domingo, 22 de maio de 2011

A imagem é a mensagem

José S. no comício de hoje em Castelo Branco aprontou o guião e disparou para a audiência televisiva:
"Eles querem é que haja uma educação para pobres e uma educação para ricos"!

"Eles" são a oposição e Passos Coelho que é visado como líder. O que José S. não disse a seguir era que tinha os dois filhos em escolas privadas de "ricos": o colégio Moderno e o Alemão. Podia dizer também que Passos Coelho tem as filhas em escolas públicas. De pobres.

Não obstante, a mensagem que passa é simples: "Eles" são os "maus"; nós, os "bons". E a eficácia do discurso funciona assim, deste modo simplista, porque a relativa ignorância do eleitorado que vota PS assim prefere ouvir.
É com este discurso que se mantém os votos PS que não tendem a diminuir com o tempo, precisamente porque a "narrativa" tem sido constante e simplificada: a Esquerda é que protege os trabalhadores e o PS é de Esquerda. Simples e eficaz.

Hoje no Público ( voltei a recair), Vasco Pulido Valente acha que o debate entre José S. e Passos Coelho "foi confrangedor", porque "não esclareceu ninguém e nem sequer tratou dos problemas que mais preocupam os portugueses". Diz que "mal se falou de economia e não se falou a sério de impostos, de rendimentos, de justiça, de educação e de saúde".

Como se um debate deste género permitisse discutir seriamente e com suficiente compreensão tais temas! É espantoso que um cínico como VPV seja ingénuo ao ponto de pretender que se discutissem tais coisas num debate em que se procura apenas ganhar aos pontos nos argumentos usados, seja de que modo for e se procure apenas passar a imagem de que o debate foi ganho por este ou aquele. Estes debates são apenas para o boneco.
Quem quiser perceber qualquer coisa sobre justiça, educação, saúde ou impostos tem mesmo que estudar e saber muitas coisas sobre os assuntos.

E a maioria dos portugueses sabem quase nada de nada. O analfabetismo funcional é porventura maior do que há 40 anos. E não me parece exagero.

10 comentários:

rita disse...

Não deve haver partido como o PSD para "tratar da saúde" do líder...
Tb li VPV e pasmei, pq estava convencida que ele era do PSD.
O Dr. Marcelo tb se fartou de dizer disparates (nem sei pq o ouvi). A coisa mais estúpida que lhe ouvi foi dizer que o coisa tinha rapidamente de inventar algo, se quisesse ultrapassar PPC. Mas isto é normal???
Com amigos destes acho que o PSD não precisa de inimigos, ou então há um fenómeno qualquer que me está a escapar.

Floribundus disse...

as filhas do Passos andara na 'quinta de Marrocos'.

o padre soares, fundador do moderno, foi a pé com um amigo da sua casa na Batalha até à Cova da Iria na noite de 12-13 outubro 1917 e serraram a azinheira do milagre. contou o amigo num ágape mçónico a que assisti.

dizia Dino Segri (Pitigrilli) na 'decadência do paradoxo'
«segundo classificação dos pios, os homens dividem-se em: pios e ímpios»

Manuel disse...

Aguardo curioso para ver de que maneira a "comunicação social" portuguesa vai esconder,manipular,distorcer a estrondosa derrota do PSOE hoje em Espanha .Quanto ao Prof. Zig-Zag ele é o maior velhaco nascido desse lado dos Pirinéus nos últimos cem anos.
manuel.m

zazie disse...

É mesmo verdade, isso da azinheira, Floribundus?

Kafka disse...

..."Quem quiser perceber qualquer coisa sobre justiça, educação, saúde ou impostos tem mesmo que estudar e saber muitas coisas sobre os assuntos"...

Então José?
Não é para isso que servem as Novas Oportunidades?

Kafka disse...

Se o Zapatero tivesse por lá as Novas Oportunidades não teria levado uma abada à F.C.P

disse...

Tudo isto é muito bom para Passos Coelho.
Espero sinceramente que Marcelo, Pacheco Pereira, Ferreira Leite, Portas, o ataquem fortemente. Então se Leonor Beleza dissesse mal dele, se Nobre se zangasse e abandonasse com estrondo, acompanhado pelo CAA, a maioria absoluta estaria garantida.

joserui disse...

Tudo verdade. Elemento mais execravelmente hipócrita não existe. E já se sabe que fala simples, praticamente de analfabeto para analfabeto.
Mas...
Vejamos... qualquer pessoa com o salário mínimo não faz flores neste país. Mas com 5.000€ faz. Qualquer pessoa que tenha dois dedos de testa e que ganhe, vá lá, mais de 2000€-2500€, sabe que desde que gaste isso menos y, pode viver uma vida digna e sem dever nada a ninguém.
Se os broncos ganham x e gastam constantemente x+y, não há salário que chegue nem de 5.000€, nem de 10.000€. O outro colégio não sei, mas não é tendo um filho no colégio alemão que lhe arromba o orçamento. Não dá é para bijans, e cinco estrelas, e milão e carros e não sei que mais. -- JRF

joserui disse...

Enfim, entendo a questão, mas no outro post o José coloca-a como os colégios não "são qualquer um é o alemão e o não sei quantos".
No caso do Alemão, digo-lhe que deve ser do mais barato. O aldrabão em dois jantares no Porto arruma o assunto da propina.
Posso dizer que um aluno na primária anda lá por 336,00€. Se quiser almoçar junta mais 54,00€. Se quiser estudar de tarde, junta mais 76,00€.
Pelo Alemão, é isto, mais ou menos. Não é nenhum escândalo. Se o asno é asno, está na natureza do animal não querendo ofender, porque na natureza é um animal muito inteligente. E eu tenho simpatia por todos os animais. Os animais são nossos amigos. -- JRF

JC disse...

E esta pouca vergonha?

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/legislativas-2011/ps-paga-apoio-com-refeicoes

"Seguem José Sócrates para todo o lado, de norte a sul do País, em autocarros pagos pelo PS. Depois são usados para compor os comícios, agitar bandeiras, e puxar pelo partido, apesar de muitos deles não perceberem uma palavra de português e não poderem votar. Em troca têm refeições grátis."

O Sindicato do MºPº honra o MºPº