quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Causa aldrabada

Enquanto muitos participam activamente na campanha de suspeição contra o primeiro-ministro, ostensivamente comandada a partir de dentro de um processo de investigação penal, para outros parece que no pasa nada!
Infelizmente, algo de inquietante ocorre quando impunemente poderes clandestinos instrumentalizam investigações penais (com flagrante violação do segredo de justiça) para óbvios fins políticos.

O que é pode autorizar este indivíduo que parece estar de cabeça perdida ( e o caso talvez não seja para menos), para mandar esta atoarda caluniando gratuitamente assim? Está cada vez mais parecido com Freitas do Amaral, de facto. Coisas do destino, irónicas qb.

No entanto, se ainda lhe sobra um neurónio criativo, deveria ler e ver de onde vêm as notícias, em primeira mão: de dentro do círculo familiar do visado e ainda lá de fora. E lá fora, não há segredo de justiça que valha.

Evidentemente que mais esta aldrabice, desta vez da causa, compreende-se: diaboliza e condiciona os investigadores. É uma estratégia. Tem pouco de inteligente, mas talvez seja um problema com as sinapses. Espera-se que seja temporário.

Tome uma aspirina...que isso passa.

5 comentários:

Leonor disse...

E sobre as declarações da Senhora Directora do DCIAP, nem uma palavrinha?
Isto está bonito, está!!
Várias dúvidas: Sem suspeitos e arguidos, para quê inquérito?
Sem suspeitos e arguidos, para quê atribuir-lhe carácter urgente?
Para quando o arquivamento?
Quem sindica o andamento e o resultado da investigação?
Ou melhor, quem sindica a apreciação e o seguimento que o MP entendeu dar à denúncia e à investigação?

josé disse...

Olhe, são muitas perguntas cuja resposta evito. Tenho evitado, mas ando a encher. Um dia desgraço-me...ahahah!

Só uma coisa: a Cândida de Almeida devia sair do lugar e deixar que fosse ocupado por outro.

O meu candidato é Euclides Dâmaso de Coimbra.

Já tarda.

Karocha disse...

Eu já me desgracei José...

Aspirina se a dor for muito grande, aconselho Trifene.

Tino disse...

José

Veja no post abaixo o comentário que fiz a uma habilidade do Vital.

Das divergências e convergências disse...

É triste ver o Vital Moreira metido nestas coisas. Ele tem capacidade para melhor, enfim!

Finito, Fernando Esteves