segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A classe médica

Sapo:

As unidades hospitalares estão a recorrer à contratação de médicos através de empresas privadas, a quem pagam acima da tabela definida pelo Ministério da Saúde, avança o Correio da Manhã. Os valores rondam os 45 euros à hora, o que perfaz 315 euros por dia.


A falta de médicos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) levou os hospitais a recorrer aos privados, uma “solução que já é uma prática generalizada", segundo admitiram ao jornal várias unidades hospitalares. O despacho publicado em Agosto estabelece 25 euros à hora para médicos não especialistas e 30 euros para os especialistas. No entanto, os médicos contratados através de empresas particulares estão a receber 45 euros à hora.

Depois desta notícia, leia-se esta no Correio da Manhã de hoje:


4 comentários:

zazie disse...

mazuquéisto?

Laranjada Ovarense disse...

O estudo a que o "doutor" se refere é este:

http://www.acss.min-saude.pt/Direc%C3%A7%C3%B5eseUnidades/EstudosePlaneamento/UnidadeFuncionaldeEstudosePlaneamentoemRH/EstudoseRelat%C3%B3rios/NecessidadesPrevisionaisdeRHemSa%C3%BAdeM%C3%A9dicos/tabid/451/language/pt-PT/Default.aspx

http://www.acss.min-saude.pt/Portals/0/Relat%C3%B3rio%20Final_M%C3%A9dicos.pdf

Pior que tomar-nos por parvos, é querer fazer de nós parvos.

Kafka disse...

Isto já não é novo. Recordo que já nos anos 80, na altura era, salvo erro, bastonário um "industrial" das análises de Lx ligado ao PS que defendeu com olhos e dentes, com aplauso de toda a classe, a redução dos número clausus medida que se manteve por muitos e "bons" anos com os resultados que hoje se veem

O Tal Ivan disse...

O problema é de facto nos anos 80 não se terem aumentado as vagas - isso é que nos levou à situação gravíssima que vivemos. Mas o número de vagas que existem actualmente vai levar a que Portugal fique no top 3 mundial de médicos por habitante - basta fazer as contas, é muito fácil! Vai é demorar ainda muitos anos até isto acontecer...