domingo, 25 de março de 2012

Entretanto, no Reino Unido...

Expresso:

O britânico Peter Cruddas, 59 anos, demitiu-se do cargo de co-tesoureiro do Partido Conservador, depois de ter sido filmado pelo "Sunday Times" a oferecer acesso facilitado a David Cameron mediante um pagamento de 250 mil libras (298 mil euros) por ano.

"250 mil libras dá acesso à 'Primeira Liga', que inclui um jantar com o primeiro-ministro, David Cameron, e a oportunidade de poder influenciar a política do Governo", disse Peter Cruddas aos jornalistas do "Sunday Times", que fingiam ser potenciais doadores do partido.

O responsável vai mais longe na argumentação e enumera uma série de benefícios para quem fizer doações, garantindo que terão acesso privilegiado a David Cameron.

"Poderão ter acesso a várias informações e quando se reunirem com o primeiro-ministro vão perceber que à vossa frente estará David Cameron e não o primeiro-ministro. Não podem esquecer-se que tudo o que se passar lá dentro é confidencial, de resto podem colocar-lhe praticamente qualquer questão".

"Se estiverem descontentes com alguma coisa, nós prometemos ouvi-los
e daremos todo o feedback à nossa comissão política", acrescentou.

Aqui está um caso de "judicialização da política", porque Cameron já anunciou a abertura de um inquérito. Os ingleses é que não deram por isso...e cá em Portugal coisas destas são simplesmente absurdas. Armando Vara e Miguel Relvas e antes Jorge Coelho nem sabem do que se está a falar quando se fala nestas coisas. Alguns próceres do poder nem lhes passa pelo bestunto inoxidável este tipo de situações impensáveis na política portuguesa. É linguagem incompreensível para eles. Lá são os jornais que investigam e denunciam estas coisas. Por cá são os jornais que não só não investigam como protegem os suspeitos da política por coisas muito mais graves que esta.
Jornalismo, em Portugal? Pior do que antes de 25 de Abril de 1974. E estou a falar a sério.

2 comentários:

Karocha disse...

loooolll José

Uma vendia o ex.marido.
Agora este vende o 1º Ministro, que terão vendido mais?

Floribundus disse...

continuo verificar censura de esquerda na comunicação social-ista e comunista,

o nacional e o social-fascismo no seu pior.
faltam os gulagues

O verdadeiro super-juiz