segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

A criminalidade politizada

Lisboa, 19 Jan (Lusa) - O secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Mário Mendes, admitiu hoje pela primeira vez que todo o tipo de criminalidade aumentou em 2008, apesar de ainda não ser possível quantificar.
A professora Palma, catedrática de Direito Penal, tem explicado porquê, ao longo destes meses: problemas sociais, cujo estudo do meio, lento, mas generoso, acabará por resolver.
Tenhamos fé e confiança nesta criminologia sociologiamente correcta que um dia destes, nas calendas, há-de produzir bons resultados. Ou não fosse o professor Boaventura Santos um iluminado destas coisas.
A crise económica não foi motivo para isto, com certeza, porque apenas surgiu nas últimas semanas de 2008. Governo dixit. Vital Moreira confirma e Fernanda Palma tem apoiado por escrito.
Estávamos tão bem. Códigos tão bem pensados e perfeitos. Leis de segurança para nos garantir bem-estar. Secretários-gerais para a afirmar e garantir. Como pode ser isto, assim?
Aguardemos pelos estudos do meio, a ver se nos indicam o estado de neoliberalismo social, como factor desagregador das sociedades.
O laxismo com a pequena criminalidade e a conformação com a grande corrupção, como todos já sabem, é problema da direita que não sabe lidar com a sociedade. Só quer autoridade e repressão, com intervenção do Estado. Poranto, uma maior regulação, é apanágio da Direita, como se sabe. A Esquerda, quer nada disso. Quer é maior liberdade de iniciativa de grupo e de bairro. Social. O Estado mínimo, na Segurança do Estado social.
Economicamente, aliás, já todos sabemos que é assim: a direita a defender oa intervenção do Estado e a esquerda a liberalizar.
Não é mesmo assim?

1 comentário:

lusitânea disse...

Estando tudo bem com as leis e as políticas isto quer dizer que só falta para resolver o assunto
( a pobreza e a exploração causadoras da pequena(?) criminalidade) um esquema de oficiosas a cargo da OA.Para cada pobre do mundo(cá dentro e sem discriminação nenhuma) um advogado.Por outro lado como faltará dinheiro para isso o governo que saque no MP , Juizes e médicos através de imposto sobre a sua riqueza milionária.
O Costa da justiça deve andar a estudar este plano a aplicar depois das próximas eleições...
Nunca esquecer que temos que ganhar menos para outros ganharem mais.E que os trabalhadores não têm pátria.E que se num dia fazem guerra para ficarem independentes no dia seguinte bem pode ser ao contrário...
Os construtores do império cá dentro que não desistam.Não devem ser umas pequenas contrariedades de percurso que os farão desistir.E nada de abandonar os que ainda não vieram ao seu destino cruel.Temos responsabilidades!Pague-se tudo o que for necessário para o ex-império...
Aos espoliados para sustentar esta científica governação resta o consolo de pensar(para os crentes) que ganharam oa céu na terra...