quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Mais subsídios para a cultura nacional


Ao pegar nas Cinéfilo, apareceram-me estas duas crónicas de Vasco Pulido Valente. Ambas anteriores ao 25 de Abril de 74, como se pode ler na badana da página.
Na primeira, do lado esquerdo, VPV descreve como conheceu grandes vultos da pintura nacional e como lhes poderia ter comprado telas a preço de uva mijona senão mesmo a troco de uma malga de sopa. E como tal poderia ficar rico, se o tivesse feito. Mas ainda ia a tempo. Será que foi?

Na outra, do lado direito, em carta a Maria Antónia Palla, uma figura do jornalismo português que ainda anda por aí em ocasiões de lançamentos de livros a apregoar a sua ligação a uma esquerda mítica, denuncia a censura de esquerda. Em 1963, enviou um artigo para a revista O Tempo e o Modo, de crítica literária a um livro de Urbano Tavares Rodrigues. Não foi publicado porque dizia mal do autor comunista...

Sem comentários: