zé Luís disse...

Não há pachorra.

Mas é como digo: a mediocridade está no poder e só vislumbra iguais entre iguais.

Um medíocre vaidoso e, pior, sem graça alguma.

O País é isto, porra!

josé disse...

A ERC é uma perfeita e redonda inutilidade a não ser para quem lá está a ganhar ordenado de conselheiro e com regalias várias.

E isso devia pura e simplesmente acabar,ser extinto.

A ERC é um prejuízo para o país.

hajapachorra disse...

E ao menino Roboredo também não é devido um tachito? O medíocre maquiavélico que nunca leu porra nenhuma de maquiavel não vale ao medíocre do prolapso freudiano? A vida é injusta.

o GRAsnar de António Costa